Câmara de Vereadores de Rebouças discute melhorias para o interior

Na ocasião, outras propostas também foram apresentadas

Esther Kremer e Assessoria

No dia 24 de agosto, durante a sessão da Câmara, os vereadores debateram sobre melhorias no município, incluindo cascalhamento para as estradas do interior e rede de esgoto. Na ocasião, outras propostas também foram discutidas.
A vereadora Elizabete Piani, por meio de requerimento, solicitou ao executivo cascalhamento e conclusão do serviço na propriedade do casal Paulo Vitor Valesko e Raquel ZbierskiValesko no Poço Bonito. “Fiz esse pedido pelo fato que, a família é produtora de leite com produção diária de 400 litros, e relatam que o caminhão está com dificuldade de chegar na propriedade para recolher a produção e está encalhando constantemente”, comentou ela.
Elizabete ainda solicitou cascalhamento e reparos do Ponto de Ônibus em frente à escola do Saltinho. “Com a volta as aulas, os fluxos de veículos aumentaram e os alunos precisam de um ambiente seguro e em boas condições para espera dos ônibus”, lembra a vereadora. Para a estrada da comunidade, a vereadora pediu ao Executivo os mesmos serviços, começando na Igreja e indo até a residência de Abel Gravonski.
Ainda por meio de requerimento solicitou a construção de uma lombada na Rua José Jastrzebski, na Vila Cruzeiro. A pedido de moradores próximos ao local, para que seja reduzida a velocidade dos veículos, dando maior segurança as pessoas que circulam na via e aos moradores.

ABAIXO ASSINADO
O vereador José Júnior Massoquetto (Bepinho) encaminhou um abaixo-assinado apresentado por moradores residentes no bairro Alto da Glória em Rebouças, no qual solicitam aos departamentos responsáveis a extensão da rede de esgoto na Rua 21 de Setembro. “Esse benefício irá melhorar a qualidade de vida da população, bem como facilitará os processos de financiamento e construção de casas”, lembrou Bepinho.

LICITAÇÕES
De autoria do vereador Claudemir Herthel, ingressou na Casa, Projeto de Lei 01/21, que torna obrigatória à filmagem, gravação e transmissão ao vivo, via internet, de todas as sessões públicas presenciais realizadas nas licitações pelo Poder Público Municipal.“É certo que a licitação em si é um processo público, no entanto, sua transparência se encontra incompleta, motivo porque se faz urgente a necessidade de nova adequação em sua legislação. Assim, o objeto dessa proposição visa garantir à população, através de um canal de acessibilidade, ao vivo, via internet, uma maior transparência de todos os atos da licitação”, justifica o vereador Claudemir.
A intenção é dar maior participação à população, participação essa ensejada não só na publicidade, mas na transparência.