Prefeitura apresenta projeto para implantar 30 km de cliclovia em Irati

Ideia é que seja feita uma rota que ligue todo o município

A Prefeitura de Irati apresentou, na segunda-feira (29), um projeto inicial da implantação de 30 quilômetros de cliclovia em Irati. A Ideia é que seja criada uma rota que o ciclista possa andar por todo o município com segurança e tranquilidade. O primeiro trecho deve começar a ser executado em agosto.

No projeto apresentado, um grande plano de mobilidade urbana não motorizada servirá para trazer as bicicletas, patinetes e outros modais de transporte a Irati. A rota será feita de forma que ligue todos os bairros do município, tendo vias principais e coletoras.

“Queremos neste plano fazer com que uma pessoa de qualquer canto da cidade possa ir a outro bairro via ciclovia com segurança, com tranquilidade. Nós temos a missão de fazer essa grande obra, porque quando a gente fala em ciclovia, fora todos os ganhos de saúde de diminuição de poluição tirando os carros da rua também pensamos no poder público”, comenta o secretário de Planejamento e Coordenação de Irati, João Almeida.

Em relação aos custos, o secretário Almeida explica que foi feito um levantamento inicial, porém, ainda será revisto, pois algumas ruas vão precisar de correção de asfalto, além do valor dos tachões, que são obrigatórios, assim serão revistos os valores. A Prefeitura quer iniciar o processo licitatório em 15 dias, para em agosto começar o primeiro trecho, que será saindo do Centro indo até a ciclovia do Parque Aquático.

Neste primeiro momento, a intenção é montar a rota adequada, por isso foi feita a reunião, que contou com ciclistas e representantes do comércio, pois alguns locais poderão ficar sem estacionamento, para ser criada a ciclovia. Para que eles também pudessem opinar, trazer ideias e sugestões.

O prefeito Jorge Derbli comenta como este projeto traz uma maior segurança à população. “A nossa ideia é fazer tudo em sentido de integração, para que as pessoas possam ir trabalhar e andar mais de bicicleta, para diminuir o número de veículos, principalmente, no centro da cidade e oferecer mais segurança à população”.

Antonio Duda, presidente da Associação Iratiense dos Ciclistas, fala que, com isso, Irati irá se desenvolver e seguir uma cultura que está sendo implantada em todo o país. “O uso da bicicleta é uma tendência mundial, é uma cultura, e o Brasil está evoluindo. É uma cultura que trazemos ao município. Partiu da equipe de ciclismo para que acontecesse alguma coisa, principalmente nestas ciclovias, não só em beneficio do esporte, como também para uma mobilidade urbana, para que as pessoas utilizem mais esses espaços”, disse.

Marcio Razera, ciclista e também empresário de Irati, disse que o projeto vai ajudar a trazer o uso da bicicleta mais próximo das pessoas. “É um projeto muito legal todas as cidades do Brasil estão correndo atrás de um transporte, porque até hoje as cidades estão ficando superlotadas de carros o transito fica parado cidades pequenas, assim como a nossa, também não está suportando o número de veículos então é um projeto muito legal que vai incentivar mais o uso da bicicleta em Irati”.