Depois de sete anos paralisada, obra do Ginásio de Esportes será retomada em Irati

Assinatura da autorização para o início dos procedimentos licitatórios aconteceu na semana passada. Conclusão da obra envolve recursos de R$ 5.735.570,44

Esta semana, o prefeito Jorge Derbli comemorou ao receber a notícia de que, finalmente, serão retomadas as obras do Ginásio de Esportes, paralisadas desde 2013, na Avenida Perimetral João Stoklos.

Na última sexta-feira, dia 11, aconteceu a assinatura da autorização para o início dos procedimentos licitatórios para a conclusão da obra, envolvendo recursos de R$ 5.735.570,44.

O documento foi assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e pelo Secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega, junto ao Sistema de Acompanhamento e Monitoramento de Projetos (SAM) do Paranacidade, e encaminhado para imediata publicação.

Para o prefeito, a sequência desta tão aguardada obra para o esporte iratiense significa o coroamento dos esforços de toda a equipe da Prefeitura Municipal. “Temos que agradecer e reconhecer a competência da nossa equipe e dizer que a nossa relação com o Governo do Estado é harmoniosa. Quero lembrar que no ano passado, na Câmara Municipal, entregamos várias reivindicações ao governador Ratinho Júnior e ao secretário João Carlos Ortega. Para nossa satisfação e alegria todas elas estão sendo atendidas. Só neste fim de ano, com apoio do Governo do Paraná estamos anunciando perto de R$ 15 milhões de investimentos em obras que vão melhorar a qualidade de vida da nossa população”, enfatiza o prefeito.

“A retomada da obra do ginásio necessitou de um grande esforço técnico de compatibilização multidisciplinar de projetos, estudos com diversos engenheiros, revisões orçamentárias, reuniões com o Estado, onde chegou-se ao melhor custo-benefício, sem modificar a arquitetura da mesma”, explica o secretário de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo de Irati, o engenheiro Adriano Batista. “Esta é a última obra pública que consta ainda no sistema do TCE-PR como obra paralisada em nossa cidade, e nossa equipe de engenharia está muito confiante na evolução e entrega para a população, que poderá usufruir de um ginásio com instalações modernas e que será referência regional”, comentou.
Moises Neves, secretário municipal de esportes também exaltou a notícia: “Fico muito feliz com a resolução desta importante obra. Irati já merecia há muito tempo ter um ginásio desse porte, para sediarmos competições a nível estadual. Parabéns para administração municipal”.

Em publicação oficial, o Município de Irati está tornando público que fará realizar no dia 05 de fevereiro de 2021, às 09h, licitação para a referida obra (concorrência), sob regime de empreitada por preço global, tipo menor preço, a preços fixos e sem reajuste.

Esforço

Desde o início, o grande desafio da atual Administração Municipal foi desatar o nó do grande volume de obras paradas que encontrou – cerca de 30 dos mandatos anteriores – e o Ginásio José Richa foi uma das últimas e de mais difícil solução.

Já em janeiro de 2017, Prefeitura, Governo do Estado e a empresa responsável pelos projetos (Slomp Arquitetos) realizaram a primeira reunião técnica para discutir a retomada da obra com mais de 4.500 m² de área construída e capacidade projetada para três mil pessoas.

Finalmente, em 2019, a obra foi desjudicializada, voltando à tutela da Prefeitura em maio daquele ano. Em seguida, o processo de retomada entrou em análise pelo Serviço Social Autônomo Paranacidade, vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (SEDU), para homologar empréstimo e nova licitação em 2020.

Iniciado em março de 2012, o novo ginásio tinha, na época, o valor contratado de R$ 7.323.156,84. A obra foi paralisada quando estava com pouco mais da metade de sua execução (50,83%), com valores medidos de R$ 3.722.447,69.

Estrutura

Pelo projeto, o Ginásio de Esportes terá quadra poliesportiva e entorno, arquibancadas, palcos interno e externo, camarins masculino e feminino, coxias, lavanderia, depósitos, vestiários masculinos e femininos, sala de lutas, de yoga, de ginástica, de diretoria, de professores, de reuniões, sanitários masculinos, femininos e para portadores de necessidades especiais (PNE), galeria de troféus, salas multifuncionais, sala de primeiros socorros, sala de árbitros, biblioteca com internet, área administrativa, pátio coberto com 234,5 m² e calçadas externas.

O aspecto arquitetônico do projeto original do ginásio será mantido, entretanto a sua cobertura será removida, em função da deterioração causada pelo tempo, e substituída por uma estrutura mais leve.
Os recursos para a obra provêm de uma operação de crédito realizada pelo Município junto à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano, Sedu/Paranacidade e de verba própria do Município.