Osnei Stadler busca inovação no Cilla Tech Park

Propósito é transformar a visita em uma parceria de desenvolvimento para o município de Prudentópolis

O prefeito eleito de Prudentópolis, Osnei Stadler (DEM), junto do vice Evaldo Hoffman Junior (PSDB), do Chefe de gabinete Alex Garcia (PSD), do secretário de saúde, Marcelo Mazurechen e do futuro secretário de administração, Emerson Rech, visitaram o Cilla Tech Park, em Guarapuava, na quarta-feira (16). Osnei foi recebido pelo diretor executivo Capitão Lorenzo, pelo diretor institucional Marcio Fernandes, pelo reitor da Unicentro, Fabio Hernandes, e pelo vice-presidente do Cilla, Ademir Juracy Fanfa Ribas. O propósito é transformar a visita numa parceria de desenvolvimento para o município de Prudentópolis.

É a primeira missão do prefeito eleito Osnei Stadler em busca de inovação e tecnologia. Ele acredita que o futuro das administrações está na busca pela inovação como melhora do serviço público e da economia, com a geração de emprego e renda. “O comércio, a indústria, o turismo e outros setores precisam da inovação e de tecnologia para crescer. Essa parceria que iniciamos com o Cilla Tech Park é o primeiro passo para que Prudentópolis se desenvolva nos seus vários aspectos” disse Osnei. “Prudentópolis está se transformando. Ela foi reorganizada e agora buscamos ampliar as soluções para melhorar o turismo, saúde e empregos. E essa parceria com o Cilla Tech Park vai buscar soluções para que a administração tenha sucesso nas estratégias apresentadas. Inovação é o próximo passo para gerar emprego e renda”, conclui.

O capitão Lorenzo, que é diretor geral do Cilla Tech Park, explica que o parque tecnológico está dentro do bairro planejado Cidade dos Lagos, feito com a maior tecnologia em inovação e sustentabilidade recebendo, inclusive, um selo internacional de liderança e eficiência energética. Tem mais de três milhões de metros quadrados e abriga dentre outros empreendimentos como o Shopping, hospital, universidades, centro de eventos e área habitacional.

O Cilla tem o objetivo de fazer a ligação entre as empresas, comércio, indústria e as universidades que têm o poder de resolver os problemas vividos pelas empresas. Segundo Lorenzo, o Cilla tem o propósito de organizar e tornar a região de Guarapuava um grande polo de desenvolvimento tecnológico. O setor da saúde despontou na frente principalmente com o estudo do Genoma. Neste sentido, tem trazido apoio de empresas como a Agraria e a Jacto dentre outras para desenvolver pesquisas no segmento do DNA tento a missão de transformar a região num vale do Genoma. “Nós queremos fazer nossa região a mais inovadora dentro do estado, mas precisamos da cooperação de todos para que o Cilla Tech Park seja um fator de desenvolvimento”, disse Lorenzo. O Cilla tem como a “menina dos olhos” o Hospital do Câncer, onde são realizados estudos sobre o genoma. Apenas em equipamentos de ponta, para este estudo foi investido mais de R$ 12 milhões.

O diretor Marcio Fernandes salienta que as parcerias com os municípios são importantes para que a inovação proposta atinja todos os municípios da região pretendida. “Esta visita do prefeito eleito Osnei e sua equipe é muito importante pelo interesse na inovação e já apresentar demandas e marcar reuniões técnicas para dar andamento nas demandas apresentadas. Este pensamento aberto permite que o município faça esta parceria proporcionando ferramentas que permitam o progresso tanto do poder público quanto do setor empresarial da cidade”, disse Marcio. “Esta união vai proporcionar um aumento do desenvolvimento econômico, social, respeito ao meio ambiente, geração de emprego e formação de uma mão de obra extremamente qualificada”, destaca o diretor. “Esta visita de Prudentópolis foi positiva porque o prefeito já apresentou demandas na saúde e no turismo principalmente. Ainda, está disponibilizando pessoas para estreitar o contato e já no início do ano fazer as primeiras reuniões de trabalho”, completa Fernandes.

CILLA

O CillaTech Park é um dos 18 parques tecnológicos pré-credenciados pelo Governo do Estado. É um ambiente de inovação, com sistemas inovadores, onde o poder público, seja estadual, municipal ou federal, empresários e universidades atuam em sinergia, em busca de inovações, novas tecnologias, para as demandas do mundo atual.

NAPI

Na sexta (11), a Superintendência de Ensino Superior Tecnologia e Inovação (SETI) e a Fundação Araucária lançaram o novo NAPI – Centro Sul, que é um Núcleo de Arranjo de Pesquisa e Inovação e tem como objetivo conduzir a produção de conhecimento de forma colaborativa pelos pesquisadores paranaenses, incitados por demandas reais de desenvolvimento de setores estratégicos para o Estado. Ele vai possibilitar a articulação de temas relevantes para o Centro-Sul do Estado em favor do desenvolvimento daquilo que é prioridade. Segundo o superintendente da Seti, Aldo Bona, estão sendo abertos editais direcionados para esta região e já estão garantidos R$ 700 mil da Seti e da FA para o 2021. O Fórum de Ciência, Tecnologia e Inovação de Guarapuava solicitou a implantação do NAPI para o Ecossistema Regional Centro-Sul, que envolve cerca de 40 municípios e 600 mil habitantes na região Centro-Sul do Paraná.