Grupo de dança livre Mule’k se destaca em Rio Azul e na região

O grupo está em atividade há 23 anos

Leticia H Pabis com reportagem de Jaqueline Lopes

Fundado no ano de 1999 pela professora Sandra Romanhuk Nós, o grupo de dança Muleka, de Rio Azul, é um projeto social que visa trazer a dança como arte e trabalho corporal, envolvendo meninos e meninas. O diferencial do grupo é o foco na dança livre e dança urbana para todas as idades, fugindo da tradicional dança folclórica, muito comum na nossa região.

Como o foco do grupo é a dança livre, é possível incluir diversos movimentos e segmentos da dança para incluir todas as faixas etárias que têm vontade de participar. Hoje em dia, o grupo possui participantes na faixa etária dos quatro aos 18 anos.

Em 2021, o grupo foi aprovado para participar do Festival de Dança de Joinville | Foto: Arquivo Grupo Mule’k

Atualmente, Aline Fernanda Alves de Oliveira é a professora responsável e começou a participar do grupo no ano de sua fundação, em 1999. “Eu tinha oito anos na época, então éramos poucas, uma média de 15 meninas, e isso foi crescendo, a procura pela dança foi crescendo”, conta a professora.

Por ser um projeto social, os interessados podem participar gratuitamente. “A gente sempre teve o apoio do município com o espaço para a dança, o transporte, o suporte básico. Mas agora, neste momento, e com esta administração municipal, nós temos total apoio, um espaço de dança que é apenas nosso, uma sala ampla com espelho, com todos os equipamentos que a gente precisa para oferecer o melhor para as crianças e jovens”, relata Aline.

“A dança é um trabalho que desenvolve corpo, mente, socialização, criatividade, ritmo e a coordenação motora, são só benefícios” – Aline Fernanda Alves de Oliveira

O grupo participa de festivais de dança pelo estado e, também, fora dele. Neste ano, o grupo Mule’k conseguiu se classificar novamente para participar do Festival de Dança de Joinville, em Santa Catarina, considerado o maior festival de dança do mundo. Neste ano, o Festival acontece de 19 a 30 de julho e o grupo conta com total apoio da prefeitura para o transporte até Joinville.

Incentivo

A primeira vez em que o grupo Mule’k esteve no Festival de Dança de Joinville foi em 2001, para participar de um curso de dança como alunas. “Naquele ano, junto com a gente, estava realizando o curso o coreógrafo da Xuxa, Fly Vagner, e ele viu que nosso grupo era um grupo de meninas pequenas, comparadas aos outros grupos fazendo aquele curso de HipHop, e ele nos ofereceu uma gravação para aparecer no Programa Da Xuxa com uma música dela”, contou a professora Aline.

Primeira turma de alunas do Grupo Mule’k, em 1999 | Foto: Arquivo Grupo Mule’k

“É gratificante demais fazer parte desta história, desde o princípio como aluna. Me tornei ajudante da professora Sandra, outras meninas também ajudaram muito ela, ajudando com os grupos menores, com coreografias, dando ideias. Depois fiz minha graduação em Educação Física, fui estagiária no grupo e agora tenho a oportunidade de estar à frente das coreografias e da administração, de conseguir levar nosso trabalho à tantas outras cidades e para as comunidades aqui do interior de Rio Azul.”, finaliza Aline.