Iratiense é preso com mais de 16 mil reais em drogas em São Paulo

Polícia Militar apreendeu 331 invólucros plásticos com cocaína turbinada, que seriam vendidos por R$ 50,00 cada

Os policiais militares sargento Durval e cabo Jonatas realizam patrulhamento na manhã de domingo (22), pela Rua São Lourenço, quando visualizaram um carro, modelo Jetta, com placas de Irati-PR, ocupado por cinco pessoas. Os vidros do carro estavam abertos, quando os ocupantes visualizaram a presença da viatura policial fecharam os vidros do veículo, que é coberto por película escura, o que motivou a abordagem com solicitação de apoio das demais viaturas policiais.

O veículo era conduzido por L. H. L., tendo ao seu lado como passageiro o proprietário do veículo L. C., e no banco traseiro um homem, W.W.P.G., e duas mulheres, M.P de S. e T. A.S., sendo esta última namorada de L. C., ambos do paraná. Em busca pessoal, nos homens nada de ilícito foi localizado, em busca pessoal nas mulheres, realizada pela soldado Jéssica, foram localizados com T. A. S. , em sua genitália, 22 embalagens plásticas contendo cocaína, já com M.P de S., também em sua genitália, duas embalagens plásticas contendo cocaína, declarando ter comprado de T. A. S.  por R$ 50,00 reais cada.

Em vistoria veicular foi localizado uma máquina de cartão do Mercado Pago, um estojo de pistola de airsoft com vários tambores de gás e um pote com várias esferas de chumbo, uma pistola de airsoft, uma bolsa que pertence a T. A. S. com R$ 496,00, no porta malas localizados sete HT (rádios comunicadores portátil ), uma antena para estação portátil artesanal e um caderno com anotações sobre contabilidade.

Diante do exposto, realizado breve entrevista com os ocupantes do veículo a qual cada um relatou suas versões dos fatos. O proprietário do veículo disse que veio a Matão a passeio junto com sua namorada T. A. S. , que a pistola localizada é de sua propriedade, bem como os rádios comunicadores. Os demais ocupantes também declararam suas versões. T. A.S confessou que ela e o namorado L. C. estariam hospedados em um hotel e que a chave do quarto estava em sua bolsa e que no quarto teria mais drogas e medicações para preparo.

 O PM se deslocou até o hotel, situado na Avenida Siqueira Campos e localizaram uma maleta contendo 307 invólucros plásticos com cocaína, uma pedra de crack pesando aproximadamente 215 gramas, 25 ampolas de lidocaína, 97 ampolas de adrenalina, 3 cartelas de comprimidos ritalina , 1 ampola de anestésico dopalen, 1 HT semelhante ao que estava no veiculo, 1 prato com resquícios de cocaína, 2 colheres, 1 rolo de papel filme, três ampolas vazias, R$ 1.258,10), dois aparelhos celulares, uma caderneta com anotações de contabilidade, 1 máquina de choque, 2 canivetes, 1 soco inglês e 1.100 embalagens vazias para embalo de drogas.

Foi dado voz de prisão em flagrante delito a L. C. e T. A. S. , sendo apresentados no plantão policial, onde o delegado Dr Marlos Marcuzzo ratificou a voz de prisão em flagrante a L. C. e T. A. S. .Referente ao veículo, foram confeccionado AIT de mau estado de conservação ( pneu dianteiro esquerdo liso), CNH vencida a mais de 30 dias, permitir condução de veículo a pessoa com CNH vencida e recusa do teste do etilômetro, sendo que o condutor exalava odor etílico no hálito, e declarou ter ingerido bebida alcoólica, porém recusou-se ao teste.

O veículo foi removido ao pátio Spicar mediante auto de exibição e apreensão. L. C. e T. A. S. foram encaminhados ao cárcere. As demais partes foram qualificadas e liberadas.

Total de drogas apreendidas: 331 invólucros plásticos com cocaína, pesando 553 gramas. Se toda a droga apreendida fosse vendida pelo valor comprada pela M.P de S., daria um total de R$ 16.550,00.