Em 12 dias, Irati registra 25 óbitos por Covid-19

Município tem 90 mortes por complicações da doença

Irati chegou a 90 óbitos por complicações da Covid-19 nesta quarta-feira (12). Neste mês, em 12 dias, 25 pessoas faleceram pela doença, entre jovens, adultos jovens e idosos. Este é o maior número de mortes pela doença desde o início da pandemia, em um período de menos de 15 dias.

Os 12 primeiros dias de maio representam 27% de todas as mortes da pandemia em Irati. No dia 1º, o município registrou o 66º óbito, e em 12 dias mais 24 pessoas faleceram pela doença. Em março, o município teve 16 óbitos em decorrência da Covid, até então, o maior número registrado em um mês na cidade.

O enfermeiro Agostinho Basso, coordenador do COEF, fala que os meses de maio e junho serão os mais letais da pandemia em Irati e região. A média é de 55,8 casos por dia.

A Prefeitura de Irati decretou novas medidas no município, como a mudança no horário do toque de recolher que passa a ser das 20h às 05h do dia seguinte, e fechamento do comércio e outras atividades aos domingos, diferente do que determinou no início da pandemia, em que casos e mortes eram menores, como o fechamento durante duas semanas das atividades não essenciais e lockdown aos fins de semana, que aconteceu duas vezes no município.

Nas redes sociais da Prefeitura, em comentários de postagens, pessoas pedem medidas mais rígidas em Irati para evitar mais mortes e contaminações. “Precisamos e suplicamos por medidas mais rígidas, quantas pessoas morrendo, casos aumentando, hoje uma menina de 20 anos. Fechar o comércio no domingo, que já não abre nada, do que vai adiantar?, comentou uma moradora do município.

Em Rio Azul, por exemplo, que teve um aumento significativo de casos, algumas mudanças acontecem no município para conter o avanço do vírus. O toque de recolher é das 18h às 05h, e a fiscalização está intensa. As equipes adotaram um novo sistema de monitoramento dos casos positivos e suspeitos da doença, e conta com os agentes comunitários de saúde para realizarem o trabalho. A Prefeitura disponibilizou alguns oxímetros para pacientes que estão em isolamento domiciliar, para verificarem a saturação do oxigênio no sangue.

Já em Prudentópolis, que teve um aumento de 493 casos neste início de mês, tem novas medidas. Quatro pessoas positivadas pela Covid-19, que foram flagradas descumprindo o isolamento determinado pelas autoridades competentes, foram multadas nesta semana. A ação contou com uma equipe da Polícia Militar da 4ª Companhia, que prestou apoio a Vigilância Sanitária do município.

“É preciso evitar a contaminação. As pessoas que estão positivadas precisam cumprir o isolamento. Devido ao crescimento dos casos, a epidemiologia, junto da PM, faz uma varredura nos locais que identifica e multa quem descumpre o isolamento. Embora pequeno, quatro pessoas foram flagradas em descumprimento. A multa não é o pior, mas, sim, os casos de contaminação que pode ter gerado”, disse o secretário de Saúde de Prudentópolis, Marcelo Hohl Mazurechen.

Irai registra, até este momento, 5.416 casos de Covid-19, com 4.770 recuperados, 512 pessoas estão em isolamento domiciliar. O número de internamentos continua alto, 47 pacientes estão internados (15 na enfermaria, 16 na UTI e 16 na UPA). Ainda, 147 pessoas aguardam o resultado do exame.