Rio Azul zera fila de espera nas creches

Após um trabalho da Secretaria de Educação e Prefeitura, sobram vagas no município

Jaqueline Lopes

Em Rio Azul, os pais não têm mais a preocupação em aguardar uma vaga na creche, pois toda a demanda foi suprida após um trabalho da Secretaria de Educação e da Prefeitura. O município zerou a fila de espera ainda sobram vagas para os alunos.
O trabalho começou no mês de novembro com o cadastro de quem tinha interesse em uma vaga para os CMEIs. Foram feitas adaptações nas escolas, aumentaram mais turmas, completaram as turmas que faltavam, tudo dentro das leis. O Infantil 3, que era integral, passou a ser de forma parcial, assim, pelo menos meio dia uma mãe consegue deixar o filho na creche.
Na área urbana de Rio Azul são dois CMEIs, o Anibal Khury e o Maria Luiza Gaisler Soares, e, atualmente, são cerca de 280 alunos matriculados. Com as novas vagas as duas creches terão, juntas, 315 crianças. Além de zerar a fila de espera, sobram vagas no município, pois há espaço em muitas turmas e duas salas vazias.

“Estamos cuidando muito bem da educação como um todo. Queremos, cada vez mais, melhorar neste sentido – Prefeito Leandro Jasinski

A secretária de Educação Municipal, Adriana Petreski Plodoviski Rymsza, comenta que manifestou grande preocupação até a organização de tudo para que os pais pudessem ter acesso à escola. “Nosso trabalho é oferecer educação para todas as idades. Quando atendemos essas famílias e oferecemos essas vagas, para aqueles que nos procuram e eles têm esse retorno, é sinal que o nosso trabalho tem dado certo, que a educação chega a todos os rioazulenses. É uma alegria”.
Segundo o prefeito Leandro Jasinski, a Educação é um foco da gestão que faz investimentos para que consiga melhorar, a cada dia, o ensino dos alunos. “Através de um excelente trabalho da secretária Adriana e toda a equipe conseguimos zerar a fila de creche. Muitos pais trabalham o dia todo ou meio período e não têm onde deixar a criança, hoje, temos vaga para oferecer para essas pessoas. É uma noticia muito boa”, disse.
Lais Valenga, diretora do CMEI Maria Luiza Gaisler Soares, também vive essa felicidade, como profissional e como mãe. “Esta é uma alegria muito grande para todos nós. Porque eu sou uma mãe que já participei de fila de espera, ter que posar para ter uma vaga. Os professores estão preparados para receber esses alunos”, comenta.
Já a diretora do CMEI Anibal Khury, Irene Borba, diz que “a escola está preparada. Estamos muito contentes que zerou a fila de espera, já temos salas sobrando, que se, a partir do momento em que tiver uma demanda, a gente pode atender”.

REFORMAS
Durante a pandemia, enquanto os alunos estavam em casa, várias reformas foram feitas nos dois CMEIs de Rio Azul. As que estão em destaque são a cobertura no bloco em anexo, pintura das calçadas, dos muros, reformas das casinhas, dos banheiros, problemas com as calhas foi solucionado, cobertura do bloco anexo, instalação de fibra nos dois CMEIS, além de materiais como notebooks e impressoras.
Adriana destaca a cobertura até o bloco em anexo no CMEI Maria Luiza Gaisler Soares, que foi feita neste ano, e era uma antiga reivindicação da creche. “Quando assumi como secretária da Educação, e com o apoio do prefeito, secretário de Finanças, trouxemos essa cobertura para oferecer todo o conforto necessários para as crianças. Elas merecem”.

NOVOS PROJETOS
A Prefeitura, junto da Secretaria de Educação, já se prepara para o próximo ano para o retorno das aulas presenciais, que ao que tudo indica será de forma integral. Os alunos irão receber os uniformes, que estão em fase de acabamento, e será entregue ainda este ano; um kit escolar mais completo do que aquele que foi entregue no começo do ano, das escolas particulares. Além de reformas e melhorias nas creches da cidade e do interior.
Também, há um projeto de uma cozinha, um refeitório, no CMEI Anibal Khury, que será feito nos próximos anos, e, assim, vagas serão liberadas. “A gente faz todo esse trabalho junto à Secretaria da Educação e ao prefeito para que cada vez possamos atender melhor nossos alunos”, destaca Irene.