Confidencial
Judicialização do Covid-19

Decisão Partilhada

O prefeito Jorge Derbli tem se reunido constantemente com representantes do comércio (ACIAI) e com representantes da indústria para tomar as decisões que afetaram Irati. Isto esta ocorrendo desde que os setores do comércio e da indústria solicitaram a retomada dos serviços. As reuniões têm acontecido várias vezes na semana, em que os assuntos são debatidos para a tomada de decisão.

 

Dúvida

A decisão da abertura ou não do comércio de Irati será tomada em reunião nesta sexta (3), na parte da manhã. A judicialização do coronavírus em Irati e na região esta criando uma incerteza por vários ângulos. A população está dividida entre voltar e não voltar, enquanto os empresários, que também estão divididos, agonizam com suas empresas paradas.

 

Judicialização

Desde o último sábado, o Ministério Público do Paraná se manifestou em vários municípios. Em parte deles recomendou que permaneça tudo fechado, em outros questionou os critérios para uma possível abertura do comércio. Prudentópolis, Imbituva e Guamiranga que abririam esta semana mudaram de opinião e, preventivamente, decidiram por manter o comércio fechado, como recomenda o estado. Rio Azul e Rebouças reabriram já no início da semana. Em Irati, uma ação que foi posta com decisão liminar para que as indústrias se mantivessem fechada, foi derrubada no TJ na manhã da sexta (3).

 

Prorrogação das eleições

A crise do Coronavírus trouxe muita incerteza para os que organizam os partidos políticos, ou vão concorrer ao próximo pleito. E com o isolamento social, e fase mais crítica da pandemia, o que mais se cogita é se haverá postergação da data da eleição municipal. Muitos falam de uma unificação das eleições municipais com estaduais e nacionais. Outra tese é apenas prorrogar a data até que seja possível realizá-la. Um consenso existe. Em Outubro é muito difícil que ocorra.

 

Prorrogação II

A deputada Leandre Dal Ponte (PV) disse que existe no Congresso  já a algum tempo, um movimento no sentido de unificar as eleições. Isso voltou à tona agora. “Mas não é uma conta fácil de achar consenso”, disse a deputada. Tudo vai depender do tempo que teremos que incentivar o isolamento social. Tudo indica que poderá haver prorrogação de prazo da data da eleição municipal. Mas, até o momento, nada oficial.

 

Prorrogação III

Já o deputado federal Evandro Roman disse que “se necessário será adiado o suficiente para sair da crise da pandemia”. Ele não acredita que haja em Brasília força suficiente neste momento para unificar as eleições. “A sinalização é para que não haja a  unificação para 2022”, disse o parlamentar e presidente do Patriotas.

 

  Kubaski é pré pelo Cidadania

O ex-prefeito, Celso Kubaski, volta a participar do quadro eleitoral de Imbituva. Ele é pré-candidato a prefeito pelo Cidadania, antigo PPS. Além de Kubaski, o atual presidente da Câmara de Vereadores, Danilo Paes do Nascimento (Tôto), o vereador Robson Montanha e a ex-presidente, Marilena Rodrigues dos Santos, e os ex-vices prefeitos, Pastor João, somam-se a sigla. Kubaski ressalta que o grupo está fortalecido e motivado para encarar mais um pleito.  

 

 Curiosidade

 Dois fatos me chamam a atenção em 
 Rio Azul. O primeiro é de que, segundo contam, a mãe de aspirante a prefeito esteve fora do país  (Europa),  voltou e não cumpriu quarentena. Fato grave se for de fato, que coloca em risco a população.   Outro,é de que a Câmara de Vereadores, liderada pela oposição, deu uma carta branca para o prefeito agir na pandemia. E foi via documento oficial. Na hora que o “bicho pega” terceirizam a responsabilidade e  saem de cena. Vão cumprir isolamento social e deixe o prefeito que cuide do Covid-19.

 

  Nei foi para o PV

 O presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral, que até então estava filiado ao  PDT, deixou a sigla e filou-se ao PV da deputada Leandre Dal Ponte. Nei já havia comunicado na tribuna da Câmara que deixaria o partido e migraria para uma legenda de apoio ao prefeito Jorge Derbli. Com o fim da janela, Cabral já esta oficialmente no PV, em que deve disputar o próximo pleito. Agora, a bancada do partido subiu para três vereadores: Rogério Kuhn, Zequinha Bodnar e Nei Cabral, e pode, até sábado, chegar a quatro.

 

 

 Maior bancada

Até então, o PSDB ainda é a maior bancada na Câmara de Irati com quatro vereadores. A partida de Bartoski para o PSD abriu espaço para o PSDB trazer vereadores como Marcelinho Rodrigues e Wilson Karas. Somados a Soldado Elias e Schereda, o partido terá, oficialmente, quatro vereadores. Mas, o partido ainda tem uma grande retaguarda com os pré-candidatos que engrossam as fileiras da sigla.

 

 Amilton Kominitski foi para o DEM

Somado a outros nomes tradicionais da política, o vice-prefeito, Amilton Komintski, após se afastar do secretário e deputado Sandro Alex, deixou o PSD e filiou-se ao DEM, partido pelo qual deve concorrer a vereança. O DEM é um partido que vem se fortalecendo a nível nacional e terá na região vários candidatos a prefeito e está muito próximo de Derbli atualmente. Ainda, nesta sigla tem um mago da política alojada nela. Prestem atenção nele!!!

 

Mudança de Rumo

Havia fortes rumores e com lógica que Gilberto Laroca se filiaria ao DEM ou Podemos. Mas, a informação mais quente é que  Laroca, uma das mais representativas lideranças do Pinho de Baixo, que deverá disputar o cargo de vereador, se filiou ao PSD  de Emiliano Gomes. Laroca pediu orientação ao deputado Evandro Roman (Patriota) onde deveria se filiar. Em visita a “obra do Pinho” Roman teria orientado que deveria se filiar onde estivesse mais a vontade, desde que fosse na base de Derbli, o que não aconteceu.

“A política é uma prata, tal que eu aconselho todos a não se meterem nela.”

Thomas Jefferson

 

“R$13 Mi

Valor que o MPE doará ao combate do Coronavírus. O valor é oriundo de acordos de leniência firmados no âmbito das operações Rádio Patrulha e Quadro Negro

 

Rogério está liberado

Rogério da Silva Almeida, ex-prefeito de Mallet, está liberado para disputar a prefeitura do município. Ele recorria de um julgamento político que teve em seu desfavor na Câmara de Vereadores. Mas, recorreu e teve, esta semana, uma decisão habilitando-o a disputa. A Câmara, contrariando parecer do TCE --que era pela aprovação das contas do ano de 2014 do mandato do então prefeito; usando de estratégia política, reprovou as contas de Rogério. Segundo Almeida, a intenção era deixá-lo fora da disputa da prefeitura, “fato que, até o momento, não conseguiram”, comemora Almeida.

