Morre o maestro Rondon Mansani, vítima de Covid-19

Mansani atuou em Irati, Inácio Martins e Prudentópolis

Morreu na noite de sexta-feira (20), vítima de complicações da COVID-19, o maestro Rondon Mansani, aos 43 anos. A informação da morte foi divulgada por amigos e familiares em redes sociais.

Rondon trabalhou durante anos no município de Inácio Martins, onde foi maestro da Fanfarra Parigot de Souza, atualmente com suas atividades suspensas.

Na banda, os integrantes que faziam parte da equipe do maestro conquistaram diversas premiações em concursos regionais, estaduais e nacional.

O maestro também atuou na Escola Municipal Irmã Helena Olek, em Irati, na fanfarra Fomursee por alguns anos. A equipe da escola prestou homenagem ao amigo nas redes sociais. Al de participar da Guarda Mirim.

“Deixou grandes aprendizados com o belíssimo trabalho que desenvolveu com nossos alunos. A ele todo  reconhecimento e gratidão! Rondon deixa saudades eternas e muitos corações quebrados, mas também lindas lembranças e os ensinamentos musicais, que servem de consolo aos que ficam e sofrem com sua ausência”.

Atualmente, Rondon era professor de canto e banda da Casa da Cultura em Prudentópolis.

NOTA DE PESAR

A Secretaria Municipal de Cultura de Prudentópolis emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do artista. 

“É com grande pesar que comunicamos o falecimento de Rondon Mansani em decorrência de complicações da COVID-19.

Nosso querido maestro, professor de Canto e Banda da Casa da Cultura, que sempre alegrava a todos com suas aulas e amor pela profissão.

Gratidão pelo relevante serviço prestado e sua disponibilidade de sempre, em prol do desenvolvimento da Cultura no munícipio de Prudentópolis.

A Secretaria Municipal de Cultura de Prudentópolis manifesta-se condolências aos familiares e amigos do nosso querido amigo Rondon.

Que Deus conforte nossos corações neste momento de dor e despedida”.

Informações Nossa Gente.