Revitalização da Praça Tiradentes inicia em Rio Azul

Obra será dividida em duas etapas, e terá uma nova estrutura sem perder a originalidade

As obras na Praça Tiradentes em Rio Azul já iniciaram e será dividida em duas fases, neste primeiro momento, será trocado o calçamento por paver que dará toda a acessibilidade à praça. A revitalização será feita sem perder a originalidade do espaço, que já tem mais de 50 anos.

Os serviços desta fase inicial devem ser feitos em quatro ou cinco meses, primeiramente, as pedras irregulares estão sendo tiradas e darão lugar as pavers, além disso, terá as guias, será feita a adequação nas escadas, uma rampa, entre outras melhorias na parte de acesso à praça.  “Vamos partir do princípio mais importante, que é ter a acessibilidade para todos, e estamos em fase de negociação com o Governo do Estado para executar a fase dois, mas vai ficar muito bonita a nossa praça. Vai ser um cartão postal de Rio Azul”, disse a secretária de Planejamento, Adrielly Santos.

De acordo com o arquiteto e urbanista da Associação dos Municípios da Região Centro Sul do Paraná (Amcespar), Diorgenes Ditrich, responsável pelo projeto, a praça terá pontos característicos do município, além de toda a estrutura nova dividida em quatro espaços, para atender toda a interação social, sem perder a origem e as principais características.

Os quatro espaços da praça serão divididos por uma rua da cidadania no meio, com uma faixa azul, representando o município. Será respeitado o conceito das quatro gerações, em uma harmonia familiar. Na estrutura terá um play-ground; academia ao ar livre; quadra poliesportiva; mesa de jogos; chimarródromo; anfiteatro; pista de caminhada; estacionamento e travessia elevada. Além destas melhorias, também terá um paisagismo diferente e uma iluminação moderna.

Os recursos para as obras da praça são do Governo Federal, junto da Caixa Econômica Federal, desta forma, não há custo para o município. Segundo o prefeito Rodrigo Solda, o local e os moradores de Rio Azul merecem um lugar reestruturado para ser utilizado. “Ali é um local em que as pessoas podem se desenvolver, e elas vão ver a grandiosidade que a gente está desenvolvendo através desta obra. É uma infraestrutura, mas diferenciada, porque é para as pessoas poderem utilizar melhor. Ali vai ser um ponto de encontro de várias idades, serviços públicos poderemos fornecer e, principalmente, revalorizar um equipamento que é público, que faz parte da vida da grande maioria das pessoas que moram em Rio Azul, porque eu tenho certeza que todos conhecem a velha praça, e daqui a alguns dias, poderão visitar a nova, que vai ficar em perfeitas condições para qualquer pessoa, de qualquer idade, e famílias podem voltar a frequentar o espaço”, comenta.