Primeira vez para a escola requer período de adaptação

24 Fevereiro 2017 14:01:20

Mudança tem efeitos diferenciados em cada criança

Adriana Souza
primeiro_dia_aula.jpg
Foto: Reprodução
Postura dos pais é essencial para crianças se adaptarem bem a mudança

 

O começo da vida escolar das crianças representa um rito de passagem e acarreta grandes mudanças, não só na vida dos filhos, mas também na dos pais. Para uns o período é de felicidade, mas para outros de desafio. Confira a entrevista com a psicóloga Juleine Anton sobre o assunto:

Folha - Qual a indicação para os pais ou responsáveis das crianças que estão indo pela primeira vez para a escola?

Juleine - Primeiramente, todos devem entender que qualquer mudança que tenhamos na vida, sejamos crianças ou adultos, causa impacto. A criança até então frequentava sua casa, talvez casa de parentes, parquinho, se não estava na presença dos pais estava com algum conhecido. Já na primeira vez na escola ela tem que enfrentar um mundo completamente novo, tudo é diferente, o lugar, as pessoas, tem mais crianças do que elas são acostumadas a ver, tem regras, tem sala de aula, tem outro tipo de comida, tem outras vozes, outro tipo de carinho e de atenção. Além disso, ela ainda tem que ficar um tempo longe dos pais, o que para muitas crianças até então, nunca tinha acontecido. Para algumas crianças pode ser mais sofrido do que para outras, algumas podem nem se importar. Mas é importante que os pais estejam cientes que o primeiro dia de aula vai causar algum impacto, bom ou ruim, o preparo psicológico dos pais é muito importante e os comportamentos dos pais tem muita influência no comportamento das crianças nesse primeiro contato com a vida escolar. É preciso entender que qualquer mudança necessita de um tempo de adaptação.


Folha - Para aqueles que choram ou fazem birra para ficar na escola, como proceder?

Juleine - Tem grande chance da criança chorar para ficar na escola, como eu disse tudo é novo, e o novo assusta. A ansiedade e frustração dos pais interferem de forma significativa no comportamento da criança. Por exemplo, quanto mais insegura e ansiosa a mãe estiver para deixar seu filho na escola, mais a criança vai sentir isso e ficar insegura também, ocasionando o choro. Os pais precisam passar confiança para os filhos, contar que eles vão voltar para casa no final da manhã ou no final da tarde, contar que a mãe e o pai vão estar em casa ou trabalhando que vão estar esperando por ele, que vão vir buscá-lo mais tarde. Contar que a escola é legal, que a criança vai fazer atividades legais, vai brincar com outras crianças. Por mais que pareça que não está adiantando nada, o que os pais dizem pode acalmar a criança, porque ela vai saber que ela não foi abandonada e que no final do dia ela vai para a sua casa com seus pais (tudo isso deve ser dito todos os dias antes de entrar na escola, até que a criança se acostume).
Na maioria das vezes os pais deixam os filhos na escola e em um primeiro momento eles choram, mas quando os pais vão embora a professora já consegue distrair, mudar o foco e enturmar as crianças umas com as outras. 

Folha - Como a família pode ajudar a criança a lidar com a nova situação?

Juleine - Ajuda muito os pais se prepararem e prepararem a criança para os primeiros dias de aula. De que forma: conhecendo aos poucos - passando na frente da escola e mostrando para a criança que aquela é sua escola e que em determinado dia ela vai para lá brincar com outras crianças. É bem importante que os pais conheçam a professora e os funcionários e estrutura da escola para que eles mesmos se sintam seguros de deixar os filhos lá. Também ajuda contar para os funcionários e professores coisas do dia-a-dia que a criança gosta, por exemplo, desenho preferido, brinquedo preferido, alimentação, horários que a criança sente mais sono durante o dia, entre outros gostos da criança. É preciso também conversar com a criança sempre antes de ir para escola ou na noite anterior. Para algumas crianças o fato de comprar o uniforme e os materiais ajuda para que elas sintam vontade de ir para a escola e usar o lápis do Batman, por exemplo. E os pais devem sempre deixar que a criança tenha seu próprio tempo para se habituar a essa nova situação, lembrando que a escola além de ser um direito é uma excelente oportunidade para que a criança se desenvolva em todos os aspectos, principalmente na sua aprendizagem e na independência e autonomia.

Folha - A comunidade escolar pode ajudar nesse processo?

Juleine - Os funcionários e professores da educação infantil necessitam ter preparo para saber lidar com as situações de choro e de ansiedade dos pais, precisam passar confiança para os pais orientando e demonstrando que sabem o que estão fazendo. A escola precisa possuir materiais para auxiliar na adaptação da criança para distrair em um primeiro momento e extinguir o choro que incomoda tanto os pais, além disso conversar e acalmar os pais ajuda muito, pois eles também estão passando por uma situação nova e muitas vezes não sabem como agir. Ou seja, a recepção da equipe escolar é fundamental para o bom andamento desse processo. 

Folha - A atitude dos pais/ou responsável interfere no comportamento da criança? Como melhorar essa situação para todos?

Juleine - A atitude dos pais interfere muito no comportamento da criança. Os pais precisam acalmar suas ansiedades para não passá-la para seus filhos e precisam se sentir seguros de que o filho está sendo bem cuidado e essa mudança vai ajudá-lo a crescer e se desenvolver. Os pais precisam estar presentes na vida escolar do filho, conhecer a escola, conversar com a professora, acompanhar o dia-a-dia do filho.

 

capa site1.jpg

Jornal Folha de Irati Rua da Liberdade, 740 Centro, Irati - Paraná,
fone: (42) 3423-2169 e 3423-1588
https://www.facebook.com/FolhaDeIrati

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Santa Chiara Comunicação