AVANÇOS

Uma nova era no tratamento de varizes

28 Abril 2017 14:45:40

Novas técnicas são menos invasivas e mais eficientes no tratamento

Adriana Souza
procedimento-safena-endolaser (2).jpg
Foto: Reprodução
Novas técnicas, como o laser, possibilitam recuperação mais rápida do paciente

Cerca de 60% da população têm varizes, que são veias dilatadas, tortuosas e insuficientes, acometem principalmente as mulheres. Varizes não são apenas um problema estético, geralmente a pessoa também apresenta sintomas como dor, inchaço e peso nas pernas. A presença das varizes pode ser o primeiro sinal de uma Insuficiência Venosa Crônica, ou seja, a dificuldade do sangue circular nas veias.

O cirurgião vascular, Dr. Cristiano Teixeira Barbosa Pinto, comenta que as varizes na maioria das vezes aparecem nos pés, pernas e coxas. "Isso ocorre por que essas veias estão mais distantes do coração, e assim tem maior dificuldade em vencer a força da gravidade e trazer o sangue de volta para o corpo".

CAUSAS
O sedentarismo, a falta de repouso, a idade avançada e hábitos de vida irregulares estão entre as principais causas que desencadeiam o aparecimento das varizes. Porém, a herança genética é o principal fator para a manifestação das varizes. 

TRATAMENTO
O tratamento cirúrgico convencional consiste na retirada das varizes e das veias safenas, através de pequenos cortes, por uma técnica de arrancamento. "Essa pode ou não lesionar estruturas vizinhas as veias, além de provocar um processo inflamatório, inchaço, dor, tempo de recuperação e risco cirúrgico maiores". Explica o doutor

Segundo o médico, quando se refere a tratamento cirúrgico uma tendência natural da medicina é realizar procedimentos cada vez menos invasivos ao corpo humano. "Nos últimos 10 anos venho acompanhando a evolução de novas técnicas para o tratamento de varizes, estão cada vez menos agressivas. O objetivo é recuperar nosso paciente o quanto antes, com o mínimo de dor e devolve-lo a sua vida normal", afirma.

LASER OU RADIOFREQUENCIA
O tratamento por laser ou radiofrequência consiste na ablação "esclerose "das veias doentes utilizando o calor. " É emitido por uma fibra (fio) que é introduzida dentro da veia através de uma punção com agulha própria, ou seja, o mesmo ato realizado nos cateterismos", explica o doutor e acrescenta, "utilizando um aparelho de ultrassom essa fibra é visualizada e posicionada no local adequado, um outro equipamento libera a energia necessária e o médico vai tracionando a fibra e assim tratando as veias doentes".
Todo esse tratamento pode ser realizado com anestesia local, no máximo uma sedação. Após esse processo o paciente pode voltar a sua vida normal.

TRATAMENTO COM ESPUMA
 Esse modelo de tratamento consiste em aplicar nas varizes um remédio em forma de espuma, dentro da veia ele provoca um processo inflamatório que acaba por entupir as varizes. "Realizado em etapas possibilita mais liberdade ao paciente, após cada sessão semanal o paciente pode voltar a realizar suas atividades normalmente. Também existe a necessidade de ser acompanhada com ultrassom".

O Dr Cristiano Teixeira Barbosa Pinto, há dois anos realiza a técnica e a mais de cinco anos acompanha a evolução desse método de tratamento. "Ela é muito eficiente, principalmente nos casos de pacientes que já não tínhamos muitas possibilidades de tratamento".

Esse método é indicado especialmente para idosos com varizes e/ou feridas, pacientes com alto risco cirúrgico e/ou portadores de varizes avançadas.  "Importante deixar claro que não é indicado em casos de estética, principalmente em pacientes jovens. Como qualquer outro tratamento neste também existe as limitações". 

Há alguns meses atrás essa técnica foi divulgada em uma reportagem no Fantástico, definida como algo promissor e a solução para as grandes filas de varizes, esta longe disso. Sobre o tratamento de varizes, Dr. Cristiano pontua que hoje a grande tendência no tratamento está na combinação dessas técnicas. 

"Atualmente, todas elas encontram-se disponíveis na nossa região. Seja qual for o método de tratamento ele precisa ser bem indicado, ser realizado por profissionais capacitados e em instituições seguras", conclui.


 

capa site1.jpg

Jornal Folha de Irati Rua da Liberdade, 740 Centro, Irati - Paraná,
fone: (42) 3423-2169 e 3423-1588
https://www.facebook.com/FolhaDeIrati

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Santa Chiara Comunicação