Confidencial
Vidas Negras Importam

Vidas negras importam no Paraná

Mauro Rockenbach, Superintendente Geral de Diálogo e Interação Social do Estado do Paraná, enalteceu a visão do governo Ratinho Junior, em reconhecer a importância do movimento negro, repudiando todos os atos de racismo e vandalismo no Estado. Tanto que para isso, criou um órgão específico para dialogar com o movimento negro e com todas as chamadas minorias - a SUDIS. Rockenbach é cotado para assumir a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho-SEJUF, no lugar de Ney Leprevost que deixou o cargo esta semana. “Temos um Secretário de Estado negro, servidores e servidoras, não temos racismo institucional, vidas negras nos importam sim. Vamos continuar trabalhando para isso, óbvio que sem vandalismo”, disse Mauro.

Segue nota, em anexo foto ilustrativa de servidor Denilto Laurindo da Sudis com o Governador.

Apoio para coligar

Hilgemberg esteve esta semana com o presidente Estadual da Legenda no Paraná, o ex-deputado, João Arruda, que apoia a dobrada para a próxima eleição. O partido tem de buscar espaço para crescer. Se Derbli não dá, podemos contribuir com a candidatura do PDT. Josué disse que o MDB não sentiu espaço no time do prefeito Derbli. Embora algumas pessoas do partido sejam mais ligadas ao prefeito, não houve valorização, segundo Josué. O perfil do MDB é mais próximo do PDT e tem de ver o que é melhor para o MDB retomar seu crescimento.

Articulando

Dagoberto Wadzyk, articulador da deputada, Leandre Dal Ponte, na região está fazendo uma série de reuniões com intuito de ouvir como os políticos estão vendo o cenário político local. E está ouvindo muitas reclamações da atual administração, principalmente, na condução política.

Cuidado com a Soberba

Parece que o prefeito, Jorge Derbli, está sorrindo atoa com números que lhe contaram ao pé da orelha sobre sondagem acontecida nos últimos dias. Mas há de se ter cuidado, porque o bom posicionamento pode trazer a soberba que não é bom para ninguém. É bom lembrar que treino, é treino e no jogo tudo é diferente. O momento agora é de treino, a campanha é o jogo.

Vai ou não vai!

Parece que a candidatura do Padre Marcos Melek, de Inácio Martins, está em “stand by”. Uma carta vinda da alto Clero impede que padres ou religiosos disputem cargos eletivos nas esferas do poder. Se fato for, isso impediria que o padre fosse candidato. Mas segundo informantes, o Marcos continua atuando politicamente e acredita que nos próximos dias isso será revertido e poderá manter sua intenção de ser candidato a prefeito de Inácio Martins.

Nenhum saiu

Nenhum dos secretários do prefeito, Jorge Derbli, saiu de seus cargos para disputar alguma vaga no legislativo Iratiense. Então não veremos neste pleito nomes como Xoxolo, Mundio Gnatkoski e outros que poderiam pleitear uma cadeira no legislativo iratiense. Resta saber se o empenho dos secretários será o mesmo.

Menosprezado, MDB se aproxima de Odilon

O MDB de Irati presidido pelo advogado, Josué Hilgemberg, está deixando (deixou) a base de apoio do prefeito Odilon Burgath, para iniciar negociação com o PDT do ex-prefeito. Segundo Josué, Burgath ofereceu o cargo de vice para a fusão dos partidos. O advogado ainda fala que o prefeito não fez nenhum movimento para ter o partido próximo dando um sentido de menosprezo.

Enfraquecendo a Mídia

Segundo a CPI que trata da Fake News apontou que o governo federal investiu milhões em blogs que geravam e espalhavam as fake News. Esta semana, segundo o blog O Antagonista, o governo federal retirou R$ 83,9 milhões do programa Bolsa Família e injetou na área de Comunicação. O dinheiro será tirado especificamente dos programas de transferência de renda destinados a famílias do Nordeste. Segundo o Ministério da Cidadania, o valor médio do Bolsa Família era de R$ 191,86 em março. Com os R$ 83,9 milhões destinados à Comunicação, seria possível pagar o benefício uma vez a mais de 437 000 famílias. O governo Bolsonaro dá sinais de atuar firmemente num processo de enfraquecer a mídia tradicional. No Paraná o processo é inverso. Ratinho Junior age pra valorizar e fortalecer a imprensa paranaense.

Data das eleições

Ainda há muita dúvida sobre a mudança das datas das eleições deste ano. Enquanto se fala em mudar para 15 de novembro ou 6 de dezembro, o 1º turno, outra corrente mais silenciosa trabalha para que seja mantida as mesmas datas constitucionais. E isso acontece por vários motivos, inclusive pela questão de uma série de dificuldades de transição, aprovação das contas eleitorais, diplomação e outras.

Data das eleições II

Outro motivo pode ter mais força. Com o auxílio pandêmico do Governo Federal, os municípios terão situações mais equilibradas nos meses de junho, julho, agosto e setembro. Os administradores municipais preveem que a partir daí os municípios vão mergulhar numa grande crise, se precedentes. Se as eleições acontecerem em outubro, os prefeitos estão em período mais confortável e se for em novembro ou dezembro, estarão no auge da crise e com muito mais desgaste.

Estadualização

O deputado Hussein Bakri anunciou esta semana uma notícia histórica para Rebouças, mas também para nossa região. É a estadualização da estrada que liga Rebouças ao Marmeleiro, assinada esta semana pelo governador, Ratinho Junior. Com esse ato é possível que o governo aplique a economia da licitação gerada licitação de Irati à São Mateus para fazer este trecho. Aos poucos a burocracia está sendo vencida.

Fake na Justiça

Vereadores apontam que uma notícia Fake foi disseminada por membros da imprensa local com a intenção de prejudicar os edis desta legislatura. A notícia fala da de aumento aprovado pela Câmara de Vereadores para os vereadores enquanto o que aconteceu de fato foi um aumento de mais de 4% dado aos servidores públicos de Irati. Segundo Rogério Kuhn (PV), a intenção foi prejudicar os vereadores uma vez que uma das pessoas que mais espalhou a matéria tem intenção política nas próximas eleições. Segundo ele, enquanto há um combate nacional ao “fake news” não podemos deixar que na nossa cidade ocorra dessa forma. Nos bastidores da câmara, se houve que o caso será encaminhado à justiça.

O silêncio dos inocentes...

É de ensurdecer o silêncio das oposições na nossa região neste momento de coronavírus. Parece que eles não querem se comprometer com as administrações. Deixam os prefeitos em conforto ou desconforto de absorver sozinho as críticas e poucos elogios que o momento lhes traz. Mas este silêncio também mostra descaso com a população e não conseguimos perceber que aqueles que também querem sentar na cadeira de prefeito ou vereadores pouco ou nada fazem em prol do povo neste momento.

Laços Iratienses

O governador, Carlos Massa Ratinho Junior, lamentou a morte dos servidores do Estado, Phelipe Abib Mansur, que ocupava a Superintendência de Governança Social da Casa Civil, João Ricardo Schneider, assessor e Paulo Rogério da Cruz, motorista, também lotados na Casa Civil. Os três funcionários do governo faleceram nesta segunda-feira (01) após acidente na BR-277, na região de Teixeira Soares, Centro-Sul do Estado. Phelipe Mansur que era cotado para a prefeitura de Foz do Iguaçu tinha laços com Irati. Era neto do ex-governador iratiense, João Mansur.

Quatro candidatos em Prud
A política de Prudentópolis pode se resumir a quatro candidatos a prefeito neste pleito. Os mais prováveis são Osnei Stadler (DEM), que será o sucessor de Adelmo, outra pré-candidata é Irajane Santini filiada ao PSL e filha do ex prefeito Vilson Santini que tem cadeira cativa no TC devido ao número de processos, o terceiro nome vem do PSD, Renam Diniz representa o grupo de Sandro Alex na disputa, é novo na politica e ainda não teve a experiência das urnas. O quarto nome é velho marinheiro, mas nunca ancorou na prefeitura, Divo Batista já disputou várias eleições, mas vem perdendo espaço nos últimos pleitos. Nomes como do Presidente da Câmara Joison Kuhn (PV) e de Machadinho, não concorrerão na disputa do executivo, Joison deverá ser candidato a vereador. 

