Confidencial
Marcha dos Prefeitos

Marcha dos Prefeitos

Alguns prefeitos da região estiveram em Brasília esta semana participando da Marcha dos Prefeitos. Mas o que ouviram na capital do país não contentou os alcaides. As perspectivas de recursos para os municípios não são imediatas e, pelo jeito, vão ter de fazer muito esforço para trazer recursos do Governo Federal. Na foto, Jorge Derbli (Irati), Rodrigo Solda (Rio Azul), Luiz Zak (Rebouças) e Moacir Szinvelski (Mallet) marcaram presença.  O presidente da Amcespar, Junior Benato, também esteve no evento.

 

Similaridades

Para os mais antigos, que lembram dos fatos que condenaram Collor de Mello, o mesmo pode estar se repetindo no governo Bolsonaro. Não no sentido da “falcatrua”, mas sim na falta de diálogo com o Congresso. O fato que derrubou Collor foi o motivo de “peitar” o Congresso Nacional. Bolsonaro precisa corrigir a sua rota, porque a impressão que nos dá, que a falta de articulação e a falta de conversa com os deputados, aliado a falta de repasse para obras nos municípios, podem sim, levá-lo para um outro rumo. 

 

De Olho do PSB

O ex-prefeito de Irati, Odilon Burgath, está de olho no PSB. Segundo os bastidores, Burgath teria informado que pretende deixar o PDT e migrar para PSB, sob a guarda do deputado federal, Aliel Machado. Odilon se articula para, possivelmente, disputar a prefeitura de Irati. Ele amarga duas derrotas, consecutivamente. A de prefeito, em que foi para a reeleição, e a de deputado, teve uma votação pífia. Burgath deixou ,além de dívidas, obras paralisadas que estão sendo regularizadas pela atual gestão.

 

Mas não é bem assim

Mas por outro lado, o prefeito Jorge Derbli também pode ter influência na sigla. Aliado dos deputados estaduais, Artagão Junior e Alexandre Curi, ambos do PSB, Derbli também tem força para, se interessado estiver, buscar o partido. A cada dia, fica mais nítida a possibilidade de Derbli disputar uma reeleição e o PSB é um partido que pode contribuir na estruturação. O estranho é que, atualmente, o presidente é Mauricio Martinkoski, funcionário do gabinete de Aliel em Brasília e não é visto na terrinha. Alguém conhece?

 

Patrulha Rural 

O prefeito de Prudentópolis, Adelmo Klosowski, solicitou ao comandante do 16ª Batalhão da Polícia Militar de Guarapuava, major Gilmar Golemba, a implantação da Patrulha Rural e do serviço reservado da P2 no município. Também o 1°Tenente, Wallla Souza Adairalba, comandante da 4ª Cia da PM, participou da reunião. Adelmo se preocupa com a segurança do município e a Patrulha Rural que precisa de constante atenção.

 

“Muito doente”

A Câmara de Imbituva, através do seu presidente, vereador Danilo Paes do Nascimento “Toto”, aceitou o ofício do DEMOCRATAS de Imbituva que entrou com um pedido de cassação do vereador José Vinicius Pablo Pontarolo (PRB). O vereador já foi alvo do Ministério Público de Imbituva, devido a diversas faltas em sessões da Câmara Municipal. Pontarolo apresentava atestado para justificar as sessões, mas cumpria normalmente seu expediente como aluno no curso de Direito na Universidade Positivo, em Curitiba. Os atestados são de médicos e até dentistas.

 

Aceito

O pedido é assinado pelo presidente do DEMOCRATAS, Diogo Rover, e foi aceito pela Câmara de Vereadores. Devido a ser denúncia externa não houve o afastamento de nenhum vereador. Na mesma sessão, foi eleita a Comissão Processante que vai emitir o parecer sobre o assunto. O vereador Nilo Stadler ficou como presidente, Élcio Galvão, relato e o vereador Rosdaer é membro da comissão.

 

Era o último

No período abordado, de 48 sessões, 30 foram ordinárias e 18 extraordinárias, Vinicius Pontarolo faltou 18, entre extraordinárias e ordinárias.  Ele era o único membro político da família que não tinha envolvimento em escândalos em assuntos de coisa pública. Agora, todos os membros respondem, ou responderam, por algum tipo de denúncia ou ainda, cumprem alguma medida punitiva. Parece que a “coisa” está no DNA.

 

Arregando para o PT

O ex-prefeito de Imbituva e radialista, Zezo Pontarolo (PSDB), fez comentários enaltecendo o trabalho do Governo do PT, em especial a Dilma Rousseff. De nada estranho seria, se Zezo não fosse o comandante do PSDB em Imbituva. Ele afirma que os equipamentos que vieram, via Governo do Estado, no governo de Bertoldo Rover (PSD) seriam do governo do PT (Dilma). O problema não é mentir, é acreditar naquilo que mente.

 

Lei das feiras transitórias

A Câmara de Irati aprovou uma alteração na lei nº1432/1997. A proposta foi do vereador Rogerio Kuhn. Dois vereadores votaram contra. A Lei propõe requisitos mais severos que impeça a venda de produtos falsificados e sem origem, por exemplo. Kuhn diz que “a intenção é preservar o comércio e assegurar ao consumidor um lugar propício e seguro quando ocorrerem eventos desse porte”. O vereador ainda argumentou que “não estamos proibindo nada, e sim criando empecilhos”.

Lula pede empréstimo

O prefeito de Teixeira Soares, Lula Thomaz, está pedindo a autorização para a Câmara de Vereadores para emprestar, junto à Caixa Econômica Federal, R$ 4,5 milhões. O empréstimo deve ser utilizado para pavimentação, aquisição de terreno para construção de um parque industrial, e construção de barracão para indústria. Mas a vida do prefeito na Câmara não está fácil e terá dificuldades para aprovar o empréstimo. 

Aprovado

Para 42% dos entrevistados, o governo de Ratinho Jr, nestes 100 primeiros dias, está sendo melhor do que esperavam dele antes da posse.Para 44%, está correspondendo à expectativa. Apenas para 7% a gestão está pior. As informações são de Fabio Campana. Já o governo de Jair Bolsonaro tem a aprovação de 68% da população, sendo que 17% consideram que o governo está pior do que esperavam. Para 31% está melhor. O Paraná Pesquisas entrevistou 2.508 paranaenses em idade de votar entre os dias 31 de março e 5 deste mês.

“78%”

Ratinho Junior (PSD) atingiu este índice de aprovação nos 100 primeiros dias de Governo