Assista o depoimento do ex-prefeito: 

 

 

 

Cleo fez chapão no PSD

A prefeita Cleonice, segundo informações, fez um chapão e abrigou todos os seus preferidos no PSD por onde vai disputar a prefeitura. Segundo interpretação local, a prefeita usou o DEM, PP e o PSB apenas como massa de manobra. Segundo informações, ela apenas escolheu os que interessavam ao seu jogo, mas terá contra uma grande bancada na Câmara de Vereadores.

 

politica em marcha lenta

Não é hora de falar em política

O Prefeito Jorge Derbli, durante coletiva que concedeu esta semana para falar do coronavírus, disse que o momento é de esquecer a política e pensar na saúde da população. E parece que o prefeito tem o apoio de vários políticos não só de Irati, mas de toda região. Ele ainda convocou a toda classe política que contribuam com sugestões eficazes de combater está pandemia que vai afetar a saúde e as finanças de todo o país.

Prorrogação das eleições

Com a chegada da pandemia ao Brasil, num momento em que está aberta a janela partidária, que é um momento importante para construção e determinação das candidaturas de outubro, traz alguns questionamentos. Um deles é sobre uma prorrogação da agenda eleitoral. Como se vai trabalhar as filiações se a recomendação é ficar isolado? Como a justiça eleitoral vai ver isso? Será que teremos um retardamento das eleições? E se houver, haverá tempo para as prestações de contas eleitorais? Ou será que este seria o melhor momento de unificar as eleições estendendo os mandatos por mais dois anos? Este assunto já está incomodando a mente de grandes políticos da capital.

Novela

O presidente da Câmara de Irati, que anunciou em sessão anterior que comunicaria em que partido iria se filiar, transformou o fato numa novela. No uso da palavra ele apenas contou que se desfiliou do PDT, em que ficou por anos. Mas o partido para onde vai será anunciado em outro capítulo. Também, Marcelinho que teria confirmado que iria ao PSDB, deixou dúvidas no ar. Ele deixa o PP e deverá estar na base de apoio do prefeito Jorge, mas sem anunciar a Sigla.

E Hélio, para onde vai?

Já o vereador Hélio de Mello, um dos mais tradicionais membros do “MDB de Guerra”, deve deixar o partido. O namoro mais adiantado é com o PV, mas não houve trocas de aliança até o momento. O PV está com uma chapa repleta e é um dos partidos que está na órbita do prefeito Jorge Derbli. Outro vereador de expressão eleitoral é Wilson Karas que deve decidir sua vida nos próximos dias. E olha como anda sendo visitado.

Decisão

O vereador Roni Surek, ainda do PROS, deve mudar de partido nos próximos dias. Na semana passada, havia nos bastidores afirmações quase que realistas que ele iria para o PSD. Mas, uma pessoa ligada à turma do PDT disse que uma votação entre executiva do partido para decidir se aceitariam ou não Roni. A votação foi apertada, com diferença de um voto. Só não disse se pelo sim ou pelo não. Com a palavra, o PDT local.

Estratégia

É fácil saber por que alguns vereadores, embora já tenham se decidido, ainda não anunciaram seus novos partidos. Este ano, com o fim da coligação, não permite que os ajustes aconteçam nas convenções como nos outros anos. Este é o momento de ajustar a estratégia e montar o time ideal conforme cada cenário. E a entrada de cada candidato é analisada para ver se o partido fica pesado, ou não, para se eleger. Estratégia neste momento é tudo.

Câmara será apenas online

O presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral, determinou que a partir da próxima sessão, será realizada a transmissão online, sem a presença de público. Isso se deve a onda do coronavírus que se expande pelo país. Já em Rebouças, as sessões ordinárias da Câmara de Vereadores foram suspensas pela presidente Elizabete Piani.

 

  “A missão do político não é a de agradar a todo mundo”.

  Margaret Thatcher

 

Osnei é pré-candidato pelo DEM

Com a presença do deputado Federal Pedro Lupion (DEM) o vice-prefeito, Osnei Stadler, se filiou ao Democratas, partido pelo qual deve disputar as próximas eleições a vaga de prefeito do município. Osnei é vice de Adelmo Klosowski(PSDB) e vem atuando junto na administração, que tem obtidos altos resultados. Na oportunidade, ele recebeu apoio do deputado Lupion que será um dos interlocutores do município junto ao Governo Federal. Lupion anunciou emendas que somadas passam a casa de R$ 1 milhão. Osnei assumiu a presidência do DEM municipal e recebeu a filiação da vereadora Soraia que deixou o PHS.

                         “R$ 100 Mi”

Valor que o governador Ratinho Junior está abrindo no orçamento para combater o coronavírus

 

Todos Juntos contra o Corona

O governador Ratinho Junior se reuniu com o presidente da ALEP, Ademar Traiano, e com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Adalberto Xisto Pereira, o procurador-geral de Justiça, Inovei Sffogia, e a diretora-geral do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), Luciane Gonçalves Franco, para apresentar todas as medidas que estão sendo tomadas para controlar a circulação do coronavírus no Estado. A intenção, explicou Ratinho Junior, é encontrar em conjunto as melhores soluções para que a população paranaense seja minimamente impactada pela doença, tanto em questões de saúde, quanto em aspectos econômicos. “Vamos trabalhar juntos para que o prejuízo seja o menor possível para a sociedade”, afirmou o governador.

Janela agita bastidores da politica

Compromisso Assumido

O deputado Federal Evandro Roman, parlamentar que mais destinou recursos para Irati, esteve na cidade na última sexta-feira (6). Ele, junto do prefeito Jorge Derbli e lideranças, visitaram a obra de pavimentação que liga a BR 277 ao Pinho de Baixo. Foram liberados mais de R$ 4 milhões para a obra, recurso que já esta no caixa da prefeitura. Na oportunidade, Roman confirmou que vai colocar mais uma emenda para que a pavimentação chegue até a capela da comunidade.  

Mulheres na política

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher um grupo de lideranças femininas realizaram o evento “Painel Para Mulheres”. O objetivo foi de despertar o interesse pela atuação na política, principalmente, nos cargos eletivos. O evento teve mulheres de vários segmentos, e foi marcado pela presença de mulheres que já atuam na política como a vice-prefeita de Teixeira Soares, Juliana Belinoski, e a vereadora Betinha, que é presidente da Câmara de Teixeira Soares. Na organização, estiveram Jussara  Harmuch, Amanda Gryczynski, Maria Helena Sékula, Rubia Zarpelon, Ieda Waydzik, Tania Marina Vicente Leite e Marli Trapli. Na foto, Daniele da Conceição Andrade, vereadora de Rebouças,  Elizabete Piani, vereadora e presidente da Câmara de Rebouças, Amanda Gryczynski, uma da idealizadoras, Juliana Belinoski , vice-prefeita de Teixeira Soares, e Maria Luiza Belinoski, vereadora do mesmo município.