Empasse para Ratinho
Em Prudentópolis e outros tantos municípios, o governador Ratinho Junior (PSD) terá alguns dilemas para enfrentar, enquanto Renan que é do PSD espera o apoio do governador e de sua base, também o prefeito tem a mesma expectativa. Segundo o prefeito Ratinho Jr teria prometido apoio ao seu candidato, uma vez que o prefeito vestiu a camisa do governador nas eleições que o colocaram no Palácio Iguaçu. Particularmente acredito que Ratinho se abstenha de apoiar um ou outro pessoalmente. Como sabe-se que tem voos maiores precisa de somar apoio e não dividir, se optar por um ou por outro perderá em vez de ganhar, portanto, o silencio ou o apoio amplo poderá ser a saída. 

Estrutura do governo
O Pré-candidato pelo PSD de Irati, Emiliano Gomes, levou alguns líderes rurais para agenda no governo, eles estiveram com o líder do governo Hussein Bakri e também com Sandro Alex (SEIL). Gilberto Laroca, Sidnei Marques, levaram demandas do Pinho e Guamirin. Ainda estiveram com secretario da Agricultura Norberto Ortigara. Segundo Gomes a ideia é levar pessoas que conheçam a fundo o seu setor para fortalecer suas demandas, também esteve com eles o vereador Tucho Bartoski.

                                                 “307”

É o número de pessoas que receberam o Auxilio Emergencial indevido na região da Amcespar.

“Fake news: ser enganado ou não ser? A decisão é sua!” -Autor Desconhecido

Prefeitos em festa

Junto da Fomento

O pré-candidato a prefeito de Irati, pelo PSD, Emiliano Gomes, esteve junto ao presidente da Fomento do Paraná, Heraldo das Neves. Na visita foi tratando sobre as possibilidades de Crédito que a Fomento está disponibilizando para os MEI', micro e pequenas empresas, para minimizar os efeitos causados pelo coronavírus na economia "Recupera Paraná". A previsão de retomada integral é agosto, e o Paraná já está à frente com o planejamento estratégico pronto e vem com muita força para cooperar com todos os empreendedores Paranaenses. Emiliano esteve com Marcelo, chefe de gabinete do líder do governo na ALEP, Hussein Bakri. Para quem não lembra, Emiliano foi secretário de Industria e Comércio de Jorge Derbli.

Prefeitos em festas

Aproveitem senhores credores. Nos próximos dias, as prefeituras do Brasil receberão o auxílio emergencial vindo do governo federal. Bolsonaro sancionou o PL na quarta (27). O repasse para os municípios será em quatro parcelas que vai dar um “folego” aos administradores que acumulam quedas gigantescas nas arrecadações.

Contrapartida

Mas de contrapartida, o governo impede que os municípios e estados, também a união, deem qualquer forma de aumento para o funcionalismo. Alivia para os prefeitos que estavam fugindo da pressão de servidores por aumento. Em Irati, por exemplo, como a lei foi sancionada antes da virada do mês, os aumentos pleiteados ficaram para trás.

Pagando recursos

Mesmo com os assuntos voltados a pandemia, a deputada Leandre Dal Ponte informou o pagamento de emendas suas para a região. O Asilo Santa Rita de Irati recebeu uma emenda individual de R$ 99.871,00 vindo da Secretaria Nacional da Pessoa Idosa, e o Hospital Darcy Vargas um valor de R$ 50 mil para cadeiras de rodas e um equipamento de Laser para fisioterapia, que auxilia muito na recuperação dos movimentos dos pacientes.

Julgamento de Roman 

O deputado Federal Evandro Roman, ex PSD e presidente Estadual do Patriotas está tendo seu mandato sob judice. Uma denúncia de infidelidade política pela sua saída do PSD e entrada no PATRIOTAS, fora da janela partidária pode lhe custar o mandato de deputado. O processo foi para no TSE e teve como relato o ministro Faquin que emitiu parecer pela cassação do mandato. Na última sexta, um pedido de vistas paralisou o julgamento onde o placar era de 2 X 0 favorável a perca do mandato. Roman foi eleito como primeiro suplente do PSD e ocupa a vaga de Nei Leprevost.

Carta

Na saída do PSD, Roman recebeu uma carta do partido, como uma certa forma de “alforria”. Mas parece que não ajudou muito. Mesmo com o documento do PSD dizendo, em síntese, que a saída era acordada, os suplentes entraram contra o mandato do deputado. Roman foi o deputado que mais trouxe recurso ao município de Irati no mandato passado. Responsável por obras importantes como o asfalto que liga a Br 277 à comunidade do Pinho de Baixo. Roman é pré candidato a prefeito de Cascavel.

Congelamento 

O vereador Rogério Kuhn (PV) defendeu na Câmara, na última sessão, o congelamento das subvenções dos vereadores por dois anos. Isso é uma mostra do que o legislativo e a classe política têm de demostrar também a sua parte para a sociedade. Se os funcionários públicos ficaram sem reajuste por dois anos, os vereadores devem seguir a mesma conduta.

Frios estomacais

que aqueles membros da gestão Burgath que ficaram com algumas pendencias judiciais estão passando por sensações de frios no estômago. Segundo fontes, houve movimentação judicial nos processos que envolvem a antiga administração. E parece que aqueles investimentos que foram feitos no aterro sanitário podem ser “desenterrados”. Agora, a palavra está com as testemunhas. Vamos aguardar.

Defesa da Liberdade

Parlamentares em Brasília decidiram nesta quarta-feira criar a chamada Frente Parlamentar em Defesa da Liberdade de Imprensa no Congresso Nacional. A frente é de caráter suprapartidário, e deve contar com a participação de deputados e senadores. O objetivo é garantir a livre manifestação de pensamento, o livre exercício do jornalismo, o livre acesso à informação, bem como, a plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social. Um dos criadores da frente é o ex-prefeito de Curitiba e deputado federal pelo PSB paranaense, Luciano Ducci

Calendário Eleitoral

O ministro Luís Roberto Barroso deixou claro que está trabalhando com o Congresso Nacional para evitar que a pandemia do coronavírus atrapalhe o calendário eleitoral deste ano, que tem eleições municipais programadas para outubro. “As eleições somente devem ser adiadas se não for possível realizá-las sem risco para a saúde pública. Em caso de adiamento, ele deverá ser pelo prazo mínimo inevitável”, afirmou. De forma sensata, Barroso já descartou de antemão uma hipótese de unificação de mandato. “O cancelamento das eleições municipais, para fazê-las coincidir com as eleições nacionais em 2022, não é uma hipótese sequer cogitada”, disse o novo presidente do TSE.”

Volta em Agosto 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior considera que o Paraná será um dos primeiros estados do Brasil a retomar as atividades econômicas após a pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, se o Estado mantiver o bom controle da pandemia e houver regressão na curva de contágio, a expectativa é que em agosto todas as atividades produtivas voltem à normalidade, e será possível retomar o caminho do crescimento de maneira acelerada.

Estímulo

Em videoconferência com empresários paranaenses, promovido pelo Sebrae-PR, nesta terça-feira,26, Ratinho Junior afirmou que o governo estadual já está elaborando projetos para estimular a economia, e reforçou que haverá aporte de recursos públicos em obras urbanas e de logística que vão contribuir para a retomada.

Precisamos armar o povo com educação, cultura e ciência”, disse o ministro.

R$ 7 mi%

É o valor aproximado que Irati receberá do Auxilio Emergencial.

O melhor programa econômico de governo é não atrapalhar aqueles que produzem, investem, poupam, empregam, trabalham e consomem.

Irineu Evangelista de Sousa, o Visconde de Mauá.

Lula, o Destemido

Lula, o Destemido!

O prefeito Lula Thomaz inovou em tempos de pandemia e isolamento social. Realizou duas inaugurações na última quinta (21), em Teixeira Soares. Claro que em todos os eventos os participantes mantiveram o distanciamento recomendado e todo mundo de máscara. Na entrega das 49 casas, os mutuários receberam as chaves na porta das casas e não houve falatório. Uma breve justificativa e deu.

"33,4%" Volume da queda de arrecadação do ICMS em maio - segundo Governo do Estado

Visita técnica 

Estiveram em Teixeira Soares, mas não participaram do evento o secretário da chefe da SEIL, Sandro Alex e o deputado estadual Alexandre Curi. Eles apenas fizeram uma visita técnica em algumas obras que estão sendo executadas pela prefeitura com recurso do Estado do Paraná. Ao todo, entre casas, posto de saúde, e pavimentações as obras passam de R$10 milhões de investimento.

