Reféns da criminalidade

27 Junho 2017 15:28:48

Irati sempre foi um município considerado pacato. Como toda cidade que cresce, mesmo em passos pequenos, sofre as consequências dos problemas que isso acarreta, como o aumento da criminalidade. Contudo, hoje os casos que assustam parte da população e que trazem perdas para pessoas do bem e trabalhadoras, com certeza podem ser combatidos.

Uma das reportagens desta edição fala do conjunto habitacional Jardim das Américas, localizado na região do bairro Alto da Lagoa. Com boa infraestrutura, conta com 310 casas, as quais foram entregues no ano de 2015, por meio do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. Além de reduzir o déficit de famílias que necessitam de moradias, o conjunto também foi construído para que muitas pessoas tivessem mais qualidade de vida e dignidade.
O que para muitos era um sonho sendo realizado, acabou virando um verdadeiro pesadelo. Incêndios propositais são registrados não de agora. Já foram 12 casas incendiadas, sendo que Irati conta hoje com 2.170 pessoas na fila por conseguir uma casa própria. Além de colocarem fogo, os bandidos ainda roubam tudo o que pessoas trabalhadoras conseguem com muito esforço. De uma casa até os muros pré-moldados, portão, portas, telhas e vaso sanitários foram capazes de roubar.
Muitos moradores acabaram virando reféns da criminalidade, que se expandiu no bairro e expulsou muitas pessoas, que perderam bens, foram ameaçadas ou vítimas de delinquentes. A grande maioria opta pelo silêncio, com medo de represálias.
O Jardim das Américas precisa de medidas urgentes. É preciso deixar claro que neste bairro, assim como no Alto da Lagoa há muitas pessoas honestas e do bem, que merecem viver em um lugar melhor, onde as crianças possam brincar em paz e que os adultos possam sair de casa, sem tanta preocupação de que quando voltarem não haverá mais nada dentro.
Além de medidas relacionadas à segurança pública, também são necessários mais projetos sociais, educativos e pessoas/profissionais que olhem por essas pessoas com uma atenção especial. O que se vive lá não pode ser considerado algo normal para uma cidade como a nossa. É preciso que o bairro seja para a população de bem e não um reduto de situações absurdas e que parecem não ter controle. Mas, sabemos que tem sim e que basta querer começar a mudar essa realidade.


Muitos moradores acabaram virando reféns da criminalidade, que se expandiu no bairro e expulsou muitas pessoas, que perderam bens, foram ameaçadas ou vítimas de delinquentes.

capa site1.jpg

Jornal Folha de Irati Rua da Liberdade, 740 Centro, Irati - Paraná,
fone: (42) 3423-2169 e 3423-1588
https://www.facebook.com/FolhaDeIrati

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Santa Chiara Comunicação