Roni no PSD

Corre a boca pequena, como dizia o ex-prefeito Rodrigo, que o vereador Roni Surek, atualmente no PROS e disputou a última legislatura apoiando o ex-alcaide, agora, deverá se filiar ao PSD do prefeiturável Emiliano Gomes. Roni deverá se somar a Nivaldo Bartoski, que esta trocando o PSDB pelo PSD, Nego Jacumasso que saiu do PSD e esta de volta e, ainda, um dos candidatos que deve ter maior expressão dentro da legenda, Marcio José Fernandes, sobrinho do empresário Ticão Prado.

Na Canela

O presidente Nei Cabral no uso da tribuna afirmou que na próxima sessão deverá usar a tribuna pra anunciar em que partido deverá se filiar. Sabemos que é da base do prefeito Jorge. Mas Cabral aprendeu a alfinetar. Ainda na tribuna, ele elogiou dois secretários. Um foi o Becão, que assumiu o serviço no interior, no lugar de Stadikoski. O outro foi Marcel de Deus, na Indústria e Comércio. A este, Cabral falou e frisou que deveria ter assumido a secretária há 12 meses antes. Casual ou não, período que Emiliano esteve no cargo.

Fabio Seidel filia-se no PSC

O cadeirante tetraplégico que movimentou a política reboucense, Fabio Seidel dos Santos, já anunciou o partido pelo qual ele está se filiando e deve confirmar sua pré-candidatura. Convidado pelo deputado Paulo Martins, deputado bolsonarista e crítico ao PT e seus tentáculos, Fabio afirmou que vai assinar a ficha do PSC. Partido bem posicionado e da base do governador, faz um embate ao atual prefeito Zak (PSD).

E Irati?

O prefeito Jorge reuniu lideranças dos partidos que estarão no seu entorno numa reunião com pré-candidatos na última quarta (3). PSDB, PV, PODEMOS, e DEM estiveram discutindo estratégias e melhor distribuição de candidatos. Chamou a atenção a participação do vice, Amilton Kominitski, que é PSD, mas promete deixar o partido e acompanhar o prefeito como candidato a vereador na base de Derbli. Na manhã da quinta (4) , Derbli esteve com a deputada Leandre (PV) e Cezinha Silvestre em Guarapuava dando sequência as articulações.

Rumores

Mas os rumores e conversas ainda estão indo além. Informações de cocheira dizem que muitas conversas entre o vereador Alessandro, que buscava o comando do PSC, e integrantes do time de Fabio prosperaram no sentido do vereador disputar a eleição pelo PSC. A propositura do nome de Fabio mudou muito o jogo e está colocando os neurônios dos políticos em fervura.

Mais um candidato

O cenário vai mudar muito até as convenções. Em Inácio, onde o cenário apontava para dois candidatos, houve uma mudança. Alvaro Pasqualin (Batata), que dava indícios de declinar da disputa, confirmou junto ao Deputado Hussein Bakri, que deverá disputar o cargo de prefeito. Batata quer um espaço para expor as suas propostas para Inácio Martins.

60 dias

O Padre Marcos Méleque que pretende concorrer a prefeitura de Inácio esta a pleno vapor. Ele afirma que vai manter seu ritmo normal e pretende se afastar do seu sacerdócio nos 60 dias que antecedem a eleição. Segundo ele, os quesitos eclesiásticos não são abordados pela lei eleitoral, mas por uma questão de respeito deverá tomar esta atitude.  

Hussein em Irati

O deputado e líder do Governo, Hussein Bakri, este em Irati na terça a noite onde se reuniu com lideres do PSD e na quarta de manhã onde entregou três veículos do estado as suas respectivas entidades. Hussein ainda aproveitou para manter contato com lideranças de cidades da região como o presidente da Câmara de Guamiranga, Nathan Pontarolo, e com o vereador Leandro Jasinki, de Rio Azul.

Distribuição e estratégia

O prefeito Jorge Derbli está numa fase importante do período pré eleitoral. Como outros tantos, agora estão distribuindo taticamente os candidatos nos partidos da base. O que se enxerga é os partidos de apoio PSDB, DEM, PV e PODEMOS, juntos podem reunir 60 candidatos a vereador no em torno de sua candidatura, se preenchida todas as vagas. Um bom time que deve fazer a diferença no jogo. 

                                       "R$ 4 mi"

          Valor investido na primeira etapa do asfalto do Pinho de Baixo

 

E os Lucas?

A família Lucas deve fortalecer a sua base voltando mais ao PSC, partido próximo do governo. Está conversando com vários partidos que têm sua simpatia, mas nenhuma definição. Já sentaram com o PSD, de Emiliano, O PDT de Odilon, o PSL de Ico Ruva, dentre outros. Mas estão cautelosos. As informações que chegam é que planos mirabolantes e composições de risco ou cabresto não caberão em seus planos. Mas eles têm pique e não surpreenderia com uma candidatura a majoritária.

E não mais foguete!!!

O vereador Rogério Kuhn (PV) esta incomodado com o som dos foguetes. É de sua autoria um PL que tramita na Câmara de Vereadores proibindo que foguetes com estampido (estrondo) sejam utilizados no quadro urbano de Irati. Segundo ele, o barulho dos foguetes traz muito mal aos animais e até seres humanos, principalmente, aqueles que se encontram com saúde fragilizada.O projeto foi apenas para leitura.      

 Não estou fazendo mais que a minha obrigação. Mas como é bom fazer nossa obrigação bem feita”

Deputado Federal Evandro Roman

Tostão contra o R$ milhão

Em Fernandes Pinheiro deve ter uma boa disputa do tostão contra o milhão. O presidente da Camara de Fernandes Pinheiro Rosene Pabis esteve com o ex deputado e presidente do MDB estadual João Arruda onde assinou sua fixa de filiação partidaria. Rosene esta animado e se diz  pre-candidato a prefeito pela sigla. Nesta foto vemos três defensores da prefeita Cleonice subir agora em palanque de oposição a ela. Segundo a fonte Arruda que tem planos maiores, prometeu apoio incondicional a Rosene devido aos fatos da ultima eleição.

Oziel No PSL

Mas não para por aí. O ex prefeito Oziel que deixou o PSD filiou-se ao PSL, mostrando que pode não estar fora do jogo. Oziel tem recebido incistentes pedidos da população para que volte a prefeitura e já percebe-se uma brasa mais acesa la pelos Bituva. Alem do PSL tem apoio do PSC e Podemos.  Não seria de estranha ver uma dobrada formada por Oziel e Rosene. Só para lembrar, em tempos anteriores eles já estiveram no mesmo palanque, o que ajuda a costura final.  

 

Esta aberta a "janela"

Distribuição de Ambulâncias

O governador Ratinho Junior, fez ontem (4) a entrega de várias ambulâncias para o estado. O prefeito Jorge Derbli recebeu três veículos. As indicações foram do deputado Nelson Justus, do deputado Artagão Junior e do subtenente Everton. Na foto, Derbli está com o secretário de Saúde, Beto Preto. Também, Rodrigo Solda, Bertoldo Rover e outros prefeitos estiveram na entrega.

Padre Candidato?!

