Pavimentação da estrada de acesso ao Pinho de Baixo chega à quarta fase

Último trecho está com as obras em andamento e, aproximadamente, mais 2 km serão pavimentados

Jaqueline Lopes

A estrada de Irati ao Pinho de Baixo está na quarta e última etapa de pavimentação. Serão asfaltados mais 1.890 metros e, desta forma, vai fechar anel central da comunidade e concluir o asfalto tão esperado pelos moradores. A obra começou em março deste ano, e deve ser finalizada em seis meses.

No total, serão investidos mais de R$ 3,6 milhões nesta etapa. A emenda para a obra é do deputado federal Evandro Roman, que destinou R$ 2.758.499,28 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), também há contrapartida da Prefeitura de Irati no valor de R$ 410.716,69.

“Esse é um compromisso que fizemos com o Jorge, com a comunidade e estamos honrando” – Deputado Evandro Roman

Neste momento, a construtora Cathio, responsável pelo trecho, faz o serviço de terraplanagem, regularização de subleito e drenagem. Após isso, será colocada a base na estrada. No início do trecho estão sendo feitas as escavações para questões de visibilidade e regularização do leito. Este serviço é necessário para garantir a segurança dos motoristas.

“Essa é uma estrada consolidada há muito tempo na qual existe desconformidade com o que deveria ser quando já tiver o asfalto. Esse serviço vai garantir segurança na trafegabilidade e visibilidade”, comenta a secretária de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo de Irati, Jéssica Custódio. Já a drenagem vai assegurar que a água seja destinada de forma correta e dar longevidade ao pavimento.

Obras iniciaram em março e devem ser finalizadas em seis meses | Foto: Karina Ludvichk

Davi de Geronimo Zanlorensi, que mora em frente ao início da quarta etapa, há 65 anos, já vê melhorias com o asfalto pronto. “Essa é uma obra que faz tempo que estamos esperando agora foi concluída uma parte, e melhorou 100%, não tem buraco é mais rápido ir para cidade, melhorou em tudo”, afirma.

Para José Carlos Gutibier, outro morador do Pinho, que vive há quatro anos no local, o asfalto melhorou a qualidade de vida da comunidade. Ele viu o início da pavimentação e viveu algum tempo com o trecho sem asfalto. “Está muito bom, está ficando muito boa. Melhorou tudo. A saída para as lavouras, porque estava péssimo. Aqui no Pinho estava precisado desse asfalto. Agora ficou bom”, observa.

"R$ 3,6 milhões"
Valor aproximado da quarta etapa do Pinho, emenda do deputado Evandro Roman e contrapartida da Prefeitura

Roman diz que este é o objetivo da obra, trazer melhorias aos moradores e quem transita pela via. “Agradeço ao prefeito e toda a comunidade do Pinho de Baixo. Esse é um compromisso que fizemos com o Jorge, com a comunidade e estamos honrando. Objetivo alcançado. Podem contar comigo”, disse o deputado.

O prefeito Jorge Derbli enaltece o serviço realizado. “Com a fase quatro, concluímos o anel que liga essa rodovia ao Pinho de Baixo. Uma obra reivindicada. São mais de R$ 3 milhões investidos e está na fase de terraplanagem. Os recursos conquistados pelo deputado Evandro Roman. A comunidade do Pinho e os agricultores agradecem ao Roman por essa obra”, destaca.

Construtora faz serviço de terraplanagem e drenagem | Foto: Karina Ludvichk

As bases e sub-base desse trecho serão executadas da mesma forma que nas outras etapas, mantendo sempre a mesma qualidade e direcionamento, visto que o solo permanece constante em todos os trechos. “As espessuras das bases, a fundação do pavimento, são dimensionadas através da trafegabilidade. Na estrada do Pinho tem muito escoamento de safra, muitos caminhões pesados que poderiam prejudicar se fizesse uma base inferior”, explica a secretária.

“Essa é uma obra que faz tempo que estamos esperando. Foi concluída uma parte, e melhorou 100%”. – Davi De Geronimo Zanloresi, Morador Do Pinho

O intuito do investimento feito no Pinho é dar mais qualidade de vida a todos que trafegam e moram na localidade. “A estrada vai fomentar a região do Pinho que é muito bonita, assim como o turismo, que é ideia da gestão municipal nesses quatro últimos anos, além de melhorar a condição de vida dos moradores da comunidade”, conclui Jéssica.