Fernandes Pinheiro terá sede própria da Apae

O custo da obra é de R$ 2 milhões e conta com diversas salas adaptadas

Esther Kremer

A obra da sede própria da escola da Assossiação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) foi retomada no município de Fernandes Pinheiro. O projeto teve início em 2021 e a previsão é para que seja entregue a comunidade na segunda quinzena do mês de julho. Atualmente, a escola fica na comunidade do Angaí, em um prédio cedido pelo próprio município.
A verba destinada para a construção do prédio é no valor de R$ 2 milhões, com recursos próprios, e está localizado na área urbana do município. O espaço conta com salas fisioterapia adaptada, psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, sensório-motor, salas de aula adaptadas, banheiros, um refeitório com amplo espaço, bloco administrativo e já existem projetos para a construção de uma piscina e uma horta.

A sede contará com salas adaptadas para os alunos da APAE – Foto: Noeli Fillus

A Apae de Fernandes Pinheiro atende 32 alunos e o local conta com profissionais capacitados, tanto na área da saúde, quanto na área pedagógica. Com o novo prédio, a estimativa é que até 35 alunos sejam matriculados e também que outras crianças que precisam de atendimentos especiais recebam assistências.
A prefeita do município, Cleonice Schuck, comentou sobre a construção e importância da mesma para a cidade. “Pessoas especiais merecem cuidados especiais. Está obra será construída adequadamente para atender as necessidades dos alunos. Uma vez que está sendo executada com profissionais que trabalham com amor a causa. Estamos felizes, o vice-prefeito e eu, por poder oportunizar esta conquista para a nossa comunidade Apaeana”, disse.
A diretora da Apae, Noeli Fillus, explica que a construção da sede própria é um marco para a história da escola, e que sempre existiu uma necessidade de ter um prédio próprio para poder fazer as adaptações necessárias e receber os alunos. “A construção que está acontecendo vai dinamizar muito o atendimento e proporcionar aos alunos muito mais qualidade no que a gente consegue ofertar hoje em dia”.
“Todo o trabalho desenvolvido é para cumprir a demanda que temos, da expectativa das famílias em relação a esses atendimentos, para que sejam feitos de forma completa. A grande maioria dos nossos alunos tem a sua vida social realizada dentro da escola, do que podemos proporcionar e oferecer, então o nosso objetivo, a nossa missão, é fazer o melhor por eles e tudo isso só acontece graças ao apoio e o empenho de todos em prol dos alunos”, finalizou a diretora.