Irati tem um caso confirmado de dengue

Neste início de 2019, a Secretaria de Saúde de Irati confirmou que o município está em alerta com o registro de novas manifestações de dengue. Até agora, dos quatro casos que estão em investigação, um já foi confirmado.

Maior incidência de focos está nas áreas residenciais

Neste início de 2019, a Secretaria de Saúde de Irati confirmou que o município está em alerta com o registro de novas manifestações de dengue. Até agora, dos quatro casos que estão em investigação, um já foi confirmado. Nos anos anteriores, os casos eram importados – pessoas que adquiriram o vírus em outra cidade. Porém, desta vez, o mosquito que infectou é de Irati. Dos 16 focos analisados pelas equipes de endemias, todos têm a presença dos mosquitos Aedes aegypti, que podem ou não estar infectados com o vírus da dengue. Estamos com nossos agentes atuando nas ruas para combatermos a dengue. Já iniciamos o fumacê, que é a aplicação do veneno contra o mosquito em alguns locais da cidade, explica a secretária de Saúde, Magali de Camargo. Há um caso que está em análise em outro município da região em que há a possibilidade da vítima de ter sido infectada em Irati, durante as festas de fim de ano. O bloqueio com inseticidas está sendo realizado em uma área do centro, nos bairros Canisianas e Alto da Glória, neste primeiro momento. Além disso, há o trabalho de conscientização da população, que também precisa auxiliar nesta ação.

Perigo está nas residências Ao contrário do que muitos pensam, o maior problema está nas residências, e não em terrenos baldios ou áreas públicas, segundo Magali. Uma tampa de garrafa é suficiente para que o mosquito se aloje, alerta ela. Algumas orientações são de manter a caixa d’água fechada, limpeza de quintais, cuidados com vasos de flores e pneus. O clima de calor e chuvas desta época favorece o desenvolvimento e proliferação do mosquito. De acordo com o Ministério de Saúde, em 2018, foram registrados 247.393 casos prováveis de dengue no país, com uma incidência de 118,7 casos/100 mil habitantes. Destes, 159.718 mil (64,6%) casos foram confirmados. Dos casos notificados, 176.205 mil foram descartados. No Paraná, o boletim publicado pela Secretaria do Estado de Saúde, publicado em 15 de janeiro, mostra que 239 municípios têm notificações da dengue. Destes, 44 têm casos confirmados. Os municípios com maior número de casos suspeitos notificados são Londrina (1.367), Foz do Iguaçu (751) e Paranaguá (344). As cidades com maior número de casos confirmados são Uraí (33), Foz do Iguaçu (23) e Paranavaí (17).

Sob suspeita, procurar atendimento médico Como toda a cidade está em alerta, qualquer sintoma que se enquadre nos apresentados pela dengue, deve receber toda a atenção. É de grande urgência procurar as unidades de saúde ou qualquer atendimento médico para que a equipe de epidemiologia possa atuar e tomar as devidas providências. Quaisquer dúvidas ou informações podem ser obtidas pelo telefone (42) 99134-2856.

Texto: Fernanda Hraber