Mobilização da região ajuda na volta do agendamento das consultas eletivas em Curitiba

Autoridades locais, junto da Amcespar, estiveram na capital para resolver o assunto com apoio do Governo do Estado

Nesta semana, uma reunião decidiu o destino das consultas eletivas, de alta e média complexidade, da região, que foram bloqueadas pela Prefeitura de Curitiba. O agendamento volta a ser feito normalmente a partir de segunda-feira (25). Agora, uma equipe técnica foi montada e irá analisar a situação, do que houve e o que pode ser feito.

A reunião aconteceu na última quarta-feira (20), em Curitiba, junto da Secretaria Estadual de Saúde. Pessoas da região acompanharam todo o trâmite. O bloqueio afetou todo o Paraná. A Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná (Amcespar), teve a prontidão em atender a região nesse momento de preocupação.

O presidente da Amcespar, Junior Benato, foi o responsável pela criação do documento entregue ao Governo para que pudesse mudar a situação. “A Amcespar sempre está pronta para tender todos. Fizemos uma reunião na semana passada e entregamos um documento para resolver a situação. Estamos felizes que já na segunda-feira voltam os agendamentos das consultas eletivas para a nossa população”, disse Benato.

As consultas eletivas, que são feitas pelo sistema E-SAÚDE, que pertence a capital do estado, foram bloqueados no início de fevereiro. Curitiba precisa fechar em 100% as consultas de média e alta complexidade, como não há esse total de volume, utilizam 70% e o restante (30%) é disponibilizado às regionais do Estado.

MOBILIZAÇÃO

Devido esse bloqueio, na sexta-feira (18), a Amcespar realizou uma reunião com os prefeitos, secretários de Saúde da região, 4ª Regional e Consórcio para tratar das consultas. Nela foi preparado um documento, apresentado ao Governo do Estado para fazer a intervenção perante a cidade de Curitiba, para tentar resolver o problema.

“Assim que fomos notificados do que aconteceu, imediatamente, fiz a convocação de uma reunião extraordinária para que os prefeitos aqui viessem, junto dos secretários municipais, para a gente fazer a criação do documento, e apresentá-lo junto da Secretaria do Estado de Saúde”, comenta o presidente Benato.

O novo chefe da 4ª Regional de Saúde de Irati, Walter Trevisan, esteve presente na reunião da Associação e em Curitiba, acompanhando o processo. “Eu acho muito importante que saiu um documento da parte dos prefeitos da região, assinando a sua preocupação, na reunião feita pela Amcespar. Inclusive, agradeço a Associação que nos atendeu prontamente, se mobilizaram para que pudéssemos fazer essa intervenção”, disse.

Trevisan ainda fala que é necessário criar um plano regional das consultas eletivas, envolvendo outros órgãos, como o Consórcio. O diretor do Consórcio de Saúde de Irati, Fernando Almeida, comenta sobre essa possibilidade. “O consórcio está à disposição para tentar resolver alguns problemas. Vamos tentar suprir essas necessidades dos municípios, aumentado a oferta de consultas, à medida que forem solicitadas pelos municípios”, observa o diretor.