Secretaria de Saúde de Rio Azul oferece cinco terapias integrativas e complementares

Tratamento trabalha a pessoa como um todo, na questão física, emocional, mental e espiritual

Jaqueline Lopes

A Secretaria de Saúde de Rio Azul disponibiliza para a população cinco terapias integrativas e complementares, que vão ajudar no tratamento de várias doenças e acrescentam nos tratamentos já realizados pelos pacientes. As práticas são feitas por terapeutas capacitados e são gratuitas.
As terapias oferecidas são: auriculoterapia (acupuntura na orelha); florais; Ayurveda; reiki e fitoterapia . Todas elas trabalham a pessoa como um todo, na questão física, emocional, mental e espiritual. As terapias vieram para complementar os tratamentos que os pacientes já realizam com o médico.
A farmacêutica e também terapeuta, Jaqueline de Camargo, explica que as terapias também servem como preventivo para outros problemas de saúde. “São terapias que, geralmente, a gente paga. Mas o SUS disponibiliza, e a gente tem a possibilidade de dar esse tratamento para a pessoa sem custo, e aí temos feito a partir de uma livre demanda, a medida que as pessoas têm necessidade”, comenta.
Apesar de ser um programa novo em Rio Azul, a população tem aderido a ideia e está realizando os procedimentos. “A demanda está bem grande, estamos muito felizes com isso, porque a gente está vendo que as pessoas estão procurando. Temos relatos de pacientes que estão vendo resultados positivos, de pessoas que estão diminuindo os remédios de dores. As terapias estão funcionando bem”, disse a Maria Elaine Pacanaro, coordenadora da Atenção Básica do município.

“A terapia alternativa veio para complementar o tratamento instituído pelo médico. É uma associação de vários fatores para contribuir na melhora do paciente”. – secretária de Saúde de Rio Azul, Cristiana Maria Schuvaidak

Uma amostra disso é o relato do morador da Vila Girardi, Guilherme França Filho, ele faz a acupuntura há 20 dias e já teve resultados. “No quinto dia já apareceu melhoras, principalmente no sono, eu tinha um sono conturbado à noite e melhorou bastante. As dores melhoraram na coluna principalmente. Vou continuar a fazer, venho a cada 15 dias. E recomendo para quem precisar e tiver problemas de saúde, é muito interessante. Vale a pena”, destaca.
A ideia de implantar as terapias integrativas e complementares surgiu de uma demanda do município, principalmente na pandemia, em que muitas pessoas apresentam quadro de depressão e ansiedade. Além disso, essas são técnicas milenares. “Nós, dentro da Saúde pública, temos que pensar em qualidade de atendimento. A nossa obrigação é dar remédio, consulta, mas precisamos dar algo a mais para o nosso paciente. A terapia alternativa veio para complementar o tratamento instituído pelo médico. É uma associação de vários fatores para contribuir na melhora do paciente”, observa a secretária de Saúde de Rio Azul, Cristiana Maria Schuvaidak.
A Secretaria já tem planos de ter um espaço especifico para poder atender aos pacientes das terapias integrativas, por exemplo, montar um Centro de Qualidade de Vida, local onde as pessoas possam buscar uma equipe multidisciplinar.

TERAPIAS

Oriculaterapia (acupuntura na orelha): é uma parte da acupuntura, em que é feita a aplicação da agulha, sementes ou esferas no pavilhão auricular, e traz o reflexo do corpo todo em que consegue pontuar algumas situações. Trabalha os sintomas e sinas que o paciente relata. Também a questão mental de raciocínio, concentração e sinais de sintomas físicos;


Florais: atualmente, a Secretaria trabalha com florais de Bach, que são essências para dores específicas. Essa terapia trabalha o emocional;
Ayurveda: é uma prática que faz uma reorganização da pessoa na questão energética, alimentar, de posturas. Na Secretaria, eles trabalham mais com a questão alimentar;


Reiki: é uma terapia de imposição de mãos, em que trabalha a questão energética do paciente. “O que vemos que a energia da pessoa interfere tanto nos sintomas físicos quanto no emocional, na questão mental e também espiritual, não na religião, mas vinculada a fé, o conhecimento de você no universo”, comenta Jaqueline. Essa terapia consegue a organização da energia.
Fitoterapia: é a indicação de plantas medicinais, com o propósito de auxílio e tratamento.

AGENDAMENTO 

As terapias são oferecidas na Secretaria de Saúde todos os dias, e podem ser agendadas direto na sede. A terapeuta Juliana faz a auriculoterapia, florais e Ayurveda, na parte da tarde. E na Saúde da Família, do ACS, quem atende é o Ademailson, que faz as terapias de reiki e fitoterapia no prédio da Academia de Saúde, também todos os dias, pela manhã. Local onde também pode ser agendado. Conforme a demanda, a equipe pretende expandir a agenda 
Ademailson realizando o Reiki (terapia de imposição de mãos) – Foto: Reprodução Secretaria de Saúde de Rio Azul