NUNCA É TARDE

Determinadas, mulheres buscam concluir os estudos

09 Março 2018 14:07:28

O CEEBJA de Irati conta com estudantes de várias idades

Kelly Ramos
IMG_4878.JPG
Foto: Bárbara Gardin
Alunas do CEEBJA de Irati dão exemplo aos mais jovens de determinação aos estudos

Ser mulher é uma luta diária. Por elas são enfrentadas muitas adversidades, como a violência, a desigualdade no mercado de trabalho e oportunidades, além dos diversos rótulos impostos pela sociedade. Qualquer conquista delas é uma quebra de paradigma, afinal, se contesta a história vivida até então.

Em Irati, um belo exemplo de determinação e busca pelo seu lugar na sociedade é demonstrado por várias mulheres que não aceitaram mais não concluir os seus estudos. No Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA) elas dão um verdadeiro show de força de vontade, independente da idade, condição financeira ou familiar.

Um dos casos é de Maria Ezenir Santana, 67 anos, que voltou a estudar em 2017, depois de 40 anos sem frequentar a escola. Até então, ela havia feito somente até o 4º ano. “Voltei a estudar para ocupar a mente, ter mais conhecimentos e estar no meio das pessoas. Isso me faz bem”, ressalta. Ela enfatiza que gosta muito dos professores e que fez muitas amizades. “Assim dou exemplo aos meus netos. Não quero que eles desistam dos estudos por nada. Tendo saúde e vida é preciso ir atrás. É muito bom a gente saber viver”, destaca.

Outra aluna do CEEBJA é Rosana de Oliveira Peppes, 43 anos. Ela é moradora da Vila Rural, em Irati, mas conta que quando criança não pode concluir os seus estudos, porque morava em uma localidade distante de Rebouças. “Fazia 32 anos que eu não entrava em sala de aula. Vim para dar exemplo ao meu filho e me ocupar. Eu não tive oportunidade antes, porque trabalhava na roça, em serviço braçal. Depois casei e vieram os filhos. Agora, com eles criados, eu voltei”, relata.

Margarida Almeida, 48 anos, há dez retornou aos estudos por meio da Educação de Jovens e Adultos. Ela, mesmo enfrentando problemas de saúde, não desiste de concluir o Ensino Médio. “Decidi que era hora de eu me capacitar e buscar algo melhor. Quero terminar aqui no CEEBJA e fazer um curso de secretariado ou recepcionista. Nunca é tarde para ir em busca dos objetivos”, acrescenta.

Edilia Golenha, 59 anos, retornou aos estudos através de incentivo da empresa que trabalha. “Aqui há muitas pessoas diferentes, fiz amizades. E para voltar a estudar é só querer. Acredito que o estudo é tudo para nós, para nos comunicarmos, para sermos além do que somos hoje”.

Aos 45 anos, Rosilda Aparecida dos Santos, aluna do CEEBJA, sonha em fazer uma faculdade. Ela sentiu falta de concluir os estudos na busca por inserção no mercado de trabalho. “O estudo tem que ser em primeiro lugar. As empresas exigem e quero algo melhor lá na frente, ter chance. A idade não quer dizer nada e sim a força de vontade de estar na sala de aula. O importante é não desistir nunca”, aconselha.

ACOLHIMENTO

A pedagoga, Jucilene Stroka, fala que para os professores é um privilégio trabalhar com alunos dedicados, como os que frequentam o CEEBJA. “Elas mostram a garra que tem nos estudos, o que tentamos apresentar aos adolescentes e para a sociedade, principalmente para os senhores e as senhoras que pensam que é tarde para voltar a estudar”.

Jucilene destaca que o CEEBJA de Irati está com quase 850 alunos matriculados. “A Educação de Jovens e Adultos é trabalhar com a diversidade que existe entre os alunos, com as características, dificuldades e limitações que cada um tem. Procuramos atender da melhor forma possível, para que se sintam acolhidos e aprendam cada um no seu tempo”, explica.

 

 

 

 

Imagens

IMG_4878.JPG
capa site1.jpg

Jornal Folha de Irati Rua da Liberdade, 740 Centro, Irati - Paraná,
fone: (42) 3423-2169 e 3423-1588
https://www.facebook.com/FolhaDeIrati

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Santa Chiara Comunicação