Combate à Covid-19 derruba índices de doenças infecciosas

Cuidados durante a pandemia têm evitado outras doenças

Medidas de higiene adotadas contra o coronavírus (Covid-19) e distanciamento social têm evitado a contaminação de outras doenças infecciosas, segundo dados das Secretarias de Saúde da região. Em relação ao ano passado. Houve a diminuição, em média, de 60% dos casos registrados por doenças causadas por vírus ou bactérias.

As doenças que mais tiveram diminuição neste ano, durante a pandemia, foram de diarréia, meningite, coqueluche, e do aparelho respiratório que estão relacionadas diretamente com os cuidados adotados pela população no enfrentamento ao coronavírus.

Em Irati, a enfermeira, Denise Homiak Fernandes, do Departamento de Vigilância Epidemiológica, explica que houve uma diminuição em 76,5% da doença de diarréia comparada ao mesmo período do ano passado, de abril a maio. “A gente tem os dados desse período dos atendimentos do ano passado e fez um recorte de março e comparamos com este ano e houve uma redução drástica em alguns casos. O que mais chama a atenção são os casos de diarréia atendidos pelas unidades 76,5% de atendimentos é um número bastante considerável que a gente vê que tem relação direta com os cuidados que a população está tomando com a higiene”, disse Denise.

Doenças que tiveram casos ano passado, como varicela, meningite coqueluche neste ano não houve nenhum registro até o momento. “Esses são os dados que chamam a atenção que estão direcionados diretamente com os cuidados que a população está tomando”, relata a enfermeira.

A Secretaria de Saúde de Irati, Jussara Aparecida Kublinski Hassen, comenta que houve a diminuição dos atendimentos no município. “As medidas de prevenção contra o coronavírus ajudam outras doenças virais e bacterianas, as crianças tinham muita diarréia, febre. A gente notou que teve uma diminuição no atendimento no Pronto Atendimento e nas Unidades Básicas de Saúde, temos certeza que a população está se cuidando mais, haja vista que diminuiu bastante a procura. A prevenção não é só para a Covid-19 e, sim, para tudo. São hábitos pequenos que a gente toma que não precisa fazer toda a logística para vir até um posto. Se cuidar um pouco dá resultado”, comenta.

Em Rio Azul, de acordo com os dados repassados pela Secretaria de Saúde, a redução em doenças do aparelho respiratório foi de 30,2% em relação ao ano passado, de janeiro a maio. Apesar da diferença com Irati, o município também não apresentou registros de doenças como diarréia e varicela durante o período de pandemia.

Teixeira Soares também teve uma grande redução de casos de doenças do trato respiratório, como meningite, pneumonia, amigdalite entre outras. No ano passado, foram registrados, de janeiro a maio, 425 pacientes, e neste ano apenas 112. Houve uma redução de 73,17%. O Secretario de Saúde do município, Amauri Klossowski, destaca que houve diminuição na procura, em uma única Unidade de Saúde foram atendidos 163 pacientes, e neste ano apenas quatro.

Já Prudentópolis apresenta, de março a maio de 2020, uma redução de 48% em consultas relacionadas às doenças respiratórias, registradas no sistema eletrônico do município. Imbituva não teve registro de novos pacientes com diarréias, conjuntivites ou relacionados ao pé, mão e boca. De acordo com a equipe de epidemiologia no município, houve diminuição nas consultas em geral por doenças infecciosas.

A enfermeira Denise destaca a importância de continuar os cuidados, principalmente com a chegada do inverno, que acontece no próximo mês. “Vamos manter o foco para os cuidados de higiene, sempre lavar as mãos, se tiver água e sabão é o suficiente, antes de tocar o rosto, os olhos sempre lavar a mão, temos que evitar o máximo isso, tomar os cuidados com o uso correto da máscara, que é a barreira respiratória que a gente tem hoje, não tocar na parte externa, se precisar fazer algum ajuste sempre na lateral, se for tirar, pegar no elástico, e sempre cobrindo o nariz e a boca. Assim, evitamos o coronavírus e outras doenças”.

Para o atendimento de casos de sintomas gripais, a Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) adotou novas medidas e Irati abriu uma sala específica que fica no Pronto Atendimento (UPA da Vila São João) e conta com duas técnicas de enfermagem, uma enfermeira e um médico.

DOENÇAS INFECCIOSAS

As doenças infecciosas são aquelas causadas por microorganismos como vírus, bactérias, protozoários ou fungos, que podem estar presentes no organismo sem causar qualquer dano. No entanto, quando há alguma alteração no sistema imune e outra condição clínica esses microrganismos podem proliferar, causando doença e facilitar a entrada de outros microrganismos.

De acordo com a enfermeira Denise, elas são transmitidas pelo ar ou por contato direto com o agente infeccioso, quando a pessoa está exposta a objetos ou alimentos contaminados, também pode ser por via respiratória, quando se toca com a mão em um local contaminado e leva a mão a boca ou aos olhos. Por isso, as medidas de prevenção contra o coronavírus são eficazes para a diminuição dessas doenças.