Cidade da Criança realiza ações para arrecadar dinheiro para a instituição

O local esta focando suas atividades na proteção básica de forma preventiva

Tatiane Horst e Esther Kremer

A Cidade da Criança é uma instituição que atua no atendimento de crianças e adolescentes no município de Irati desde o ano de 1992, apenas mudou sua modalidade de atendimento, deixando de atuar como abrigo institucional, em 2020, para focar suas atividades na proteção básica de forma preventiva.
O espaço conta com 75 alunos que participam de atividades recreativas em período de contraturno, ou seja, no momento em que não estão na escola. São ofertadas atividades com uma pedagoga, com auxilio nas atividades escolares, oficinas de yoga, oficina de reflexão e espiritualidade, artesanato, horticultura, jardinagem e os alunos também fazem refeições durante o dia com café da manhã, almoço e lanche da tarde.
A coordenadora pedagógica do espaço, Tatiane Horst, explica que “o trabalho desenvolvido hoje é de prevenção, ou seja, evitar que as crianças da comunidade fiquem nas ruas expostas aos riscos, evitar que vão para abrigos, casas-lares, sistemas prisionais, programas de medidas sócio educativos, entre outras modalidades de atendimento corretivas”.
Segundo a diretora do espaço, Irmã Anice Bebber, local foi idealizado pelo Padre Izaias com a ajuda de investidores alemães, com o objetivo abrigar crianças e adolescentes pelo período de dez anos. Agora, surgiram dificuldades e o local precisou buscar outros meios de arrecadação de dinheiro.
A Cidade da Criança realiza semanalmente, nas quintas-feiras, a venda de pães brancos, pães integrais e broas, no valor de R$ 8,00 e R$ 7,00 reais, bazares, feirinhas, chás, almoços, jantares, vendas de sonhos e pastéis. Outro método utilizado foi a invenção de uma “mensalidade” voluntaria, onde a população ajuda o local doando o valor de seu desejo. “Toda ajuda é bem vinda, não é nada obrigatório, mas com certeza é importante para nós”, indaga Tatiane.
No início do mês de abril será realizado o Terceiro Chá para Mulheres, com o objetivo de arrecadar fundos para o beneficio da instituição. Segundo a coordenadora, o chá acontece apenas para as mulheres do município e logo será feita a divulgação do evento no Facebook da Cidade da Criança. Tatiane lembra a população que também estão aceitando todos os tipos de doações, roupas, calçados e alimentos. “Caso a gente não utilize as roupas e os calçados aqui, nós fazemos o bazar, então toda ajuda é bem-vinda”, finaliza.