Jorge, o Furioso 

Uma das características do prefeito Jorge Derbli para mostrar o descontentamento ou sua imponência é o tapa na mesa. E isso vem se repetindo com maior intensidade, principalmente, no que tange ao desrespeito que parte da população vem tomando em relação à pandemia do Coronavírus. Mas o prefeito tem prometido endurecer as regras para que a população entenda o perigo que ronda a todos. Esperamos o mesmo rigor para os gastos.

Ilegal, imoral ou engorda?

Nem tudo que é imoral, é ilegal. Tudo é uma questão de “avaliação”.

Rodrigo, o Inovador

O prefeito Rodrigo Solda, de Rio Azul, encontrou uma fórmula para ampliar a perfuração de poços artesianos no interior do município e tentar amenizar a falta d’água causada pela crise hídrica, mais popularmente conhecida como “seca”. Ele vai usar parcerias entre a Saúde e o setor de Educação para furar poços artesianos onde existem estruturas das Secretarias, mas estão sem água. A crise faz usar a criatividade.

Bertoldo, o Criticado

O prefeito Bertoldo começou a amargar o desgaste da classe comercial. O povo ficou revoltoso pelo fechamento do comércio de Imbituva, devido aos mais de 20 casos de Covid-19 existentes no município. Ele recebeu as demandas da Associação Comercial esta semana, mas não evitou um protesto do comércio. Bertoldo teve a recomendação do fechamento tanto do Ministério Público quanto do Conselho da Saúde.

Bolsonaro, o Incoerente

O presidente Bolsonaro está condicionando a sansão da lei que socorre com R$ 60 bi os estados e municípios ao congelamento da remuneração dos servidores públicos. De acordo com Bolsonaro, congelar reajustes na remuneração de todos os servidores públicos até o fim do ano que vem é o “remédio menos amargo” para o funcionalismo, “mas de extrema importância para todos os 210 milhões de brasileiros”. As informações são do jornal Estadão.

Eleições deverão ser este ano

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), está confiante de que o debate sobre adiar as eleições deve avançar daqui para frente. "Todo mundo agora entrou no debate sobre adiamento das eleições", disse ele, referindo-se aos demais poderes. Rodrigo deve conversar no fim de semana com Davi Alcolumbre (DEM-AP) sobre como irão tratar o tema. Segundo ele, há duas datas em discussão para se adiar o primeiro turno, marcado atualmente para 4 de outubro, os dias 15 de novembro e primeiro domingo de dezembro. Assim que houver uma maioria formada para votar o adiamento, o parlamento deverá definir a nova data em discussão conjunta com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

"Sou radicalmente contra prorrogação de mandato, não tem previsão na Constituição"

Rodrigo Maia – presidente da Câmara dos Deputados

Mostrando o que pensa de verdade

O ex-presidente Lula pediu desculpas nesta quarta-feira (20) por ter dito que “ainda bem” que a natureza criou o coronavírus e, assim, a importância do papel do Estado na solução de crises passou a ter maior destaque. A declaração foi feita em entrevista concedida à revista Carta Capital na 3ª feira (19.mai). Eis o que disse o ex-presidente: “Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus, porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem, que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises”, disse Lula.

Auxílio emergencial

Comida Boa

Técnicos do governo do estado entregaram, aos prefeitos participantes da Amcespar, os vales para a população carente acessar o programa “Comida Boa”. Os prefeitos receberam os vauchers na sede da Amcespar. O prefeito Jorge Derbli recebeu da chefe do Escritório da SEAB de Irati e será distribuído entre a população que está inclusa em programas sociais.

Também recebeu

O prefeito Adelmo Klosowski que pertence a regional da SEAB de Guarapuava também recebeu os cartões para o município. Em Prudentópolis, serão beneficiadas 6.769 famílias cadastradas nos programas sociais. Junto do prefeito a primeira dama Beatriz que cuida da pasta Social e também o vice-prefeito, Osnei Stadler.

Veto

Atendendo ao pedido de Paulo Guedes, Jair Bolsonaro disse na quinta-feira (07), que vetará trechos do projeto de ajuda a estados e municípios, para garantir o congelamento de salário dos servidores por um ano e meio. O congelamento de salários do funcionalismo é uma contrapartida à ajuda oferecida a estados e municípios. “Eu sigo a cartilha do Paulo Guedes na economia. […] Servidor tem estabilidade e tem o salário. Há pouco, a proposta do presidente da Câmara [Rodrigo Maia] era de cortar 25% do salário para todo mundo, mas o Paulo Guedes decidiu que poderia ser menos drástico, e assim foi combinado”. As informações são do “O Antagonista”.

Sem mandato

O vereador de Ivaí que é acusado de assassinar a facadas o empresário Everaldo Manfron no município, teve seu mandato cassado. Após o assassinato, Kiko Lobacz desapareceu e é considerado foragido. Por meio de seu advogado, tentou renunciar ao mandato para não ter perca de direitos eleitorais, mas não foi aceito. Nesta semana, a Câmara votou por unanimidade pela cassação do mandato.

Sob Nova Direção

 O MDB de Irati está de cara nova. Após a  migração de Hélio de Mello para o PV, que presidia, a legenda acabou passando por uma transformação. Quem assumiu a presidência foi o advogado Josué Hilgenber com as bençãos do presidente estadual João Arruda. Com essa metamorfose, alguns políticos tradicionais e que construíram história na legenda, como o ex prefeito, Alfredo Van Der Neut, deixaram a sigla. O mais traumático é que segundo informações não houve nenhuma forma de migração da provisória do partido.

Pedagógico

O PTB de Irati foi outro partido que mudou a provisória. O professor Helder Alberto Leal assumiu a presidência do partido e trabalha para lançar uma chapa competitiva de vereadores. O projeto do PTB que deixou a proximidade do pré-candidato Nelsinho, tem como meta oportunizar uma candidatura a várias lideranças que participam de associações que foram criadas ou retomadas em Irati. Para Helder, que não será candidato, o processo para quem vai participar é pedagógico, em que os candidatos e os mais de 60 novos filiados conhecerão o envolvimento político e o que ele proporciona. A linha do partido será independente e não terá candidato a prefeito. A mudança de mão teve a aprovação de Alex Canziani.

 “O melhor programa econômico de governo é não atrapalhar aqueles que produzem, investem, poupam, empregam, trabalham e consomem”

Irineu Evangelista de Sousa, o Visconde de Mauá

Ação

A Câmara de Vereadores de Irati, fez uma doação de 2000 litros de leite para a campanha “Todos por Irati”. A ideia é que a doação não evidencie nenhum nome, mas que mostre a ação que a Câmara está fazendo como um todo, envolvendo, também, os funcionários. Anonimamente é preciso dar o exemplo para todos se engajem na campanha e ajudem os que precisam.

5º no ranking

Conforme texto aprovado no Congresso Nacional, o Paraná será o quinto ente federativo com a maior cota (5,72%), atrás de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A verba emergencial será dividida entre os estados obedecendo critérios como a arrecadação do ICMS, população, cota no Fundo de Participação dos Estados e contrapartida paga pela União pelas isenções fiscais relativas à exportação. A lei federal, que ainda precisa ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, prevê que os municípios paranaenses vão receber R$ 163 milhões para aplicação em saúde pública e R$ 1,163 bilhão para uso livre.

Caiu o movimento

É perceptível que houve uma queda no volume na procura pelos serviços prestados pelos sistemas de saúde. Isso se deve aos hábitos de higiene que têm proporcionado a população, aliado ao medo do contato com o vírus que está mudando a vida de todos. Mas os prefeitos também percebem uma queda nos gastos com a saúde. Momento ideal para colocar a vida da saúde do município em dia e diminuir a fila de exames, principalmente.

                                          “R$1,9 bi”

Valor que o Paraná receberá do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, aprovado pelo Senado Federal na quarta-feira (6).

Volta as aulas

O deputado Hussein Bakri (PSD) líder do governo, anunciou que estão autorizadas as aulas remotas nas autoescolas do Paraná. Isso ainda depende das plataformas online serem homologadas, o que deve ocorrer nos próximos dias. Outra portaria editada na quinta-feira (07), também fica estabelecido um cronograma para retomada das aulas práticas de direção, a partir da próxima segunda-feira (11), dos exames teóricos para 1ª habilitação e das provas de reciclagem (dia 18) e dos exames práticos (dia 25).