Em Inácio Martins, poderemos ter um embate diferente nas próximas eleições. “Informações de Cocheira” dizem que a disputa pode ser polarizada padre da cidade contra o atual prefeito. O cenário está começando a se desenhar neste formato. O filho do ex-prefeito Silvino, Álvaro Pasqualin, “Batata”, segundo informações, pode estar declinando da disputa. Por outro lado, a turma ligada ao ex-prefeito Marino não está quieta. Mas a surpresa pode vir da candidatura do Padre Marcos Méreque, que pode ter como vice a mulher do ex-prefeito Marino, Sida Kutianski, ambos do PSB. Se isso acontecer o cenário deu uma reviravolta, uniu grupos e a “peleia” vai ser grande. Aí aparecem os traumas pra quem já teve eleição ganha.

Janela para Câmara

A partir do dia 5 até o dia 4 de abril, está aberta a janela para que os vereadores possam mudar de partido. Já na Câmara, a migração do presidente Belo, que deixa o Podemos para ingressar ao PSD do prefeito Junior, mostra que a possibilidade de Batata declinar pode se confirmar, uma vez que, Batata e Belo eram próximos. Em contra partida, Laureci que é oposição a Benato, vai deixar o PSDB e deve ingressar no Podemos. Sid Lopes que estava no PSB vai para o PV. A vereadora Sandra, que estava no PR, vai seguir o mesmo caminho e deve ingressar ao PV. Os outros vereadores devem ficar nos partidos que estão.

1º Km

O deputado líder do Governo, Hussein Bakri, anunciou na tarde da quarta o primeiro km pavimentado da estrada de Irati a São Mateus do Sul. Esta é uma obra importante para o desenvolvimento da região. Junto com o governador Ratinho Junior, foi anunciado em União o primeiro Colégio Militar da região que começa a funcionar no próximo ano.

De Fato

O secretário chefe da SEIL, deputado Sandro Alex, anunciou a entrada oficial do prefeito Luiz Zak e do secretário de finanças Vicente, ao PSD de Rebouças. Na foto, também esta o até então detentor do partido na esfera local, Chico Cabral, que já foi nomeado como diretor de planejamento do município. Mostra que acordo fechado, é acordo fechado.

Vereadora quer mordaça na imprensa

A vereadora Marisa utilizou espaço na sessão da Câmara para pedir ao presidente do legislativo municipal de Mallet para tomar providências quanto a rádio Comunitária. O fato é que a rádio transmite momentos da sessão da Câmara do município, e com isso mostra as discussões entre os edis. Isso incomodou a vereadora que resolveu pedir uma mordaça na imprensa local. Ela sugeriu que a Câmara utilize os advogados para fechar a rádio. “O senhor tem que ver, presidente, se a Rádio Continua ou não continua”. A vereadora precisa entender que as sessões são públicas e a questão não é a rádio, mas, sim, a atuação do legislativo local.

Posicionamento correto

O presidente Nei Cabral teve uma atitude firme na ação desta semana. Durante a participação do proprietário da empresa Transiratiense, que faz o transporte público local, e teve sua saúde financeira agravada após a aprovação de lei que diminui a idade para isenção de passagens, um vereador quis se sobre por dizendo que a lei deveria ter sido melhor discutida e se ele tivesse acesso não teria votado favorável. O presidente com tom forte lembrou que a lei ficou mais de 20 dias na Câmara para conhecimento de todos os parlamentares, passou pelas comissões e foi votada em dois turnos. Portanto, não há como tentar se escapar da culpa pelo que aconteceu.

Minha Culpa, minha tão grande culpa...

A atitude dos vereadores foi positiva. Em sua maioria, não procuraram se esquivar do problema, mas assumir a responsabilidade sobre a lei. O problema agora é resolver dentro da legalidade. O presidente Nei Cabral convidou os três vereadores, Rogerio Kuhn, Marcelinho Rodrigues e Soldado Elias, para montar uma comissão e analisar a melhor saída para o assunto. Eles já tinham se posicionado em plenário sobre a questão. Eles deverão estar em contato com a empresa para realizar a captação de dados e atuar em conjunto com a Transiratiense.

Não me venha com churumelas

O vereador Roni Surek tentou se justificar sobre o voto da lei que afeta o transporte público local. Mas não há como justificar o injustificável, ou procurar tentar sair de bonzinho. Não foi verificado as consequências da lei, mas sim os ganhos políticos. Agora, tem de resolver o problema que foi criado pela inobservância de todos.

Ano eleitoral

O prefeito Rodrigo Solda ganhou de presente da Câmara de Rio Azul a abertura de uma Comissão Especial de Investigação (CEI). Com essa atitude declarou-se aberto o ano eleitoral no município, e a oposição mostra que vai utilizar todas as armas cabíveis e possíveis para tumultuar o processo eleitoral e tentar descapitalizar, eleitoralmente, o prefeito, que vai bem. A oposição, que ainda não tem candidato definido, procura, neste momento, “cabelo em ovo”.

Denunciante

O que chama a atenção é que o denunciante foi o ex-prefeito Paulo Girardi, que tem várias denúncias de irregularidades na sua administração. A denúncia foi aceita por vereadores de oposição, os mesmos que não aprovaram os empréstimos para realização de pavimentação e compra de máquinas e caminhões para o município. Mas como o assunto da denúncia não é novo, o prefeito Rodrigo disse estar com a consciência tranquila.

E Irati?

Pra quem acreditava que eu iria deixar Irati sem informação, se enganou. O prefeito Jorge reuniu lideranças dos partidos que estarão no seu entorno numa reunião com pré-candidatos na última quarta (3). PSDB, PV, PODEMOS, e DEM estiveram discutindo estratégias e melhor distribuição de candidatos. Chamou a atenção a participação do vice Amilton que é PSD, mas promete deixar o partido e acompanhar o prefeito como candidato a vereador na base de Derbli. Na manhaã desta quinta, Derbli esteve com a deputada Leandre (PV) e Cezinha Silvestre em Guarapuava dando sequência as articulações.

Por outro lado

Emiliano Gomes se movimenta e, segundo boatos não confirmados, belisca na pessoa do empresário Ticão Prado um possível vice. Mas uma coisa já conseguiu: trazer o sobrinho Marcio para ser candidato a vereador com potencial expressivo. Ainda mais que trafega pelas famílias Prado e Spaki.

E os Lucas?

A família Lucas deve fortalecer a sua base voltando mais ao PSC, partido próximo do governo. Está conversando com vários partidos que têm sua simpatia, mas nenhuma definição. Já sentaram com o PSD, de Emiliano, O PDT de Odilon, o PSL de Ico Ruva, dentre outros. Mas estão cautelosos. As informações que chegam é que planos mirabolantes e composições de risco ou cabresto não é do interesse deles.

Três grupos em Teixeira Soares

A disputa em Teixeira Soares promete mover céus e terra. A candidatura do prefeito Lula pelo PSD, tendo a vice Juliana Belinoski mantida, está praticamente confirmada. Do outro lado, o ex-prefeito, Ivanor Muller, esta assumindo o PP em que deve disputar a prefeitura. Um outro grupo formado pelo presidente da Câmara, vereador Fifo e também pelo ex-vereador Admilson Pires pode inflamar a disputa. Mas tudo ainda na base da especulação.

