Inácio Martins e Rio Azul recebem caminhões para ações ambientais

Foram entregues seis caminhões-pipa, seis caminhões-baú, cinco caminhões caçamba e poliguindaste, 18 limpa-fossas e 28 caminhões compactador, em todo o Paraná

AEN

O governador Carlos Massa Ratinho Junior entregou nesta quarta-feira (9) 63 caminhões a municípios para auxiliar nas ações ambientais em todo o Estado. O Governo do Estado investiu R$ 21,4 milhões para a aquisição dos veículos, que vão ajudar os municípios no abastecimento de água, combate a incêndios, limpeza de calçadas e gestão de resíduos sólidos.
Foram entregues seis caminhões-pipa, seis caminhões-baú, cinco caminhões caçamba e poliguindaste, 18 limpa-fossas e 28 caminhões compactador. Desde o início da atual gestão, o Estado já investiu R$ 78,3 milhões para a aquisição de 305 caminhões, todos destinados aos municípios. As entregas fazem parte da Patrulha Ambiental, iniciativa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) e do Instituto Água e Terra (IAT) para equipar os municípios para as ações ambientais.
Parte dos recursos, explicou o governador, são do programa Paraná Mais Cidades, realizado junto com a Assembleia Legislativa, com a destinação de emendas parlamentares para a compra dos veículos. “Além dos deputados, é uma parceria que envolve também os prefeitos e prefeitas, que enfrentam esses problemas no seu dia a dia. A questão do lixo é um problema crônico, não é fácil fazer a gestão de resíduos, um caminhão desses não é barato e nem sempre o município tem recursos para renovar a sua frota e comprar maquinário mais moderno”, explicou.
“O projeto da Patrulha Ambiental faz parte de uma visão estratégica do Estado de colocar o Paraná como estado referência de sustentabilidade para o Brasil e para o mundo, como atestou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)”, afirmou Ratinho Junior.
O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, ressaltou que os serviços nos quais os veículos serão utilizados refletem diretamente na qualidade de vida da população paranaense. “Cuidar do meio ambiente é cuidar das pessoas, cuidar das cidades, dar um destino correto ao lixo”, disse.
O novo caminhão limpa-fossa fará grande diferença para a cidade de Inácio Martins, principalmente para atender a área rural. “As comunidades do interior sofrem com o esgotamento de fossa. Até então, usávamos para a limpeza um equipamento adaptado, que era um trator com um coletor acoplado, que não tinha efetividade na coleta”, explicou o prefeito Junior Benato. “O caminhão, que é de fácil locomoção, vai atender mais efetivamente nossas comunidades”.
O vice-prefeito de Rio Azul, Jair Boni, esteve representando o prefeito municipal e agradeceu pelo caminhão compactador de lixo e também trabalho Governo do Estado.

VEÍCULOS
28 caminhões compactadores de lixo foram destinados a Abatiá, Alto Paraná, Apucarana, Borrazópolis, Brasilândia do Sul, Cambará, Centenário do Sul, Esperança Nova, Foz do Jordão, Goioerê, Guaporema, Guaraci, Guaraqueçaba, Imbaú, Iporã, Ivaté, Jaboti, Jaguapitã, Jardim Alegre, Porto Rico, Quatro Barras, Reserva, Rio Azul, São Tomé, Tunas do Paraná e Ubiratã. A cidade de Alvorada do Sul recebeu dois caminhões.
Em três anos, o Estado entregou 61 veículos desse modelo, com investimento de R$ 18,3 milhões. Eles são utilizados para reduzir o volume dos resíduos que são coletados pela equipe de colaboradores da prefeitura ou das empresas terceirizadas que fazem o trabalho de coleta de lixo.
Compõem ainda o pacote 18 caminhões limpa-fossa, com capacidade de 5 mil litros e investimento de R$ 6,4 milhões. Eles foram destinados a Altônia, Arapongas, Campo Mourão, Cianorte, Flor da Serra do Sul, Goioerê, Inácio Martins, Ivaí, Leópolis, Mariluz, Paranaguá, Pérola, Quatiguá, Quinta do Sol, Rancho Alegre, Terra Boa, Terra Rica e Tijucas do Sul.
Eles serão usados na limpeza no esgotamento sanitário de comunidades rurais, desobstrução do esgoto nas vias e na drenagem pluvial e encaminhamento destes efluentes a locais de tratamento e destinação ambientalmente correta, auxiliando em atividades para a prevenção e a melhoria da saúde pública.