Cohapar e prefeitura estudam ampliação de investimentos para Rio Azul

Está em construção na cidade um conjunto residencial com 34 casas do programa Casa Fácil Paraná, na modalidade Vida Nova. As moradias serão entregues de graça a famílias em situação de vulnerabilidade social residentes em Rio Azul

Técnicos da Cohapar e da prefeitura de Rio Azul vistoriaram nesta quinta-feira (20) um terreno que poderá ser usado para a construção de novas casas populares na cidade, na região Centro-Sul do Paraná. O objetivo é ampliar os investimentos em habitação para o município, que já possui outros dois projetos em andamento que somam R$ 6,7 milhões de investimentos públicos para atendimento da população.

Atualmente, está em construção na cidade um conjunto residencial com 34 casas do programa Casa Fácil Paraná, na modalidade Vida Nova. As moradias serão entregues de graça a famílias em situação de vulnerabilidade social residentes em Rio Azul. A obra, orçada em mais de R$ 2,6 milhões, está com 22% do cronograma executado.

Também está em fase de contratação um empreendimento com 55 imóveis do programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal. Com investimento de aproximadamente R$ 4,1 milhões financiado pelo FGTS, o projeto conta com a participação do Governo do Estado por meio da assessoria técnica da Cohapar.

NOVO PROJETO – Solicitada pela administração municipal de Rio Azul, a vistoria técnica tem como objetivo facilitar o estudo do terreno e sanar todas as dúvidas, a fim de evitar que o andamento do trabalho seja paralisado por não atender critérios de outros órgãos envolvidos no processo de aprovação da obra. Por isso, técnicos do Instituto Água e Terra (IAT), Copel e Sanepar também acompanharam a visita.

De acordo com o prefeito de Rio Azul, Leandro Jasinski, se a área apresentada pelo município não for aprovada, a prefeitura já trabalha com outras opções para viabilização do projeto. “Temos mais um terreno disponível para análise caso este não atenda as exigências, então estamos com uma boa perspectiva para a construção de mais casas populares no município”, afirma.

Segundo o chefe do escritório regional da Cohapar de União da Vitória, Orlando Senff, esta visita é primeiro passo para a construção de um conjunto habitacional. “Depois da vistoria, o município precisa protocolar na Cohapar uma série de documentos da área para análise e aprovação da equipe de engenharia e dos demais órgãos estaduais”, explica.

Ele ainda esclarece que a escolha do programa é feita com base na demanda identificada a partir das famílias cadastradas na companhia e dos dados do Plano Estadual de Habitação de Interesse Social (PEHIS). “Fazemos uma análise social dessas duas situações e a partir de então conseguimos identificar qual é o programa que irá atender melhor a necessidade do município”, diz Senff.

Atualmente 332 famílias de Rio Azul estão cadastradas no sistema da Cohapar. Segundo dados do último PEHIS, feito em um trabalho integrado da companhia com a administração municipal, 122 famílias residem em assentamentos precários na cidade.

COMO PARTICIPAR – Os interessados devem fazer a inscrição no cadastro de pretendentes online da Cohapar, disponível no SITE da companhia. Podem participar da seleção dos projetos famílias com renda de até seis salários mínimos, com prioridade de atendimento para aquelas de menor poder aquisitivo.

Dúvidas sobre as inscrições podem ser esclarecidas pelo escritório regional da Cohapar em União da Vitória, pelo telefone (42) 3524-1400, que também funciona para atendimento via WhatsApp. O atendimento é prestado de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.