Retomada

Ampliar os investimentos públicos com a execução de obras que geram empregos nos municípios e tornar a administração estadual ainda mais eficiente. Essas foram as principais orientações do governador Carlos Massa Ratinho Junior para retomar o fôlego da economia do Paraná após a pandemia da Covid-19. O assunto foi tratado, nesta quinta-feira (7), em reunião com a equipe responsável pelo planejamento das ações de recuperação do Paraná.

Tempos modernos

Em Tempos de pandemia, a crise vira criatividade. E uma fala é única no meio de quem vai participar das próximas eleições. Nesta quinta, várias pessoas receberam em seus WhatsApp, uma pesquisa com pergunta única investiga a intenção do eleitor de Irati. Nomes como Jorge Derbli, Emiliano Gomes, Felipe Lucas, Nei Cabral e Ico Ruva, dentre outros, aparecem no questionamento. Isso mostra que devido, principalmente, à pandemia, o contato ficará mais remoto e o digital crescerá como ferramenta de conquista de votos. Os tempos estão mudando e a forma de fazer política também.

Emergencial

A aprovação pelo Congresso Nacional do auxílio financeiro emergencial de R$ 125 bilhões aos estados e municípios para combate à pandemia da Covid-19 trará um alívio no Paraná.  O Deputado e lider do governo, Hussein Backri (PSD), enalterceu a participação dos senadores paranaenses, Alvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães, que atuaram favorávelmente aos municípios do Paraná. "É dessa forma, com todas as esferas públicas do país, trabalhando unidas, que o Brasil vai superar este momento tão difícil", disse Hussein.

 

 

Todos podemos fazer algo mais

Fazer algo a mais

O professor Fábio Seidel conseguiu junto a UTFPR a produção de 200 litros de álcool gel para o município de Rebouças. Através de uma ação entre amigos, conseguiu levantar os insumos e a UTFPR produziu o álcool gel. As entregas foram feitas no CTA, APAE, Fundo Municipal de Saúde de Rebouças e Lar dos Velhinhos de Rio Azul. A açao mostra que todos podemos fazer algo a mais. Fabio, que é tetraplegico deixa um exemplo mostrando que todos podemos fazer algo a mais, independentemente das nossas dificuldades.

Recurso garantido

O grupo que apoia o deputado Hussein Bakri em Inácio Martins está comemorando a conquista de R$ 1 milhão em recursos para o município. Liderados pelo empresário Álvaro Pasqualin, o Batata, o grupo viabilizou recursos para aquisição de equipamentos agrícolas e óleo diesel. Através disso, conseguiram uma contrapartida do município para diminuir os custos de alunos que estudam em Irati e Guarapuava e pagam do bolso o transporte escolar.

Quem fala a verdade?

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Rio Azul, André Gembaroski, foi convidado pelos vereadores Zerico, Edson e André Duczanoski para dar esclarecimentos sobre a sua pasta na Câmara de Vereadores. O assunto a ser desenvolvido é clarear o que está sendo feito de verdade pela administração de Rodrigo Solda, para minimizar a falta d’água no interior de Rio Azul. Aí, vai acarear a situação com oposição. E, com isso, a verdade vem à tona. É só prestar atenção.

Ação Dificultada

O prefeito Rodrigo Solda poderia com certeza ajudar os moradores que estão sofrendo com a falta d’água em Rio Azul, devido à estiagem. Recentemente, ele enviou o projeto de financiamento para a Câmara de Vereadores que teve o voto contrário da oposição. Neste projeto, entre outros, estava a aquisição de um caminhão pipa. Mas, infelizmente, os vereadores de oposição não permitiram a aprovação do mesmo. E quem paga é a população.

Homenagem

Ao chegar o Dia do Trabalho, o presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral, usou do expediente da Casa para homenagear os trabalhadores, principalmente, os da área da saúde. “Meus agradecimentos aos profissionais que diariamente deixam os seus lares para desempenhar suas funções lutando, incansavelmente em prol da vida”, diz um trecho do documento.

“Sou Messias, mas não faço milagres.”

Jair Messias Bolsonaro – Presidente do Brasil

Fura Fila

Dois vereadores de Guarapuava, três de seus assessores e a ex-diretora do Consórcio Intermunicipal de Saúde de Guarapuava, Pinhão e Turvo (Cisgap), foram condenados criminalmente pela inserção de dados falsos no sistema de informática que gerenciava as filas de espera de consultas médicas do Sistema Único de Saúde (SUS), com o objetivo de favorecer determinados usuários. A sentença atende denúncia do Ministério Público do Paraná decorrente da Operação Fantasma II, investigação conduzida pelo MPPR por meio do núcleo de Guarapuava do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As informações são do MPE-PR.

Denúncia

Conforme a denúncia, também formulada pelo Gaeco, os vereadores e seus assessores, com participação e conhecimento da então diretora do Cisgap, usavam da influência decorrente dos cargos para favorecer usuários do SUS, que “furavam” a fila de espera de consultas de especialidades médicas, prejudicando assim os demais usuários.

  Penas

A ex-diretora do CISGAP, Marcia Andreia Brito, recebeu pena de 18 anos e 20 dias de reclusão, o vereador Celso Costa foi condenado a nove anos de reclusão em regime fechado, e Mario Carneiro foi condenado a cinco anos e três meses em regime inicial semiaberto. Os assessores foram condenados a penas variando entre quatro anos e quatro meses e cinco anos e 20 dias de reclusão e regime inicial semiaberto. Ainda cabe recurso da sentença de primeiro grau, proferida pelo Juízo da 2ª Vara Criminal da comarca.

Conhecida

Marcia Brito, era filiada ao PPS, atualmente Cidadania, é figura conhecida aqui na região. Ela foi chefe de gabinete e depois secretária de Saúde da prefeitura de Imbituva na gestão 2006,de Kubaski.Ela também foi secretária de Saúde de Bituruna, depois de Guarapuava. Nas últimas eleições, era uma das coordenadoras da campanha de Zezo Pontarolo contra Bertoldo Rover.

                                              “60,6%”

Pesquisa aponta que mais da metade dos brasileiros tem medo de serem infectados com o coronavírus. São dados do Paraná Pesquisa.

Paraná é exemplo

O novo ministro da Saúde, Nelson Teich, elogiou o trabalho da saúde no Paraná e em outros estados do Sul. "O reconhecimento foi após o governador, Carlos Massa Ratinho Junior, apresentar a estrutura hospitalar e o plano de ação do Governo do Paraná para enfrentamento à Covid-19. A reunião virtual aconteceu nesta quarta-feira (29), com a participação dos demais governadores do Sul, Carlos Moisés (SC e Eduardo Leite (RS). As informações são da RSN.

Em defesa do isolamento

O governador voltou a defender o isolamento social como estratégia de combate à pandemia. Ratinho Jr também voltou a ‘afagar’ o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmando que ele tem todas as condições de se candidatar à Presidência, mas não quis comentar as acusações trocadas entre o ex-juiz e o presidente sobre a suposta tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal. As informações são do Bem Paraná.

Adelmo e Osnei doam 50% do subsídio para combater a covid-19

Prefeito e vice doam metade do salário para o combate ao covid-19

O prefeito de Prudentópolis Adelmo Klosowski baixou um decreto nº 223/2020 determinando que seja descontado do subsídio do prefeito e do vice, 50% do valor. Segundo Adelmo, isso foi realizado em acordo com o vice prefeito e tem efeito sobre os meses de abril, maio e junho. O valor deverá ser utilizado para ampliar os recursos e ações do combate a Pandemia do Covid-19, em Prudentópolis. A decisão foi em conjunto com vice, Osnei, e como estão à frente do município, tem de dar o exemplo. A ação foi voluntária e espontânea. Como a prefeitura está fazendo alguns cortes, o funcionalismo tem de perceber o exemplo vindo dos gestores. É uma forma de solidariedade com quem vai sofrer com a crise.

Todos por Irati

Inicia na próxima segunda-feira (27) a arrecadação nas casas, da campanha “Todos por Irati”. A campanha visa recolher agasalhos, alimentos e materiais de higiene para serem distribuídos durante a pandemia. A ideia do prefeito é que não só aqueles que estiverem inscritos no cadastro da prefeitura, mas também aqueles indicados pelas entidades que participam da campanha, possam receber os donativos. Para dar o arranque na campanha os secretários da administração estão doando 170 cestas e o prefeito mais 330, totalizando as primeiras 500 cestas básicas.