Rebouças dois vereadores assumem

O vereador Chico Bier (PR), assumiu, temporariamente, a vaga da vereadora Fran Cabral do PSD que se afastou para tratamento de saúde. Por outro lado, o vereador Roberto Tulio do PROS oportunizou pelo seu afastamento para assuntos particulares a participação no legislativo de Marcia Freitas do mesmo partido. Em Rebouças, a participação das mulheres no executivo é significativa.

Candidatos Fora

Embora os prazos de afastamento estejam mais a diante, o governador Ratinho Junior informou nesta quarta-feira (04) que os integrantes do Executivo que pretendem disputar as eleições devem deixar o governo até o final de março. De acordo com o TSE, a desincompatibilização de cargos públicos deve acontecer até quatro de junho por aqueles que querem concorrer aos cargos de prefeito e vice-prefeito. Para os que vão concorrer a função de vereador o afastamento tem de ocorrer até seis meses antes das eleições, até quatro de abril.

                                                            “4”

Próximo dia que encerra a janela partidária para vereadores

“A democracia não faz heróis, enquanto os outros regimes precisam de heróis!” -Rogério Kuhn

Lei Tiririca, pior não fica

Apoio ao Teatro

O prefeito Jorge Derbli recebeu nesta semana integrantes do grupo de Teatro São Francisco de Assis. Eles são responsáveis pela apresentação do Teatro da Paixão de Cristo, encenação que acontece a 25 anos em Irati. Na pauta, ajustes de apoio como som, estrutura e imagens para a apresentação. Este ano, a apresentação volta a acontecer na Sexta-Feira Santa.

Declinou

O ex-prefeito Claudemir Hertel (PSDB) já esboçou que irá declinar de uma possível candidatura a prefeito em Rebouças. Segundo informações de “cocheira”, Hertel acredita que a candidatura de Fabio Seidel seria mais viável para o município. Segundo informações, Fabio tem a motivação que Rebouças precisa e seria o momento de pensar no município e não em questões individuais.

Bartoski

Após toda a cena da última sessão, e ser salvo pelo vereador Shereda , Nivaldo Bartoski teria tirado o PL de honraria de votação. Mas a situação dentro da Câmara ficou mais complicada e também perante o Executivo. O PSDB também não viu com bons olhos o ocorrido, mas isso não difere uma vez que todos aguardam a migração de Bartoski para PSD.

Adormecido...

O vulcão pode estar adormecido, mas não morto. Esta foi a expressão que o ex-prefeito, Oziel Neiverth, utilizou para descrever o seu pensamento sobre a política de Fernandes Pinheiro. Ele disse que não tem intensão de disputar o mando político neste momento, mas não descartou uma mudança de atitude. Oziel estaria sendo muito assediado para disputar o executivo municipal. Quem sabe uma dobradinha com Rosene...

No Podemos

O prefeito Jorge Derbli (PSDB) tem recebido com insistência o convite para migrar de sigla partidária. Após ser convidado pelo prefeito de Guarapuava Cesinha Silvestri, agora, foi o senador Álvaro Dias que ligou fazendo o convite. O Podemos é uma sigla que cresce com independência e bom relacionamento com ambos os governos, tanto do Ratinho, quanto de Bolsonaro.

Visita

O vice-presidente estadual do Patriotas, Dr. Ladislau Obrzut (Lau), anunciou esta semana a visita do deputado Evandro Roman a Irati. Será a primeira visita oficial do deputado que mais trouxe emendas ao município. Segundo Lau, está na agenda uma visita a obra da estrada do Pinho, onde foi empregado um recurso de R$ 4 milhões e que já foi depositado na conta da prefeitura. Roman deverá ser candidato a prefeito de Cascavel.

Candidato em União

Após mudar seu título eleitoral de Bituruna para União da Vitória o ex-deputado federal Valdir Rossoni dá traços de voltar a construir sua vida política. Pelas redes sociais ele anunciou que é pré-candidato a prefeito de União da Vitoria. Segundo a postagem, “A Prefeitura de União da Vitória precisa de um prefeito que tome medidas amargas para, em primeiro lugar, garantir que os aposentados daqui a dois anos não deixem de receber suas aposentadorias, fundo de previdenciário falido .

Pior que está não fica!

Nesta eleição de 2020 vai entrar em vigor a lei “Tiririca”. A lei foi criada para evitar o efeito do candidato que entra na sombra de um que faz grande votação. Agora, o candidato para ser eleito terá de ter 10% ou mais de votos que o Coeficiente eleitoral. Se aplicarmos em hipótese esta regra nos dados da eleição de 2016, apenas 28 candidatos teriam atingido o índice. Esta cláusula pode desmotivar muita gente a concorrer.

                                                  “344”

Votação mínima que um candidato tem de ter em Irati para se eleger com números baseados na última eleição.

“A política é uma prata, tal que eu aconselho todos a não se meterem nela”. -Thomas Jefferson

De Oriovisto

O prefeito Lula e a vice Juliana receberam uma emenda do senador Oriovisto Guimaraes. A emenda de R$214 mil será investida na aquisição de um ônibus escolar para o município. Também, o deputado Aliel Machado destinou uma emenda e R$200 mil para investimento na saúde.

Toda ação tem uma reação

Pré-inauguração 

O prefeito Jorge Derbli participou no último sábado da pré-inauguração do novo templo da igreja da Assembleia de Deus. Além de vereadores, pastores, conheceram a nova construção que vai ampliar a capacidade de fiéis e proporcionar maior conforto. O prefeito parabenizou pela ousadia de construir um templo das dimensões apresentadas.

Emprego e renda

O prefeito Jorge Derbli esteve esta semana em São Paulo abrindo as portas do município. O prefeito está em contato para implantação de uma empresa em Irati que deve gerar em torno de 100 empregos diretos. Segundo o prefeito, a conversa foi boa e está sendo buscado o local para que a empresa se instale. Ainda não se pode confirmar, mas o processo caminha bem.

Recape do autódromo

Através do vereador Soldado Elias, o deputado Federal Pedro Lupion (DEM) destinou a Irati R$420.227,00 (quatrocentos e vinte mil, duzentos e vinte e sete reais) para o recape e revitalização do Kartódromo Ildefonso Zanetti de Irati. O Kartódromo é um local de lazer que pode ser utilizado pela população que quer manter o contato com a natureza, conta Elias. Mas é preciso melhorar a estrutura para ser bem utilizado. Ainda mais que tem talentos revelados por lá, disse Elias. Douglas Goe que é suplente de vereador endossou o pedido.

Título em "vistas"

Pela primeira vez, desde que eu escrevo e acompanho a política local, vejo uma coisa dessa. Um título de honraria ser rejeitado por uma Casa. Isso aconteceu com o vereador Tucho Bartoski (PSDB) de Irati colocou em votação um título de ...ao ex-secretário Anselmo Stadykoski. Mas não é a pessoa homenageada que levou a negação dos vereadores, mas sim a falta de motivos fundamentados pelo vereador.

