Estrada da Gruta de Teixeira Soares ganha mais 2,6 km de pavimentação

Obras já estão ocorrendo e objetivo final é seguir com o asfalto até a BR 277

Amanda Borges

A Estrada da Gruta de Teixeira Soares está passando por obras de pavimentação. O trecho está recebendo 2,6 km de asfalto, facilitando a rotina dos moradores que precisam trafegar pela via. O investimento é de R$ 4.178.055,94, sendo 75% do valor vindo do Governo do Estado e 25% desse valor de contrapartida municipal. A obra faz parte de um projeto maior, que visa seguir até a BR 277 com as pavimentações.

Para a execução do trecho, foi disponibilizado, pelo Governo do Estado do Paraná, e viabilizado através do até então secretário da pasta de Infraestrutura e Logística, deputado Sandro Alex, R$ 3.378.088,15. Além disso, uma contrapartida municipal de R$ 800.000,00 também foi dada.

De acordo com o secretário de viação e serviços rodoviários, Nilto Totti Camargo, a obra trará benefícios para muitas pessoas. “A obra beneficia moradores de várias comunidades que passam pelo trajeto, como Rio da Areia de Baixo, Mangueirinha, Vila Rural, Faxinal dos Mineiros, Alto da Pedra, entre outras, facilitando o deslocamento dessas pessoas”, explica Camargo.

Além disso, o transporte escolar, também precisa atravessar o trecho para chegar ao destino. Então, assim que a obra for concluída, os estudantes terão mais segurança, facilidade e rapidez ao passar diariamente pelo trajeto.

Nesse mesmo sentido, os produtores agrícolas e pecuaristas da região também vão se beneficiar. De acordo com o secretário, a pavimentação irá facilitar o escoamento das produções. “A estrada também será importante para o escoamento da produção, tendo em vista que essas comunidades todas produzem tabaco, leite, frango, suínos, soja, milho, trigo, entre outros produtos”, explicou Nilto.

Os cofres públicos também saem na vantagem quando estradas feitas de outros materiais são substituídas por pavimentação asfáltica. O secretário explica que o custo de manutenção em vias feitas de cascalho, por exemplo, é muito mais alto do que quando o material utilizado é o asfalto. “Então, quando trabalhamos com o asfalto, a gente diminui o custo com manutenção”, finaliza.

No ano passado, cerca de 2,8 km em pavimentações e uma ponte já foram feitos. E, de acordo com Patrícia Rodrigues de Almeida, Arquiteta e Urbanista e responsável técnica pela obra, todos os serviços que estão sendo executados correm dentro do cronograma esperado. Portando, espera-se que até janeiro de 2022 as obras estarão finalizadas e mais este trecho pronto para utilização da população teixeirasoarense.