Ângelo Machado vai para o DEM

O prefeito de Guamiranga, Ângelo Machado, migrou do MDB, partido por qual venceu a eleição em Guamiranga, para o DEMOCRATAS, partido que hoje na cidade é comandado pelo presidente da legenda no Estado, Pedro Lupion. A ação aconteceu pelas mãos do vereador Natan Pontarolo que arquitetou a mudança. A pedido de Machado, Natan ficou com a presidência no município e Machado vice. Ângelo diz nos bastidores que precisa incentivar as novas lideranças e Natan é uma delas.

Apoio

O apoio a administração vem da dobrada de deputados de muito trabalho. Alexandre Curi na Assembleia e Pedro Lupion no âmbito federal dão a sustentação nas conquistas que o município precisa. Na Câmara de Guamiranga, o prefeito Machado tem a maioria com cinco vereadores. A oposição ficou dividida. Dos quatro vereadores, dois são ligados a família Fenquer e outros dois se dividem em outros grupos. 

Lula tem maioria na Câmara de Teixeira

O prefeito Lula fecha o período da janela partidária com a maioria na Câmara de Vereadores do Município. Segundo o prefeito, o apoio do presidente da casa, “Erminho” é importante neste momento de pandemia ter resolutividade e não travar as ações do município. “Neste momento, precisamos de união para passar esta fase”, disse o prefeito. “A política se discute no momento das eleições”, completa.

Covid-19

O vice-líder do governo no Congresso Nacional, deputado federal Pedro Lupion (Democratas), celebra os recursos viabilizados pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde, para dar suporte ao sistema de saúde do Paraná, focado no combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O município de Prudentópolis recebeu R$ 524,679,93, já o município de Guamiranga recebeu R$125,077,03. De acordo com o deputado, o momento exige a união da bancada paranaense, que está engajada neste período de pandemia mundial.

“10 mil”

meta de cestas básicas que a campanha “Todos por Irati” pretende arrecadar.

 

Ainda...

A 4ª Regional de Saúde de Irati é a única no estado que ainda não teve registrado nenhum caso da Covid-19. Talvez o acaso, mas as medidas tomadas pelos prefeitos da região tem tido eficácia positiva no achatamento da curva da pandemia. O relaxamento das medidas e reabertura do comércio, mas com a efetividade do uso das máscaras, são ações elogiadas pela população. Por enquanto, estamos livres. Irati foi a primeira a impor o uso de máscaras por decreto do prefeito Jorge Derbli.

A culpa é do Rodrigo!

Segundo as ações da oposição do prefeito Rodrigo Solda, em Rio Azul, tudo o que acontece de ruim na cidade é culpa do prefeito. E agora parece que até a estiagem que assola o sul do Brasil é culpa de Rodrigo. Conta-se na cidade que a oposição anda de casa em casa no interior, afirmando que se eles não têm água em casa, o Rodrigo é culpado. Pelo andar da carruagem, a próxima culpa será do covid-19. É muita ironia.

Cidade dos milhões

Após Rio Azul ter entre seus moradores os ganhadores de prêmio milionário na Mega Sena, a cidade ficou contaminada pela mania dos milhões. Até na política. A promessa dos políticos é trazer milhões para cidade, só não dizem como e nem de onde!

Caráter social

O deputado e líder do Governo Hussein Bakri ressaltou o caráter social da lei sancionada pelo Governador Ratinho Junior, que proíbe cortes de energia e saneamento para famílias que receberem até três salários mínimos. A medida vale para o período que estiver sob a pandemia.

 “O Paraná não tem tempo a perder com discussões políticas. Juntos entramos nesta crise. Juntos dela sairemos. O momento é de união.”

Governador Ratinho Junior

O desgaste agora é com Moro

Saindo do habitual vamos falar do governo Jair Bolsonaro, que parece que tem medo de sombra. Agora, o desgaste é com o maior ícone do seu governo, o ministro Sérgio Moro. Um dia depois de ter sido avisado por Jair Bolsonaro de que o comando da Polícia Federal seria trocado, o ministro da Justiça, Sérgio Moro avisou nesta quinta-feira (23), ao presidente que pedirá demissão, e isso se confirmou na manhã desta sexta (24) após confirmada a saída do diretor-geral da PF, Maurício Valeixo. Desde o ano passado, o presidente Bolsonaro tem manifestado o interesse em trocar o comando geral da Polícia Federal para colocar alguém de sua confiança. A saída de Moro pode trazer uma queda na sua popularidade significativa devido às controversas, comandos que tem dado à frente da república.

Protecionismo

Bolsonaro parece fazer um protecionismo absurdo a seus filhos que vem desestabilizando o governo que só traz prejuízos a Bolsonaro. Sergio Moro, que é considerado herói nacional, deixou sua carreira de magistrado para assumir o Ministério na Justiça e Segurança Pública. A saída de Moro é um grande golpe a identidade do governo Bolsonaro, que em seu discurso faz denúncias contra o governo. O Brasil não precisava de mais uma barbeiragem política criada pelo presidente. Esta é a segunda perda significativa num curto prazo de tempo. Mandetta e Moro eram os dois ministros que tinham os maiores índices de popularidade. Moro representava todo o equilíbrio e demonstrava a seriedade, legitimando o combate a corrupção deste governo. Vamos ver os próximos dias, mas já se percebe pessoas declarando que deixam de apoiar o governo em virtude da saída de Moro, que agora se torna, pela forma da conduta e saída, um grande candidato para concorrer a presidência.

 

 

Campanha Protejam-se

Acompanhe também a Confidencial em vídeo

 

 

Use máscara e proteja-se

Uma campanha foi lançada pela ACIAI com sugestão do juiz James Biron Wechenfelder Bordignon de Rebouças, mas morador de Irati, e tem o objetivo de levar à população a importância de usar máscara e se prevenir. Com o slogan “PROTEJAM-SE” a campanha pretende, não só atingir a Irati, mas todas as cidades da região, que poderão usar do material. A ideia é atingir ao máximo de pessoas, e mudar a cultura da população no quesito uso de máscara. A criação foi do designer Silton Dietrich de forma gratuita. 

 

Todos por Irati

O prefeito Jorge Derbli está encabeçando uma campanha que pretende envolver todas as igrejas, entidades da sociedade civil organizada e de assistências de Irati. O objetivo é arrecadar alimentos, agasalhos e itens de higiene que serão distribuídos, não só para as pessoas cadastradas, mas também para as indicadas pelas entidades que participarem. A campanha passará nas casas arrecadando os donativos.

 

Cestas básicas

O prefeito de Irati, Jorge Derbli, convidou seus secretários que façam doações de cestas básicas às pessoas necessitadas. Isso não é uma imposição, mas sim uma sensibilização para que todos participem deste momento que muitos necessitam. O prefeito sugestionou que cada secretário doe, no mínimo, 10 cestas. O prefeito também está fazendo a doação de 40 cestas neste início de Campanha.

 

 

Primeiro Suplente

 Com a saída do Cidadania, antigo PPS, de suplentes de deputados como Dr. Zeca e Flavio Mantovani,  Dr Felipe Lucas que era o 3º suplente passa a ser considerado como 1º suplente na Assembleia legislativa. Com isso, passa a ter condições reais de assumir uma vaga mesmo que temporária na Assembleia de desempenhar o papel de representante da Região.

Isolamento

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na quarta (15) que estados e municípios podem tomar as medidas que acharem necessárias para combater o novo coronavírus, como isolamento social, fechamento do comércio e outras restrições. Com a decisão, os governadores e prefeitos também poderão definir os serviços essenciais que podem funcionar durante o período da pandemia. Antes, somente um decreto do presidente Jair Bolsonaro poderia fazer a definição.

Veja o comentário do analista político, Jeuliano Pedroso, sobre a saida de Mandetta do governo Bolsonaro

Redução de salário

O governador Ratinho Júnior (PSD) anunciou na quarta (15) a redução de 30% dos salários dele, do vice-governador Darci Piana (PSD) e dos secretários estaduais durante a pandemia do coronavírus. A previsão é que a medida dure, inicialmente, 90 dias. O dinheiro economizado será destinado ao Fundo de Combate à Pobreza do Estado para financiar ações de combate ao Covid-19 e aos efeitos econômicos e sociais da crise.

