Serviços de manutenção de estradas rurais segue cronograma da Secretaria de Obras

Para a realização desses serviços a Secretaria conta com duas patrolas, um rolo compactador, quatro retroescavadeiras, uma escavadeira hidráulica, um trator de esteira, seis caminhões e duas pá carregadeiras
Augusto Travensolli

Seguindo os protocolos sanitários e decretos municipais /estaduais, os serviços de manutenção da Secretário de Viação, Obras e Urbanismo de Fernandes Pinheiro seguem sendo realizados cotidianamente. Com 18 localidades rurais, divididas em toda a extensão da cidade, os trabalhos cumprem o cronograma buscando maior escoamento e mobilidade para a população.

Nesta semana, as frentes de trabalho estão realizando terraplanagem na comunidade dos Lopes, cascalhamento e alargamento das estradas em Assungui e Bituva dos Machados, além de serviços gerais em Angaí. “Nosso foco é a manutenção geral do município. Sabemos que sempre teremos serviços emergenciais e temos que estar preparados pra isso. Temos como meta o alargamento de estradas de roça, cascalhamento e patrolamento nesses locais. Os serviços essenciais, como terraplanagem, ponte, bueiros nunca param e buscamos atender toda a população”, conta o Secretário de Viação, Obras e Urbanismo Diego Augusto Wagner. 

Para a realização desses serviços a Secretaria conta com duas patrolas, um rolo compactador, quatro retroescavadeiras, uma escavadeira hidráulica, um trator de esteira, seis caminhões e duas pá carregadeiras. Além de veículos leves que são utilizados para o deslocamento das equipes.  “Nosso serviço segue adequado com todas as regras sanitárias. Dividimos nossas frentes sempre com o máximo de cuidado. Quando estão todos no pátio, orientamos a todos a utilização das máscaras e uso do álcool gel para continuarmos nossos serviços e seguir o cronograma”, diz Diego.

Fernandes Pinheiro possuí uma população de 5932 habitantes com cerca de 64% desses residentes na área rural. O agronegócio é o principal recurso econômico da cidade, com fazendas de cereais, produtores de leite, fazendas com florestas, gado de corte e a indústria madeireira, com significativa contribuição para a geração de empregos, agregando valor aos produtos e subprodutos da madeira.