300 alunos participam de formatura do Proerd em Prudentópolis

Kauana Neitzel e assessoria

Aproximadamente 300 alunos da rede municipal e privada de Prudentópolis tiveram a cerimônia de formatura, na terça-feira (26), do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). Programa é executado pela Polícia Militar do Paraná e teve a parceira da Administração Municipal, através da Secretaria de Educação.


O Proerd tem o objetivo de orientar e educar sobre os perigos das drogas e conscientizar as crianças de terem uma vida longe da violência a serem conscientes dizendo não as drogas. Com a ajuda dos instrutores, as crianças dos 5° anos aprenderam estratégias para lidar com situações desafiadoras e a buscar o apoio da família e dos amigos.


Foram 10 semanas de aprendizagem teórica e prática que serão lembradas por toda a vida dos alunos. O prefeito Osnei Stadler parabeniza todos os formandos, “que seja apenas o começo de uma jornada de sucesso e realizações”, disse.


A secretária de Educação, Eliane Dal Pisol, explica que o Proerd tem uma importância significativa na educação básica, pois atua como um complemento ao currículo escolar. “Tivemos a formação de, aproximadamente, 300 alunos que, sob a orientação dos instrutores da Polícia Militar, puderam aprender sobre temáticas relevantes. O Proerd promove a educação preventiva ao abordar temas como drogas, bullying, violência e outros comportamentos de risco. Dessa forma, o programa busca evitar problemas futuros relacionados a essas questões, preparando os alunos para tomar decisões conscientes e responsáveis”, destaca Eliane.


O programa também ajuda no desenvolvimento de habilidades socioemocionais essenciais para os alunos, como autocontrole, autoestima, empatia, comunicação assertiva e resolução de conflitos. “Essas habilidades são cruciais para o desenvolvimento pessoal e social dos estudantes, contribuindo para uma convivência harmoniosa e resiliente. Portanto, a importância do Proerd está em sua capacidade de educar e prevenir, levando informações e desenvolvendo habilidades que contribuam para a formação de alunos conscientes e preparados para lidar com as adversidades da vida de forma saudável e segura”, finaliza a secretária.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.