 “R$ 4,7 bi

Valor que a CEF vai disponibilizar para o Auxílio Emergencial

Eleições 2020

O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, ao ser eleito na quinta (16) para presidência do órgão, disse que a realização das eleições municipais deste ano depende da pandemia do coronavírus. “Nossa maior preocupação é com a saúde da população. Se não houver condições de segurança para realizar as eleições, como conversamos [ministros do TSE] em reunião informal e administrativa, nós evidentemente teremos que considerar o adiamento pelo prazo mínimo indispensável para que possam realizar-se com segurança”, disse o ministro. Mas Barroso é contra a unificação das eleições em 2020.

Amplia o cenário de Imbituva

O cenário político de Imbituva foi ampliado. Além dos vários nomes que estão, possivelmente, no pleito, como do atual vice-prefeito, Geraldo Rocha (DEM), Celso Kubaski (Cidadania), Pedro Techy (PSC), Zaqueu (PODEMOS) e Camilo (PSL), foi o PSD que ampliou o múrmuro na cidade.  Com uma seleção de nomes invejáveis a candidatura, como Valmor da Carton, Belau e Deneka do setor privado e da Câmara a Preta, Camargo e Betinho são nomes conhecidos perante a população. Mas, a filiação do padre Gilson Camargo ao PSD, do prefeito Bertoldo, traz uma dúvida sobre uma possível candidatura do padre a prefeito.

Minguou

Do time do coronel da política de Imbituva, Zezo Pontarolo, apenas o filho Vinicius tem CPF em condições de disputar uma eleição. Mas seu time minguou, e até os mais fieis já abandonaram o barco. Um dos últimos foi o vereador Montanha. Segundo analistas de Imbituva, isso se percebe pela diminuição expressiva em votos que fez aos seus candidatos a deputado federal e estadual nas últimas eleições. Até mesmo Artagão Junior, que colocou a família em cargos no governo, hoje anda em novas bandas com o vice Geraldo.

Em política os remédios brandos agravam frequentes vezes os males e os tornam incuráveis.”

Marquês de Maricá

O PSDB de Prudentópolis foi o que mais cresceu

O partido do atual prefeito Adelmo, que tem recebido o apoio maciço do presidente da Assembleia, Ademar Traiano, foi o que mais cresceu na região, saiu de três para sete vereadores. Além do trabalho feito pelo prefeito e o fim da coligação, o partido se tornou uma legenda com condições viáveis para eleição de vereadores. O partido está articulado pelo prefeito Adelmo, para o apoio da candidatura de Osnei Stadler (DEM) a prefeitura e este crescimento é reflexo de apoio à candidatura. 

DEM com um

O partido Democrata do prefeito Osnei levou a vereadora Soraia para a sua legenda. Mas, os nomes existentes nas fileiras do partido têm pretensão de eleger um número maior de vereadores, devido às filiações que ocorreram nos últimos dias. Mas o apoio para Osnei pode vir também do PV, partido que está rachado. Mesmo com cinco vereadores, segundo os corredores do poder, dois pretendem apoiar a candidatura de Osnei, um estaria indeciso e outros dois seriam a favor de candidatura de oposição.

Prudentópolis poder ter três candidatos

O município de Prudentópolis que já teve até cinco candidato a prefeito, deverá reduzir este número para três nas próximas eleições. Osnei Stadler representando a atual administração, com o grupo formado pelo PSDB, DEM, PSB e MDB. Irajane Santini (PSL) deve abrir outra frente. E o terceiro grupo poderá se formar de pessoas liderados por Hélio Junior (Pros), Machadinho, Diniz (PSD) e parte do PV. Segundo informações vindas do Vaticano Paranaense, este terceiro grupo está conversando intensamente para escolher um nome para disputar com Osnei a prefeitura. O nome do eterno candidato Divo, que está no PDT, perdeu expressão nos últimos anos.

Calamidade Pública

Em votação nesta quarta-feira, a Assembleia Legislativa aprovou projeto reconhecendo estado de calamidade pública em 38 cidades do Paraná, devido à pandemia do coronavírus.  A votação foi unânime entre os deputados, seguindo parecer apresentado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) pelo Líder do Governo, HUSSEIN BAKRI (PSD).  Diante da crise gerada pelo coronavírus e, sobretudo, da queda de arrecadação, essas prefeituras ficam excepcionalmente dispensadas de cumprir algumas exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal. Guamiranga e Mallet estão entre elas.

Fim da janela e suas consequências

Pimentel filia-se ao PSD

O vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, que tem laços parentais em Irati,  assinou, na quinta feira (2), a ficha de filiação no PSD. Bom menino, político jovem e de atitude decente, teve a troca de partido aprovada pelo governador e  entende-se que selou a aliança de Ratinho Júnior e do prefeito de Curitiba Rafael Greca (DEM) para as eleições municipais.  Pimentel  deve seguir como vice de Greca na chapa à reeleição. A movimentação praticamente enterra o sonho do Secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, de ser candidato a prefeito pela legenda de Ratinho Júnior.  Pimentel que tem a pretensão de continuar vice de Greca não viria para o PSD atoa. Mesmo que sua filiação tenha condicionantes que constam em ata. Mas, a brecha é que a convenção é soberana.

Quarteto Verde

Dois vereadores de peso e tradição se filiaram ao PV no “fechar da janela”.  O presidente da Câmara Nei Cabral, deixou o PDT e filou-se ao PV da deputada Leandre Dal Ponte. Nei já havia comunicado na tribuna da Câmara que deixaria o partido e migraria para uma legenda de apoio ao prefeito Jorge Derbli. Outro nome é o vereador Hélio de Mello, político de cinco mandatos e todos pelo MDB, mudou de legenda. Vendo poucas possibilidades de construir legenda onde estava e assediado a muito tempo pelo PV, Hélio migrou nos últimos instantes da janela. Hélio está no quinto mandato. Agora, o PV tem uma bancada de quatro vereadores, composta por Rogério Kuhn, Zequinha Bodnar, Nei Cabral e Hélio de Mello, somando 40% do legislativo iratiense. Ainda tem nomes fortes em suas fileiras a exemplo da Dra. Larissa e seu pai Eugênio Mazepa. E está nos planos do partido indicar o candidato a vice de Jorge Derbli. Nomes tem de sobra para isso.

 

Empate

O PSDB, que era a maior bancada de vereadores em Irati, divide agora o ranking com o PV. Cada um com quatro. O PSD levou Bartoski, mas perdeu Wilson Karas para o PSDB. Com essa movimentação, abriu-se espaço para trazer outros dois vereadores, Marcelinho Rodrigues deixou o PP e também migrou para o partido do prefeito. Agora, o PSDB ficou com Soldado Elias, Alberto Schereda, Marcelinho Rodrigues e Vilson Karas.

 

“O povo quer honestidade na política, mas as pessoas não sabem ser honestas com o próximo. A política é o reflexo do seu povo”.

 Rafael Nascimento

 

Time de Peso

Mas o PSDB não ficou só nestes vereadores. Além de candidatos com boa expressão nas urnas, como Nato Kifouri e outros traz uma novidade.  A surpresa é vinda do ex-vereador e candidato a prefeito e a deputado estadual, José Ronaldo Ferreira, o Ronaldão da Vila. Durante a movimentação para filiação, Ronaldão explicou sua migração do PP para o PSDB. Ele vinha de uma recuperação de um câncer. Em três anos, passou por três cirurgias e devido a isso não teve condições de articular o PP. Como o partido se esvaziou e para não ficar fora da vida pública, Ronaldão buscou abrigo no PSDB do prefeito Jorge Derbli.  Ferreira, que já ficou fora de outra eleição por articulação, diz que deverá ser candidato a vereador. “É um momento de olhar para Irati e para sua gente. Deixar o ego de lado para buscar o melhor pro povo faz parte disso”. disse a pouco ao telefone.

 

 

10 vereadores em 4 partidos

Os vereadores da Câmara de Irati representam agora quatro partidos. PSDB com quatro, PV também com quatro e PSD continua com um e o PDT também continua com um. O que que muda são apenas os nomes dos dois partidos que tem um representante. Roni Surek, depois de muito namoro, voltou ao amor antigo e filiou-se no PDT de Odilon Burgath. Já Tucho Bartoski mudou de lado, deixou o PSDB do prefeito Jorge Derbli para ingressar ao PSD de Emiliano Gomes. Bartoski foi o único que mudou de lado. Surek já era oposição do Pros e continua no PDT.