Coerência na defesa

O vereador Rogério Kuhn (PV) foi o primeiro a defender a reprovação do PL. Segundo Kuhn, sem ofender o suposto homenageado, mas as fundamentações apresentadas pelo vereador Tucho não são motivos para a homenagem. Kuhn afirma que a lei é frágil e é necessário ter uma comissão para filtrar os nomes dos homenageados. Mas o proponente apenas justificou a homenagem com empregos em sua maioria no poder publico municipal. Mas é a ligação política do possível homenageado com o vereador Tucho (proponente) e, também, com o deputado Sandro Alex, são fatores que inibem a análise fria e crua que os vereadores devem ter sobre o homenageado. O vereador afirma que a possibilidade do suposto homenageado seja candidato cria uma dúvida sobre o atual objetivo da homenagem.

Superlativo

O vereador Tucho ainda criou mais um ponto negativo, em que, segundo o vereador Rogério Kuhn, afirma que Bartoski trouxe informações erradas sobre o trabalho do suposto homenageado. Bartoski disse que o secretário teria construído 174 pontes e na verdade, conforme o vereador e líder do prefeito, concluiu que foi apenas 55 em todo o mandato do prefeito Jorge, concluindo-se que o vereador acabou trazendo uma informação errada.

Marcelinho também foi contra

O líder do governo ao dizer que votaria contra, disse que quem recebe dinheiro público tem que prestar conta. E isso não aconteceu segundo o vereador, uma vez que, o motivo de sua saída não foi informado. Ainda, Rodrigues fala que o secretário é apenas um apontador de serviço porque quem realiza o trabalho são os funcionários públicos. Rodrigues ainda disse que seria uma deselegância em relação ao trabalho dos outros secretários.

O resultado

O vereador Tucho Bartoski, como é conhecido, conseguiu acabar com a imagem do pretenso homenageado. Respeitando o bom trabalho e boa conduta, tanto na como secretário, como motorista e outras atividades que exerceu. A forma e a defesa exercida pelo proponente trazem constrangimentos desnecessários e uma exposição que deveria ser positiva em negativa. Que pena vereador. É hora de refletir mais sobre o cargo que ocupa e sobre o que ele causa na comunidade. Para salvar a situação o vereador Schereda pediu vistas ao projeto o que irritou ainda mais o proponente.

Erroooooouuuuuuu!!!!

Além de ter um pedido de vista do PL de homenagem, o vereador Nei Cabral apresentou um requerimento corrigindo um erro de Bartoski. O vereador que representa o Itapará, Tucho Bartoski apresentou ao prefeito Jorge Derbli um pedido para consertar a quadra da localidade. Mas errou o dono da obra. O proprietário da obra é o Governo do Estado. Para corrigir o traçado e atender ao pleito o presidente Nei Cabral apresentou um oficio a Secretaria de Educação pra recuperar a quadra.

Reconhecimento

O trabalho do deputado Hussein Bakri foi reconhecido pela Copel. O líder do governo da ALEP deu o primeiro passo para transforma em lei a regulamentação de espaço que se pode produzir debaixo da rede de alta tensão. Isso faixa de plantio próximo as redes elétricas. Isso permitiu que produtores utilizem a área do eixo central para cultivo de plantas de até três metros de altura e pastagens.

Desconstrução frustrada

Em Imbituva, as ações para tentar tirar o PSD do prefeito Bertoldo não cessão. Uma nova ala de políticos não cessa de realizar ações sorrateiras na tentativa de abalar a relação Bertoldo X Governo. Essa ala, possivelmente, seria dissidente de Bertoldo e teme o direcionamento do seu apoio nas próximas eleições. Mas, membros da executiva do PSD como Eduardo Sciarra, que foi fundador da legenda, confirma que o PSD de Imbituva permanecerá sob o comando de Rover.

Toda ação tem uma reação

Após a nomeação de Chico Cabral no cargo de Secretário de Zak, um novo movimento sacudiu a cidade em termos políticos. O município será precursor de uma candidatura oposicionista ao executivo com extensões desconhecidas. Fabio Seidel, será o primeiro tetraplégico pré-candidato a prefeito de um município no Paraná. Fabio é formado em duas licenciaturas, pós-graduado, mestrado, doutorado e agora está concluindo um pós-doutorado. Ele mostra que sua deficiência motora não compete com sua disposição e inteligência. Além de tudo, como uma de suas formações é psicologia ele quer emprestar sua superação aos cidadãos de Rebouças.

Ranger de dentes

A noticia possivelmente trouxe câimbras intestinais a situação que, habilmente, já tentaram persuadi-lo a sair candidato na chapa de Zak. Mas a resposta foi negativa. Segundo Fabio, ele sempre pensou nesta possibilidade e agora encontra-se pronto pra ela. Ainda sem partido, vê na oposição que o despertou para política um amparo e vê com admiração o ex-prefeito Bepe, o qual poderá ser vice. Uma dobrada como essa é de dar frouxos intestinais aos concorrentes.

                                                 “6.000”

Número aproximado de uniformes entregues aos alunos da rede

“Este vereador faz parecer que todos os agricultores são ignorantes”. -De um agricultor que acompanha as sessões da Câmara Municipal, falando sobre um vereador que vem cometendo gafes em série.

Esquenta o clima político em Rebouças

Das mãos de Michelle

Reprodução

O prefeito Rodrigo Solda de Rio Azul esteve em solenidade de entrega de um veículo zero quilômetro para o Centro de Referência Especializado de Assistência Social do município. O evento aconteceu em São José dos Pinhais e contou com as presenças do governador Ratinho Junior, da primeira-dama Michele Bolsonaro, que fez a entrega dos veículos, e do ministro Osmar Terra. Mas quem aproveitou a oportunidade foi o secretário de Assistência Social de Rio Azul, Rodolfo Solda, que fez uma selfie com a primeira-dama do Brasil.

Aliviando o bolso

A prefeitura de Prudentópolis está inovando este ano no quesito material escolar. Além de doar o uniforme para os alunos da rede municipal de ensino, a Prefeitura tirou mais um peso do bolso dos pais. Está também colocando todo o material aos alunos de forma gratuita. Isso pode descontentar uma parte do comércio, mas em compensação os pais ficam agradecidos devido ao alívio no orçamento doméstico.

Cocari em Imbituva

Assessoria Cocari

O prefeito Bertoldo Rover pode comemorar mais uma conquista para Imbituva. Na manhã da quarta-feira (05), ele recebeu o presidente da Coocari, Vilmar Sebold, o superintendente Comercial e de Originação de Grãos, Éric Heil de Araújo, e a Assessora de Comunicação, Cláudia Carvalho, que oficializaram a implantação da Cooperativa no município. Mais uma vez isso significa geração de emprego na cidade e no campo. O cooperativismo cresce no Paraná e a vinda da Coocari é uma nova porta que se abre para o município e região. Trabalho sério trazendo frutos, né, Bertoldo? Na foto, tem o superintendente de Logística Integrada, Jacy Cesar Fermino da Rocha, o presidente da Cocari, Vilmar Sebold, e o superintendente Comercial e de Originação de Grãos, Éric Heil de Araújo- na ordem em que aparecem.

