Condomínio do idoso de Prudentópolis será entregue em 2021

São 40 casas exclusivas para moradores da terceira idade em formato de loteamento fechado e sob um programa de aluguel social

A obra de construção do condomínio para idosos em Prudentópolis, do programa Viver Mais Paraná, do Governo do Estado, ultrapassou 60% de execução O empreendimento, que recebe mais de R$ 4 milhões de investimento do tesouro estadual, será entregue ainda este ano à população, de acordo com os representantes da Cohapar que vistoriaram os trabalhos nesta segunda-feira (24). 

O chefe do escritório regional da Cohapar, Elmar Vornes, explica que a obra está em ritmo acelerado. “Estamos com 60% de construção, todas as casas já estão cobertas. A previsão é que a obra seja finalizada até o outubro, mas pode ser que seja concluída antes do prazo pelo bom andamento”, afirmou. 

São 40 casas exclusivas para moradores da terceira idade em formato de loteamento fechado e sob um programa de aluguel social. As unidades também serão entregues com piso, acabamentos e todas as instalações elétricas e hidráulicas necessárias para o idoso iniciar a mudança de imediato. 

As moradias têm 42 metros quadrados e foram construídas em duplas, conjugadas. São de alvenaria, inclusive a laje, com o intuito de permitir conforto térmico e acústico dos moradores. Os imóveis, projetados para abrigar um idoso ou um casal, têm sala, cozinha, um quarto e um banheiro, além de uma lavanderia externa.

Há, ainda, uma horta comunitária elevada com estrutura de concreto e floreiras, academia ao ar livre, quiosques, bancos de repouso e um centro de convivência com biblioteca, cozinha com churrasqueira, dois banheiros, sala administrativa, salão de jogos e espaço de atendimento médico. O complexo é fechado com muros e conta com portão e guarita 24 horas. 

CONTRAPARTIDAS – Em parceria com o município, os moradores contarão com visitas periódicas de médicos, enfermeiros, assistentes sociais e educadores físicos no condomínio. A administração municipal também foi responsável pela doação da área para a construção do empreendimento. 

Segundo o prefeito Osnei Stadler, o empreendimento é fundamental para o município. “Temos uma demanda grande para essa faixa etária no município, estamos contentes em poder proporcionar essa estrutura que dará uma qualidade de vida melhor para eles”, afirmou. 

REQUISITOS – A iniciativa do programa Viver Mais Paraná é organizada a partir de um aluguel social mensal de 15% do salário mínimo, que equivale atualmente a R$ 165,00. Podem participar da seleção das unidades pessoas a partir de 60 anos, com renda de um a seis salários mínimos e que não possuam casa própria. 

As inscrições devem ser feitas pelo site cohapar.pr.gov.br/cadastro e possuem validade de dois anos. Aqueles que não forem atendidos na primeira fase continuarão na lista de espera do condomínio e também poderão ser contemplados dentro dos outros programas da Cohapar. 

A seleção das unidades iniciará a partir da conclusão do empreendimento. Serão chamadas, então, as famílias que se cadastraram até aquele momento, com prioridade de atendimento para pessoas residentes em áreas de risco ou condições precárias, de baixa renda, deficientes e que pagam aluguel oneroso, desde que comprovem renda mínima compatível com o programa.