 

“12 mil

O prefeito Lula de Teixeira Soares mandou confeccionar máscaras caseiras para distribuir para a população de seu município

 

Vários nomes surgem em Imbituva

Passada a janela vários nomes são espiculados em Imbituva para ocupar a cadeira de Bertoldo Rover no próximo ano. O vice Geraldo ficou no DEM em que é pré candidato a prefeito.  O médico Pedro Techy, segundo informações, está filiado no PSC e também tem seu nome ventilado nos bastidores. O ex-vereador Camilo que está no PSL também tem seu nome exposto a uma candidatura, segundo rumores. Celso Kubaski já se coloca com pré-candidato pelo Cidadania. Ainda, o nome de Acir Moraes e Zaqueu pelo Podemos são nomes que podem disputar a prefeitura. No PSDB, Vinicius Pontarolo foi o único com CPF em condição de disputar uma eleição em Imbituva.

  Mas a surpresa

Mas é o PSD do atual prefeito Bertoldo Rover é que tem um plantel invejável. Nomes como do empresário Belau e Valor da Cartoon, do advogado Deneka e dos vereadores Camargo, Betinho e Preta, estão em evidencia e vários deles com apoio forte de classes representativas de Imbituva. Mas a surpresa veio no final da Janela. A filiação do Padre Gilson, da igreja Matriz de Santo Antônio, pode estremecer o cenário político local. Com forte apelo e trânsito em todos os recantos do município, o padre Gilson tem um perfil de seriedade pelo homem religioso que é. Segundo as fontes, o Padre é mais um nome que entra no partido com a possibilidade de disputar a sucessão de Bertoldo Rover a prefeitura. Vamos aguardar a reação do povo.

E já em Fernandes Pinheiro a oposição ficou com a maior bancada na Câmara.

O MDB ficou com três vereadores. Queila Lovato, ex PDT,  e Izaias Kuller, ex PSC,  além do presidente Rosene Pabis, que até então estava no PP, partido ligado ao Nei, migraram para o MDB. Juninho deixou o PSD para filiar-se ao PSL acompanhado do vereador Cícero que deixou o DEM,  formando a bancada de oposição com cinco vereadores. O PSD, da prefeita Cleonice, ficou com quatro vereadores. Ozielzinho trocou o MDB pelo PSD acompanhado de Pedrinho e José Conrado  que esvaziaram o PP. O vereador  João Paulo  já estava no PSD. Mesmo com quatro vereadores no PSD, a prefeita Cleonice, que até então estava no MDB, ficou com a minoria na Câmara.

E pode vir chumbo

Da Câmara de Vereadores pode nascer a dobrada para concorrer à prefeitura contra Cleonice. Um de seus maiores escudeiros poderá ser seu algoz. Rosene Pabis já vinha alardeando que seria candidato a prefeito. E com abertura da janela ficou ainda mais latente esta hipótese. Ainda mais que corre nos bastidores que o seu vice pode ser Izaias Kuller, que é morador do Angaí. A chapa pode ter o apoio do ex-prefeito Oziel Neiverth, que  tem o nome em alta. Oziel está fora da política momentaneamente, mas pode apoiar a chapa de Rosene e Izaias que tem em seu entorno partidos como MDB, PSC, PSL, PV, Podemos dentre outros.

Três candidatos em Rebouças?

Lá também o fim da janela trouxe mudanças no quadro. Com o lançamento de Fabio Seidel como sendo o primeiro tetraplégico como candidato a prefeito no Paraná, o quadro esquentou. Fabio se filiou ao PSC com o apoio do deputado federal Paulo Araújo. Já o prefeito Zak, PT de carteirinha, deixou o Pros e foi para o PSD do governador com conchavos de Chico Cabral. Já os múrmuros sobre o professor Hildefonso afirmam que ele teria deixado o PTN e se filiado ao PSL, mas isso não foi confirmado, ficando apenas no campo da expiculação.  E três candidatos é o que o prefeito Zak deve pedir em suas orações matinais, porque deixa a sua campanha muito mais fácil. No mano a mano o “bicho pega”.

Batata declina em Inácio

Álvaro Pasqualin (PSC), o “Batata” declinou de sua candidatura a prefeito de Inácio Martins. Agora, a articulação segue na condição do PSC indicar um possível vice em uma das chapas que concorrerão ao pleito. A conversa mais alinhada está com o prefeito Junior Benato, que em bastidor admite a possibilidade da composição, mas sem definição específica.  O PSC de Inácio tem fortes laços com o deputado Hussein Bakri que tem atendido o município com emendas.  

Mais UTIs

Dentro do anúncio feito nesta quarta-feira (8). da abertura de mais 62 leitos de UTIs e 163 clinicos na Região dos Campos Gerais, o secretario Sandro Alex, informou que serão destinados 8 leitos de UTIs e 16 leitos para retaguarda da região no Hospital Santa Casa Em Irati. O anúncio foi feito junto do governador Ratinho Jr e é um passo a frente na crise da pandemia do Covid-19. Menos conversa, mais resultado!

Judicialização do Covid-19

Decisão Partilhada

O prefeito Jorge Derbli tem se reunido constantemente com representantes do comércio (ACIAI) e com representantes da indústria para tomar as decisões que afetaram Irati. Isto esta ocorrendo desde que os setores do comércio e da indústria solicitaram a retomada dos serviços. As reuniões têm acontecido várias vezes na semana, em que os assuntos são debatidos para a tomada de decisão.

 

Dúvida

A decisão da abertura ou não do comércio de Irati será tomada em reunião nesta sexta (3), na parte da manhã. A judicialização do coronavírus em Irati e na região esta criando uma incerteza por vários ângulos. A população está dividida entre voltar e não voltar, enquanto os empresários, que também estão divididos, agonizam com suas empresas paradas.

 

Judicialização

Desde o último sábado, o Ministério Público do Paraná se manifestou em vários municípios. Em parte deles recomendou que permaneça tudo fechado, em outros questionou os critérios para uma possível abertura do comércio. Prudentópolis, Imbituva e Guamiranga que abririam esta semana mudaram de opinião e, preventivamente, decidiram por manter o comércio fechado, como recomenda o estado. Rio Azul e Rebouças reabriram já no início da semana. Em Irati, uma ação que foi posta com decisão liminar para que as indústrias se mantivessem fechada, foi derrubada no TJ na manhã da sexta (3).

 

Prorrogação das eleições

A crise do Coronavírus trouxe muita incerteza para os que organizam os partidos políticos, ou vão concorrer ao próximo pleito. E com o isolamento social, e fase mais crítica da pandemia, o que mais se cogita é se haverá postergação da data da eleição municipal. Muitos falam de uma unificação das eleições municipais com estaduais e nacionais. Outra tese é apenas prorrogar a data até que seja possível realizá-la. Um consenso existe. Em Outubro é muito difícil que ocorra.

 

Prorrogação II

A deputada Leandre Dal Ponte (PV) disse que existe no Congresso  já a algum tempo, um movimento no sentido de unificar as eleições. Isso voltou à tona agora. “Mas não é uma conta fácil de achar consenso”, disse a deputada. Tudo vai depender do tempo que teremos que incentivar o isolamento social. Tudo indica que poderá haver prorrogação de prazo da data da eleição municipal. Mas, até o momento, nada oficial.

 

Prorrogação III

Já o deputado federal Evandro Roman disse que “se necessário será adiado o suficiente para sair da crise da pandemia”. Ele não acredita que haja em Brasília força suficiente neste momento para unificar as eleições. “A sinalização é para que não haja a  unificação para 2022”, disse o parlamentar e presidente do Patriotas.

 

  Kubaski é pré pelo Cidadania

O ex-prefeito, Celso Kubaski, volta a participar do quadro eleitoral de Imbituva. Ele é pré-candidato a prefeito pelo Cidadania, antigo PPS. Além de Kubaski, o atual presidente da Câmara de Vereadores, Danilo Paes do Nascimento (Tôto), o vereador Robson Montanha e a ex-presidente, Marilena Rodrigues dos Santos, e os ex-vices prefeitos, Pastor João, somam-se a sigla. Kubaski ressalta que o grupo está fortalecido e motivado para encarar mais um pleito.  

 

 Curiosidade

 Dois fatos me chamam a atenção em 
 Rio Azul. O primeiro é de que, segundo contam, a mãe de aspirante a prefeito esteve fora do país  (Europa),  voltou e não cumpriu quarentena. Fato grave se for de fato, que coloca em risco a população.   Outro,é de que a Câmara de Vereadores, liderada pela oposição, deu uma carta branca para o prefeito agir na pandemia. E foi via documento oficial. Na hora que o “bicho pega” terceirizam a responsabilidade e  saem de cena. Vão cumprir isolamento social e deixe o prefeito que cuide do Covid-19.

