Câmara de Vereadores de Rebouças discute melhorias para o município

Na ocasião, foram discutidas pautas de assistência social, infraestrutura e cultura

Clayton Burgath

Durante a reunião do legislativo, em 29 de março, a vereadora Marcia Freitas, de Rebouças, agradeceu sua solicitação atendida, no que diz respeito a aquisição de dois veículos novos. “No final de 2021, eu apresentei ao ex-deputado Emerson Bacil a necessidade de termos mais dois veículos em nosso município, para atender a população. E na semana, recebi a notícia sobre a liberação de cento e setenta e cinco mil reais, para essas duas aquisições. Fico feliz, por essa conquista, pois é para melhor atender a população”, destacou a vereadora.

Além disso, dando sequência à participação de secretários municipais nas reuniões ordinárias do Poder Legislativo, na mesma ocasião, esteve presente a secretária de Assistência Social do município, Ivonete Clazer, para responder as perguntas dos vereadores. Entre as questões realizadas, o vereador João Kosak perguntou “Como está a questão de moradia no nosso município? Como está o cronograma para a oferta de cursos? E, com a pandemia, aumentou a demanda por cestas básicas no nosso município?”. Ainda, o vereador Getúlio Gomes Filho, questionou “secretária, sempre estamos acompanhando as ações do município no Portal da Transparência. Mas, você tem um relatório, como foi comentado, sobre os repasses de recursos tanto estadual, quanto federal?”.

Da mesma maneira, mais perguntas que tratam da assistência social municipal foram realizadas por esses e outros vereadores, entre eles Bepinho Massoquetto, Claudemir dos Santos Herthel e Ricardo Carlos Hirt Júnior.

De acordo com o presidente da Casa, Ricardo Hirt Júnior, o objetivo da participação de secretários municipais, além de sanar dúvidas e esclarecimentos, é saber de cada responsável pelas diversas pastas, as dificuldades encontradas, e o que o legislativo, dentro de suas possibilidades, pode contribuir para melhorar o atendimento à população.

Da mesma maneira, o Vereador Tio Chico, durante a reunião do legislativo, destacou que com frequência tem sido questionado sobre a necessidade do uso das dependências do Centro Cultural Flórido Cabral. “Inclusive há alguns dias fui procurado por algumas pessoas, as quais informando que iriam fazer um casamento, e precisavam usar as dependências daquele local, ‘mas não deixaram’. Resultado, os interessados tiveram de pegar algumas cadeiras, e levar até a cidade de Rio Azul; na pedreira existente naquele município, para realizar o evento. Então temos de ver essa situação, pois chegar a ser vergonhoso fatos como esse”, disse o vereador durante a palavra livre.