Dificuldade à frente

A situação financeira pela qual passa o país traz um prejuízo aos atuais prefeitos pela queda na arrecadação e também pelas dificuldades administrativas, que a falta de dinheiro acarreta. Mas isso pode passar de mandato a mandato, porque se a arrecadação não melhorar os próximos prefeitos podem também ter sérias dificuldades populares.

Secretário de Claudemir volta no mandato de Zak

Segundo “informaçõesde cocheiras”, o prefeito Zak acertou sua migração para o PSD de Chico Cabral. De bônus, Cabral, que é o mandatário do PSD no município será nomeado secretário de Planejamento, cargo que já ocupou na administração do ex-prefeito, Claudemir Hertel, opositor de Zak. Para fechar o jogo, a esposa de Cabral deverá ser candidata a vereadora pelo PSD, substituindo a candidatura de Fran, sua filha.

O namoro

O PSD de Rebouças é de “propriedade” de Cabral. Homem forte do secretário Sandro Alex que tem o mando do partido na cidade. O prefeito Zak, que se criou na esquerda filiado ao PT, depois migrou para o PROS, uma forma mais branda de esquerda e, por fim, mudou toda a sua característica migrando para um partido de centro-direita. Tudo isso para bloquear que o PSD de Rebouças tivesse outro candidato avalizado pelo governo. Sim, passo importante para disputa. Traz o apoio importante do núcleo Chico Cabral e por consequência fideliza o apoio do governo, que sempre ajuda em período eleitoral.

Blindagem

Mas ainda existem dúvidas no ar. Zak não vem como presidente do PSD que fica, legitimamente, nas mãos de Cabral que deverá absorver também os correligionários que Zak trazer ao partido. Aí se justifica o cargo de secretário, para dar legitimidade a parceria, e não acontecer nenhuma surpresa nas convenções. Para mostrar o tamanho da amarra, o vice–prefeito, Fabio Chiqueto, declarou o apoio ao líder do governo, Hussein Bakri(PSD). O deputado até então apoiava o vereador Alessandro que é situação, mas tem movimentos de maior rebeldia em relação ao prefeito. O que parece é que o prefeito Zak lidera um efeito de blindagem dos seus políticos e defenestrando qualquer efeito surpresa.

Deserções

Mas esta mudança de ideologia tão repentina do prefeito Zak pode trazer alguns dissabores correligionários. Pessoas que sempre empunharam a bandeira do alcaide estão no momento e, diante dos fatos, se sentindo abandonados ou até mesmo traídos. Já se fala em deserção da militância que sempre defendeu o prefeito. E apenas para lembrar que estamos num país onde os eleitores votam mais no candidato do que nos seus apoios. Momento interessante para ser explorado pela oposição.

Água na Fervura

Em Imbituva, a corrida política está crescendo. Nomes como Geraldo Rocha, Celso Kubaski e Moraes demonstram maior empenho pela disputa. Mas alguns nomes que estão sendo cogitados podem colocar água na fervura de quem pretendia ter uma disputa fácil. Valmor Júlio, Acir Bobato e Fernando Deneka são nomes de peso no empresariado e que muitos esperam ver na disputa deste ano, compondo chapa ao executivo.

                                                          “30%”

Número que reflete a conclusão do asfalto que Liga a BR-277 ao Pinho de Baixo

“Para o bom andamento da política, não pode haver “falsidão”. -De um político local, escovado de traição

Cleonice no PSD

O deputado Sandro Alex, mais votado do PSD em Fernandes, já entregou o partido para a prefeita Cleonice Schuck. Via Whats ele confirmou que a prefeita está mudando para a sigla. Ela deixa o PP, em que apoiou Cida ao governo, e adere à base do governador Ratinho. Mais que importante é lembrar que este partido era em que o ex-prefeito Oziel era o presidente. Também, o prefeito Lula Thomaz de Teixeira Soares já anunciou sua ida para o PSD a convite de Sandro Alex.

Upa parada

Está parada no Conselho de Saúde a autorização para que a UPA de Irati deixe a característica inicial e possa ser utilizada como Pronto Atendimento e Base do SAMU. Segundo a secretária de Saúde de Irati, Jussara K. Hassen, já foram preenchidos todos os quesitos solicitados e mesmo assim o projeto ainda não foi aprovado. O Conselho é um dos passos iniciais. Depois passa pela 4ª Regional de Saúde, SESA, e após é encaminhado ao Ministério da Saúde para que então se tenha a autorização final. Será que tem candidato a prefeito no Conselho? Mas isso não deve ter nada a ver...

Fim dos municípios

Embora nossa região não seja afetada, a PEC que trata da extinção dos municípios com menos de cinco mil habitantes está dando o que falar. Esta semana, uma audiência pública, que encheu a casa, tratou do tema. Mas a movimentação de prefeitos, vereadores e deputados é grande para que o projeto não avance. No evento, foi aprovada a “Carta Paraná” que reage a proposta.

Metade dos vereadores de Irati devem mudar de partido

Guto o Articulador

Esta informação interessa a muitos políticos na região. O governador Ratinho Júnior delegou ao seu chefe da Casa Civil, deputado estadual Guto Silva, a articulação política sobre as eleições municipais deste ano. Guto, além de todo o trabalho no Governo do Estado, cuidará das alianças e dos candidatos que terão o apoio do governador. O trabalho de articulação política de Guto se dará de Curitiba a Jardim Olinda, a menor cidade do Paraná. As informações são de Fabio Campana.

Patrulha do Campo

O prefeito Jorge Derbli participou na quinta-feira (6), de uma audiência pública no Rio Preto. O objetivo foi a Patrulha do Campo que deverá estar na região fazendo serviços entre Rio Preto e Colônia Gonçalves Junior. O objetivo de Derbli é tirar a dúvida dos agricultores e proprietários de terreno, em que a Patrulha vai trabalhar, para adiantar a remoção de cercas e outros fatores. Atualmente, a Patrulha está terminando serviços em Prudentópolis. Em Irati, inicia em março.

Consul em Irati

O prefeito Jorge Derbli recebe hoje (7) o Consul do Peru do PR, Luiz Henrique Sossella Costa Lima. Ele estará de visita a região e fez questão de ser recebido pelo prefeito para estreitar laços com o município. Destas visitas, sempre algum fruto sai e Irati tem muito a oferecer para qualquer país, disse o prefeito.

Cuide Bem

Emiliano Gomes ainda não é de fato, mas é de direito, o novo comandante do PSD de Irati. Na semana passada, recebeu a recomendação do governador Ratinho Jr para cuidar bem da legenda em Irati que terá candidatura própria, uma exigência do partido em todo estado. Emiliano já foi candidato a deputado estadual pelo PSD iratiense. Depois, deixou o partido, foi para o PV e, agora, retorna a legenda com retorno articulado por Sandro Alex.

