Projeto Cidade do Idoso é apresentado em Irati

Deputada Leandre Dal Ponte veio a Irati e apresentou o plano para implantar a ideia no município

Na quinta-feira (04), a deputada Leandre Dal Ponte esteve em Irati para apresentar o projeto Cidade do Idoso, que será pioneiro no Paraná, e também as ações em prol do desenvolvimento da primeira infância no município.

A ideia da Cidade do Idoso foi trazida pela deputada na campanha do prefeito Jorge Derbli e da vice Ieda e comtempla utilizar um espaço ocioso, que é o parque onde funciona o CT Willy Lars, que já possui uma certa infraestrutura. “Nós já vínhamos trabalhando a ideia de estar utilizando estes espaços que são subutilizados para que a gente pudesse trazer mais oportunidades para as pessoas idosas terem um envelhecimento ativo e saudável”, comenta a deputada.

Um projeto semelhante à Cidade do Idoso existe em Chapecó, em Santa Catarina, e foi visitado pelas autoridades. Em Irati, o plano comtempla que as pessoas idosas possam frequentar o espaço e ali ter atendimento de saúde, atividades de lazer, possam fazer exercícios, aprender e também será ativo com aquelas pessoas que hoje são dependentes, através do Centro Dia, que é conhecido como creche do idoso.

“A ideia deste projeto é, justamente, ter um lugar onde a pessoa possa passar o dia, ser cuidada e resgatar o desejo de viver e continuar vivendo porque, infelizmente, é uma conquista civilizatória os anos a mais que a gente tem de vida, mas precisamos colocar vida nestes anos”, disse Leandre.

O projeto ainda não dispõe de recursos, mas a deputada já se comprometeu a garantir valores para a construção. Segundo Leandre, o recurso aproximado da Cidade do Idoso é de R$ 6 milhões e a nível estadual e federal não é um valor tão significativo pela relevância que tem. O cronograma é de longo prazo, contando com pelo menos 24 meses de execução e será apresentado ao governador Carlos Massa Ratinho Junior. em breve. Ela acredita que até metade do ano já deve iniciar as obras.

Para a deputada, é necessária uma mudança cultural durante o envelhecimento e o projeto ofertará isto para os idosos, pois com a continuidade de uma vida ativa poderão continuar independentes na terceira idade.

PROJETO

No projeto inicial da Cidade do Idoso, o espaço terá um refeitório, uma unidade de saúde, uma piscina, academia, educação com letramento, informática, canto, dança, música com instrumentos, pilates, pista de caminhada entre outros lugares. Para iniciar o ingresso no local, o idoso passará por uma avaliação médica para mostrar quais atividades dispostas pela estrutura podem ser realizadas.