 

  Nei foi para o PV

 O presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral, que até então estava filiado ao  PDT, deixou a sigla e filou-se ao PV da deputada Leandre Dal Ponte. Nei já havia comunicado na tribuna da Câmara que deixaria o partido e migraria para uma legenda de apoio ao prefeito Jorge Derbli. Com o fim da janela, Cabral já esta oficialmente no PV, em que deve disputar o próximo pleito. Agora, a bancada do partido subiu para três vereadores: Rogério Kuhn, Zequinha Bodnar e Nei Cabral, e pode, até sábado, chegar a quatro.

 

 

 Maior bancada

Até então, o PSDB ainda é a maior bancada na Câmara de Irati com quatro vereadores. A partida de Bartoski para o PSD abriu espaço para o PSDB trazer vereadores como Marcelinho Rodrigues e Wilson Karas. Somados a Soldado Elias e Schereda, o partido terá, oficialmente, quatro vereadores. Mas, o partido ainda tem uma grande retaguarda com os pré-candidatos que engrossam as fileiras da sigla.

 

 Amilton Kominitski foi para o DEM

Somado a outros nomes tradicionais da política, o vice-prefeito, Amilton Komintski, após se afastar do secretário e deputado Sandro Alex, deixou o PSD e filiou-se ao DEM, partido pelo qual deve concorrer a vereança. O DEM é um partido que vem se fortalecendo a nível nacional e terá na região vários candidatos a prefeito e está muito próximo de Derbli atualmente. Ainda, nesta sigla tem um mago da política alojada nela. Prestem atenção nele!!!

 

Mudança de Rumo

Havia fortes rumores e com lógica que Gilberto Laroca se filiaria ao DEM ou Podemos. Mas, a informação mais quente é que  Laroca, uma das mais representativas lideranças do Pinho de Baixo, que deverá disputar o cargo de vereador, se filiou ao PSD  de Emiliano Gomes. Laroca pediu orientação ao deputado Evandro Roman (Patriota) onde deveria se filiar. Em visita a “obra do Pinho” Roman teria orientado que deveria se filiar onde estivesse mais a vontade, desde que fosse na base de Derbli, o que não aconteceu.

“A política é uma prata, tal que eu aconselho todos a não se meterem nela.”

Thomas Jefferson

 

“R$13 Mi

Valor que o MPE doará ao combate do Coronavírus. O valor é oriundo de acordos de leniência firmados no âmbito das operações Rádio Patrulha e Quadro Negro

 

Rogério está liberado

Rogério da Silva Almeida, ex-prefeito de Mallet, está liberado para disputar a prefeitura do município. Ele recorria de um julgamento político que teve em seu desfavor na Câmara de Vereadores. Mas, recorreu e teve, esta semana, uma decisão habilitando-o a disputa. A Câmara, contrariando parecer do TCE --que era pela aprovação das contas do ano de 2014 do mandato do então prefeito; usando de estratégia política, reprovou as contas de Rogério. Segundo Almeida, a intenção era deixá-lo fora da disputa da prefeitura, “fato que, até o momento, não conseguiram”, comemora Almeida.

Assista o depoimento do ex-prefeito: 

 

 

 

Cleo fez chapão no PSD

A prefeita Cleonice, segundo informações, fez um chapão e abrigou todos os seus preferidos no PSD por onde vai disputar a prefeitura. Segundo interpretação local, a prefeita usou o DEM, PP e o PSB apenas como massa de manobra. Segundo informações, ela apenas escolheu os que interessavam ao seu jogo, mas terá contra uma grande bancada na Câmara de Vereadores.

 

politica em marcha lenta

Não é hora de falar em política

O Prefeito Jorge Derbli, durante coletiva que concedeu esta semana para falar do coronavírus, disse que o momento é de esquecer a política e pensar na saúde da população. E parece que o prefeito tem o apoio de vários políticos não só de Irati, mas de toda região. Ele ainda convocou a toda classe política que contribuam com sugestões eficazes de combater está pandemia que vai afetar a saúde e as finanças de todo o país.

Prorrogação das eleições

Com a chegada da pandemia ao Brasil, num momento em que está aberta a janela partidária, que é um momento importante para construção e determinação das candidaturas de outubro, traz alguns questionamentos. Um deles é sobre uma prorrogação da agenda eleitoral. Como se vai trabalhar as filiações se a recomendação é ficar isolado? Como a justiça eleitoral vai ver isso? Será que teremos um retardamento das eleições? E se houver, haverá tempo para as prestações de contas eleitorais? Ou será que este seria o melhor momento de unificar as eleições estendendo os mandatos por mais dois anos? Este assunto já está incomodando a mente de grandes políticos da capital.

Novela

O presidente da Câmara de Irati, que anunciou em sessão anterior que comunicaria em que partido iria se filiar, transformou o fato numa novela. No uso da palavra ele apenas contou que se desfiliou do PDT, em que ficou por anos. Mas o partido para onde vai será anunciado em outro capítulo. Também, Marcelinho que teria confirmado que iria ao PSDB, deixou dúvidas no ar. Ele deixa o PP e deverá estar na base de apoio do prefeito Jorge, mas sem anunciar a Sigla.

E Hélio, para onde vai?

Já o vereador Hélio de Mello, um dos mais tradicionais membros do “MDB de Guerra”, deve deixar o partido. O namoro mais adiantado é com o PV, mas não houve trocas de aliança até o momento. O PV está com uma chapa repleta e é um dos partidos que está na órbita do prefeito Jorge Derbli. Outro vereador de expressão eleitoral é Wilson Karas que deve decidir sua vida nos próximos dias. E olha como anda sendo visitado.

Decisão

O vereador Roni Surek, ainda do PROS, deve mudar de partido nos próximos dias. Na semana passada, havia nos bastidores afirmações quase que realistas que ele iria para o PSD. Mas, uma pessoa ligada à turma do PDT disse que uma votação entre executiva do partido para decidir se aceitariam ou não Roni. A votação foi apertada, com diferença de um voto. Só não disse se pelo sim ou pelo não. Com a palavra, o PDT local.

Estratégia

É fácil saber por que alguns vereadores, embora já tenham se decidido, ainda não anunciaram seus novos partidos. Este ano, com o fim da coligação, não permite que os ajustes aconteçam nas convenções como nos outros anos. Este é o momento de ajustar a estratégia e montar o time ideal conforme cada cenário. E a entrada de cada candidato é analisada para ver se o partido fica pesado, ou não, para se eleger. Estratégia neste momento é tudo.

Câmara será apenas online

O presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral, determinou que a partir da próxima sessão, será realizada a transmissão online, sem a presença de público. Isso se deve a onda do coronavírus que se expande pelo país. Já em Rebouças, as sessões ordinárias da Câmara de Vereadores foram suspensas pela presidente Elizabete Piani.

 

  “A missão do político não é a de agradar a todo mundo”.

  Margaret Thatcher

 

Osnei é pré-candidato pelo DEM

Com a presença do deputado Federal Pedro Lupion (DEM) o vice-prefeito, Osnei Stadler, se filiou ao Democratas, partido pelo qual deve disputar as próximas eleições a vaga de prefeito do município. Osnei é vice de Adelmo Klosowski(PSDB) e vem atuando junto na administração, que tem obtidos altos resultados. Na oportunidade, ele recebeu apoio do deputado Lupion que será um dos interlocutores do município junto ao Governo Federal. Lupion anunciou emendas que somadas passam a casa de R$ 1 milhão. Osnei assumiu a presidência do DEM municipal e recebeu a filiação da vereadora Soraia que deixou o PHS.

                         “R$ 100 Mi”

Valor que o governador Ratinho Junior está abrindo no orçamento para combater o coronavírus

 

Todos Juntos contra o Corona

O governador Ratinho Junior se reuniu com o presidente da ALEP, Ademar Traiano, e com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Adalberto Xisto Pereira, o procurador-geral de Justiça, Inovei Sffogia, e a diretora-geral do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), Luciane Gonçalves Franco, para apresentar todas as medidas que estão sendo tomadas para controlar a circulação do coronavírus no Estado. A intenção, explicou Ratinho Junior, é encontrar em conjunto as melhores soluções para que a população paranaense seja minimamente impactada pela doença, tanto em questões de saúde, quanto em aspectos econômicos. “Vamos trabalhar juntos para que o prejuízo seja o menor possível para a sociedade”, afirmou o governador.