Teixeira Soares recebe tubos de concreto que serão utilizados na contenção de erosões, ravinas e voçorocas.

Ao todo, o município receberá 702 tubos. A programação de utilização será de acordo com as prioridades da cidade. O planejamento abrange as localidades da Vila Nova e região Central

Nesta semana, a Prefeitura de Teixeira Soares recebeu o primeiro lote de tubos de concreto que serão utilizados para serviços de drenagem e canalização de águas pluviais. Os tubos foram adquiridos através de convênio firmado entra a Prefeitura com o Instituto Água e Terra (IAT) que viabilizou a doação de tubos de concreto para e execução e ampliação de emissários de galerias de águas pluviais, com o programa de combate a erosão urbana.

Ao todo, Teixeira Soares receberá 702 tubos. A programação de utilização no município será de acordo com as prioridades estipuladas pela Secretaria de Meio Ambiente. O planejamento abrange as localidades do bairro Vila Nova e Centro, áreas que sofrem constantemente com erosões e desmoronamento.

O município pretende solucionar o problema com um projeto que consiste em serviços que incluem o corte e regularização da área afetada, implantação de dispositivos de drenagem pluvial e de estruturas de contenção das mais diversas, com o objetivo de estabilizar e recuperar áreas com risco de deslizamento de terra.

CONVÊNIO INSTITUTO DAS ÁGUAS

O Instituto Água e Terra (IAT) é uma entidade autárquica, do estado do Paraná, sendo atualmente vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo. O instituto, que possui autonomia administrativa, de gestão financeira e patrimonial tem como objetivo proteger, preservar, conservar, controlar, fiscalizar e recuperar o patrimônio ambiental, buscando melhorar a qualidade de vida, promovendo o desenvolvimento sustentável com a sociedade.

Para realizar o convênio para aquisição dos tubos de concreto, a prefeitura de Teixeira Soares, através da Secretaria de Meio Ambiente, realizou um projeto, apresentando os pontos críticos de erosão e a necessidade de intervenções nessas áreas. “Portanto, através dessa parceria, quando aprovado o projeto, o instituto nos fornece esses materiais. A partir disso nós temos a responsabilidade técnica de execução da obra, seguindo os protocolos e regras apresentadas no projeto. Nós possuímos muitos pontos que necessitam de uma manutenção aqui na cidade, por isso, para que possamos dar mais condições a essas pessoas procuramos parcerias e projetos, para melhoria das condições da população”, destaca a Secretária Municipal de Meio Ambiente, Ecologia e Recursos Hídricos, Patrícia Rodrigues de Almeida.