DIÁLOGO

Alunos participam de roda de conversa sobre combate às drogas

05 Julho 2017 11:08:10

Iniciativa do Governo do Estado aborda assunto em escolas de todo o Paraná

Bárbara Gardin
promotor e pm.JPG
Foto: Bárbara Gardin
Promotor Eduardo e sargento Valdemar esclareceram dúvidas dos estudantes

Com o objetivo de conscientizar e prevenir o uso de drogas por jovens e adolescentes, o Núcleo Regional de Educação de Irati (NRE), em parceria com a Patrulha Escolar, Secretaria Estadual de Educação, e Ministério Público, realizaram uma roda de conversa sobre o tema, no Colégio Estadual João de Mattos Pessoa.

A iniciativa faz parte de um programa lançado pelo Governo do Estado, que visa a Prevenção ao Uso Indevido de Drogas Lícitas e Ilícitas – a Previda. A campanha foi lançada no último dia 26, data em que é celebrado o Dia Internacional de Combate às Drogas, e marcou a semana em todo o Estado com ações sobre o assunto.

Cerca de 180 estudantes, entre Ensino Fundamental e Médio, do período da manhã, participaram da palestra. Além dos alunos, familiares e a comunidade escolar também prestigiaram o evento. Durante a conversa, os jovens também puderam interagir realizando perguntas e sanando dúvidas. Na oportunidade, os alunos também assistiram a apresentações artísticas sobre o tema.

A roda de conversa contou com a participação de autoridades, e foi conduzida pelo promotor substituto de Irati, Eduardo Apreas Guedes Garcia, e o sargento Valdemar Barankievicz, da Patrulha Escolar. Também foram convidados para compor a mesa redonda, o delegado de Irati, Paulo Cesar Eugenio Ribeiro, e o secretário municipal de Saúde, Agostinho Basso Filho, que não puderam estar pres  entes.

PODER JUDICIÁRIO

Abordando temas como os malefícios do tráfico de drogas, o promotor Eduardo Apreas Guedes Garcia, explanou aos alunos sobre as consequências na forma jurídica do uso e venda de entorpecentes e outras drogas. Segundo ele, a ideia foi fazer uma abordagem bem informal e interativa, principalmente nos aspectos de prevenção.

“Para abordarmos esse assunto, inevitavelmente temos que falar sobre os efeitos jurídicos do uso das drogas, relacionado ao tráfico. Procurei também falar sobre os efeitos nocivos da droga, porque quando você tem conhecimento sobre a realidade que lhe circunda, consegue tomar as medias adequadas”, comentou o promotor.

POLÍCIA MILITAR

Já conhecido pelos alunos pelos trabalhos a frente da Patrulha Escolar, o sargento Valdemar Barankievicz, explanou sobre as consequências do uso de entorpecentes. Ele também relembrou situações encontradas nas escolas durante as visitas de rotina e trabalhos educativos, e os resultados positivos que a medida apresentou. Ele afirmou que “infelizmente ainda existem muitos casos de jovens envolvidos neste meio, mas que a comunidade não pode fechar os olhos para a situação, e sim buscar soluções”, disse.

marisa.JPGVISÃO ESCOLAR

Para a chefe do Núcleo Regional de Educação de Irati, Marisa Massa Lucas, o evento é fundamental no trabalho de prevenção. “As escolas já vêm executando ações preventivas através de vídeos e atividades dinâmicas, onde os professores trabalham constantemente o combate ao uso das drogas. Nosso maior objetivo é prevenir os alunos e a comunidade desse mal tão terrível que prejudica tantas famílias”, destacou.

A técnica pedagógica do NRE de Irati, e responsável pela iniciativa do evento na cidade, Késsia de Fatima Zubreski, enfatiza que ações como essa possibilitam deixar o aluno mais à vontade para falar sobre o tema. Segundo ela, a roda de conversa na escola torna-se um momento que fortalece o diálogo de forma participativa e abre espaço para o assunto, reduz as barreiras existentes, no sentido de estabelecer um ambiente de aproximação entre professores, funcionários, alunos, patrulha escolar, e outras esferas institucionais.

“Isso mostra para o jovem que existe uma preocupação com ele, não no sentido da repreensão, mas da conscientização, de entender as causas e os motivos que levam os jovens ao contato com o uso de álcool e outras drogas, que existem consequências na saúde, na dinâmica social, familiar etc.”, destacou.

Ela também ressalta atitudes de conscientização devem ser elaboradas nos lugares do cotidiano. “A escola, é o espaço que os adolescentes passam grande parte do seu tempo, é um ambiente privilegiado para reflexão e formação de consciência, mas é importante frisar que esses momentos devem ser um trabalho permanente, e promovido nos diferentes setores da sociedade, precisamos de multiplicadores sociais na luta contra as drogas”, afirmou.

 

Um estudo do Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), mostra que quase 600 mil adolescentes (4% da população) já usou maconha pelo menos uma vez na vida, enquanto a taxa de uso no último ano foi idêntica a dos adultos (3% equivalente a mais de 470 mil adolescentes.

 

Chefe do NRE de Irati, Marisa Massa Lucas, ressaltou a importância da iniciativa

Foto: Bárbara Gardin

 

capa site1.jpg

Jornal Folha de Irati Rua da Liberdade, 740 Centro, Irati - Paraná,
fone: (42) 3423-2169 e 3423-1588
https://www.facebook.com/FolhaDeIrati

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Folha de Irati