Prudentópolis apresenta evolução no IDEB e média municipal alcança 6,9

Maior crescimento apresentado foi da Escola Municipal do Campo de Tijuco Preto, que saltou de 4,8 para 7,8

O Ministério da Educação anunciou nesta semana os resultados do Índice Nacional de Educação Básica em todo o país. O IDEB é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar realizado todos os anos, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, a Prova Brasil (para Idebs de escolas e municípios) e a Saeb (no caso dos Idebs dos estados e nacional) – avaliações aplicadas no 5º e 9º ano do Ensino.

Em Prudentópolis, os números tiveram um crescimento de 0,6 nos últimos anos, atingindo a média municipal de 6,9, ultrapassando inclusive a meta projetada de 6,6 do Ministério da Educação para 2021 na cidade. A rede municipal de ensino possui ao todo 47 escolas, com aproximadamente 5.000 alunos matriculados do ensino infantil ao fundamental.

Como a cidade contém algumas escolas com classes multisseriadas, nem todas participaram da Prova Brasil em 2019. Realizaram a avaliação cerca de 450 alunos de 18 escolas. “Estamos muito felizes com esse resultado. É claro que esperávamos um crescimento, mas superar a meta projetada de 2021 foi maravilhoso. Isso tudo é resultado do trabalho de cada professora, diretora e coordenadora que se dedicou e esteve presente em cada fase escolar do aluno”, conta a coordenadora Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Eliane Dal Pisol.

Trabalho e planejamento

Além das metas estipuladas em índices como o IDEB a secretaria de Educação trabalha diariamente buscando melhorar a qualidade de ensino da cidade. Desde o resultado o índice em 2017 a equipe intensificou a aplicação de cursos aos professores, trabalhando em todos níveis. “Cada número conquistado é resultado do esforço de todos. Pois nós entendemos que uma boa alfabetização, com um trabalho bem feito em todos os anos o resultado é alcançado”, avalia Eliane.

O maior crescimento apresentado foi da Escola Municipal do Campo de Tijuco Preto, que saltou de 4,8 para 7,8, atingindo inclusive a maior nota da rede municipal. Hoje a rede conta com 435 professores.

Para os próximos anos a expectativa é continuar com o índice em evolução, porém os desafios serão ainda maiores diante do cenário educacional alterado com a pandemia. “Vamos refletir cada número e observar onde podemos melhorar ainda mais. Estamos atentas a todas as mudanças do ensino e como isso afeta a aprendizagem dos nossos alunos, mas buscaremos nos adaptar para garantir a alfabetização e evolução de nossas crianças,” conclui Eliane.