Aos 81 anos, morre ex-prefeito de Guamiranga

O ex-prefeito Angelo Machado faleceu nas primeiras horas do dia 05, na Santa Casa de Ponta Grossa

O ex-prefeito de Guamiranga, Angelo Machado, faleceu vítima da Covid-19 na madrugada do dia 05, aos 81 anos de idade. Ele foi vereador em Imbituva e o primeiro prefeito de Guamiranga, e terminou o segundo mandato no último dia 31, já internado na UTI da Santa Casa de Ponta Grossa.

Angelo Machado teve uma história imponente na política, líder comunitário, foi morador da localidade de Boa Vista, nascido em 18 de outubro de 1939, em Prudentópolis. Foi prefeito durante dois mandatos, 1997 a 2000 e 2016 a 2020, também concorreu à reeleição, mas não se elegeu por uma quantia de seis votos.

Em seu último mandato, foi o prefeito mais idoso do Paraná. Utilizou toda sua experiência e ousadia para administrar o município com rigor, um de seus legados, além das várias obras, principalmente calçamentos, foi a austeridade nas contas públicas. No último dia 31, durante a transição do cargo de prefeito, suas contas foram apresentadas aos vereadores eleitos devido Machado já estar internado, ele deixou o município sem nenhum fornecedor a pagar e com todas as contas regularmente em dia, folha de pagamento e despesas acessórias todas quitadas e com um saldo positivo de mais de R$ 4.7 mi.

Ainda, dois anos de seu mandato foram aprovados pelo Tribunal de Contas do Estado sem nenhum questionamento, algo inédito para Guamiranga e referência para outros municípios. Gerenciou tendo como marca o respeito, sempre procurando ter a administração sob seus olhos e muito preocupado  em honrar seus compromissos, tanto na vida particular quanto na vida pública, contam familiares.

O prefeito em exercício, André Possebom, decretou três dias de luto oficial pela morte do ex-prefeito. Angelo foi enterrado sob protocolo Covid-19 sem velório, próximo às 12h  desta terça feira (5). Ele teve a confirmação da contaminação pela covid no dia 22 de dezembro e, após apresentar sintomas, foi internado na ala covid da Santa Casa de Ponta Grossa e, em sequência, internado na UTI. Sua filha Rosana, que era secretária de Saúde do município, também foi internada no mesmo hospital, mas já saiu da UTI. Angelo Machado do Nascimento deixou esposa, filhos e netos.