Secretaria da Família junto com a AMAS volta com atividades presenciais de forma gradual

Seguindo os protocolos de saúde e vigilância sanitária, o retorno está programado para segunda-feira (19) e atenderá 64 usuários

Na quarta-feira (07), a Secretaria Municipal da Família e Desenvolvimento Social, em parceria com a Associação Menonita de Assistência Social (AMAS), iniciou um novo projeto no atendimento às famílias acompanhadas pela Política de Assistência Social de Teixeira Soares, em especial as atendidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Familiares (SCFV) em frente a esse momento de pandemia.

A entidade AMAS está preparada para o início deste projeto piloto de atendimento presencial, durante a pandemia, eles estavam em contato frequente com essas famílias de maneira remota. “Este retorno presencial, gradual e planejado servirá para o início das demais atividades presenciais no município. Sabemos deste desafio, mas com responsabilidade e buscando o bem comum dos usuários, tentaremos fazer o melhor em conjunto com os responsáveis da entidade. Teremos avaliações e acompanhamentos diários para que seja realmente levado a sério todos os procedimentos”, afirma o Secretário da Família Adriano Pitter Heiner.

Na ocasião, membros de entidades ligadas ao projeto e a área da saúde e educação reuniram-se, seguindo os protocolos de saúde e vigilância sanitária, com o objetivo de traçar medidas e estratégias para dar início ao serviço de convivência e fortalecimento de vínculos junto a AMAS. Todas as ações serão acompanhadas de perto pelos conselhos municipais, bem como, pelas demais Secretarias envolvidas.

Na reunião, estava presente a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança Adolescente (CMDCA), Neli Maria Perretto; a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Daiane Rossana Heinen; Secretário de Saúde Amauri Klossowski; o Diretor de Cultura e Patrimônio Histórico, Ricardo Basso; a representante do Setor Epidemiologia, Enfermeira Cecilia Antunes Weber; a Assistente Social da Gestão Municipal, Mariana Alves Conde; a Assistência Social da AMAS Lucimara de Souza; o Secretário Municipal da Família, Adriano Pitter Heiner; a Educadora e Coordenadora do SCFVSC, Pamela Bilibiu; o novo coordenador da AMAS Marcos Roberto de Assis. 

Anteriormente, uma reunião foi realizada juntamente com o prefeito Lula Thomas, para discutir tal projeto. O mesmo demonstrou grande interesse na retomada aos atendimentos. “De maneira presencial, as crianças que precisam ter este acompanhamento e ter realmente este fortalecimento de vínculos, mesmo que isso nos deixe preocupados, mas precisamos ir nos adequando gradativamente”, aponta o prefeito.

O PROJETO

A AMAS realiza o serviço de convivência de forma indireta. Anteriormente, era realizado de forma presencial no espaço onde era localizada a Escola Municipal Aroldo Basso, contudo, com a pandemia, o projeto parou. Durante a pandemia, alguns grupos estavam realizando as atividades de forma remota.

No momento, o projeto volta de forma gradual, para atender crianças e adolescentes que estão em vulnerabilidade social. Para a volta das atividades várias situações foram analisadas, como por exemplo o tamanho do local e das salas, mantendo o distanciamento, com local arejado. Com isso, foi decidido que serão oito alunos por sala, sendo que o educador e oficineiro será único por sala, acompanhando o período todo a oficina.

Com início das atividades na segunda-feira (19), ao todo serão atendidos 64 usuários, 32 na parte da manhã e 32 na parte da tarde. No mesmo projeto serão atendidos adolescentes que farão aula de música e aula com uma escola circense que ficará no município durante três semanas. Ambos serão no mesmo local, mas na parte externa.