Dança das cadeiras

A Dança das cadeiras está para começar. Devido a janela que se abre no mês de março, vários vereadores de Irati devem mudar de partido. Apenas Rogerio Kuhn, Soldado Elias, Zequinha e Alberto Schereda devem permanecer nos partidos. Vejam o que pode mudar na Câmara de Irati devido ao fim das coligações:

Hélio de Mello – atualmente no PMDB, deve deixar a sigla, devido ao alto grau de dificuldade para alcançar legenda de mais de 3800 votos. Está estreita a conversa que vai para o PV; Conversas que teria disponibilidade de disputar uma vaga no executivo.

Nei Cabral – presidente da Câmara- Está no PDT de Odilon, onde não tem mais espaço. Devido à proximidade com Derbli, deverá estar num partido de apoio. Será o DEM?

Roni Surek - atualmente no Pros, disse a este colunista que foi procurado pelo PSD via Emiliano, mas confidenciou que tem espaço aberto no PDT do ex-prefeito Odilon;

Marcelinho Rodrigues - atualmente do PP, em que foi candidato a deputado, anunciou na última sessão que deixará a legenda e vai filiar-se no PSDB, partido do prefeito o qual é líder na casa;

Tucho Bartoski - eleito pelo PSDB, deve deixar a legenda. Já está tudo ajeitado para que vá disputar a próxima eleição pelo PSD, uma vez que, se intitula o representante do governador Ratinho Junior e tem ligação estreita com o secretário Sandro Alex.

Rodrigo Solda no PSL

O prefeito Rodrigo Solda, que esteve em Brasília esta semana, está muito próximo do presidente do PSL no Paraná deputado Delegado Francischini. Rodrigo deixa transparecer que disputará a próxima eleição pelo PSL, partido que elegeu Bolsonaro. “Há também o Aliança, partido que Bolsonaro está articulando, mas há tempos de que esteja ou não pronto para a próxima eleição”, disse Rodrigo. Na bagagem, o prefeito ainda trouxe uma emenda de R$1 milhão que será aplicado em asfalto.

Lei da Transição

O vereador Rogerio Kuhn colocou, na última sessão, as metas para o ano. Estabelecer uma lei que normatize o uso das caçambas de entulhos em obras e colocar um projeto de lei que normatize a transição de prefeito, seriam os projetos que mais chamam a atenção. Segundo o vereador, a transição é sempre polêmica, devido aos valores apresentados, mas criar uma lei que normatize os prazos será um passo importante para dar transparência aos números.

Prometer o que compete

O vereador Marcelinho comentou sobre a função do vereador e se referindo ao próximo pleito, ressaltou a importância do vereador conhecer a sua função para que possa prometer apenas aquilo que possa cumprir. Há muitos candidatos que não conhecem a função e assumem responsabilidade de prefeito.

Cabral e os Uniformes

O presidente Nei Cabral comentou sobre a chegada dos uniformes para os alunos das escolas municipais. Nei assinou o empenho da compra enquanto prefeito e nesta semana foi fiscalizar a entrega do material que, segundo ele, veio conforme a licitação. Cabral ainda enalteceu o trabalho do Observatório Social que também acompanhou a entrega.

Acabar com os Pequenos

O senador Oriovisto Guimarães defende a tese da extinção de municípios com menos de cinco mil habitantes que não são autossustentáveis. Vê uma despesa enorme, desnecessária para manter cidades e suas instituições que não passam da condição de vilarejos em países em que a civilização pegou e dinheiro público é tratado com rigor. Informações de Fabio Campana.

Gritaria

A grita foi imediata e forte. A Assembleia Legislativa fará, no sia 12 de fevereiro, às 9 horas, uma audiência pública para contestar a PEC do Pacto Federativo que prevê a incorporação à municípios vizinhos das cidades com até 5 mil habitantes. O deputado Luiz Claudio Romanelli, do PSB, propôs a audiência, com apoio do presidente da Casa, Ademar Traiano.

                                                     50%

Em Irati, aproximadamente, metade dos vereadores da Câmara atual deve mudar de partido

“A máquina política triunfa porque é uma minoria unida atuando contra uma maioria dividida” - Will Durant

Mais candidatos

Especialistas políticos afirmam que, com o fim da coligação, deverá ter mais candidatos ao executivo. Em Irati, por exemplo, temos cinco postulantes já previamente anunciados. O prefeito Jorge Derbli que é um candidato natural pelo PSDB. O ex-prefeito Odilon, ex PT que vai pelo PDT, Emiliano Gomes que está no PSD, Ico Ruva que teria colocado seu nome pelo PSL e Nelsinho Antunes que monta um grupo pelo PRTB. Além disso, ainda se comenta o nome de Felipe Lucas que hora mais movimento, hora menos. Já se comentou também o nome do médico Ladislau Obrzut, provedor da Santa Casa, atualmente, segundo vice-presidente do Patriota, partido de Roman. Parece que os especialistas estão certos.

Derbli lança SAMU em Irati

Atemporal

A inauguração do SAMU, que aconteceu na manhã da quinta-feira (30,) é um marco na atual administração. Isso foi dito pelo prefeito Junior Benato que elogiou o trabalho e a determinação do prefeito Derbli em implantar o serviço. Benato era prefeito em seu primeiro mandato quando se iniciou as tratativas e discussões para implantação do SAMU. Agora, passados uma década, o serviço se torna realidade. Embora a inauguração seja um marco, em poucos dias toda a região estará sendo atendida. Na foto, um registro do prefeito que tem como marco o início das discussões o prefeito da instalação e diretor geral do Consórcio que vai administrar o SAMU.

Esclarecendo as dúvidas

A Amcespar e a AMP trazem a palestra com o Dr. Cassio Prudente Vieira Leite, do escritório Bonini Guedes, sobre o tema Eleições 2020. O evento é voltado a candidatos, advogados e coordenadores políticos que estarão envolvidos no processo eleitoral deste ano. Será abordado o fim das coligações coeficiente eleitoral e calendário eleitoral entre outros. O evento será no restaurante Anila, no dia 31, às 14 horas.

A Pedido

O secretário do Interior, Anselmo Stadykoski, pediu seu desligamento do posto que ocupava. A postagem no grupo dos secretários não aponta o motivo, mas coloca como irrevogável. Stadykoski tem uma proximidade com o vereador Nivaldo Bartoski, e sua saída poderia estar atrelada a saída de Bartoski da base de Derbli. Mas os motivos são apenas especulações. O que se pode afirmar é que Anselmo foi cabo eleitoral de Sandro Alex que indicou Emiliano Gomes como presidente da provisória do PSD de Irati. E isto, sim, pode estar entrelaçado.

Mas o que deixa o prefeito indignado é a forma da exoneração. No momento da admissão, a pessoa é bem assessorada e vem em comitiva para pedir o espaço. Mas o momento da saída é anunciado por grupo de whats. “A ingratidão é um sentimento que o homem público deve estar acostumado”, disse Derbli nos bastidores.

Becão no Interior

E de bate pronto Derbli já nomeou Amarildo Polo, conhecido no meio como Becão. Jorge só impôs uma condição ao novo nomeado: Obedecer ao mandatário. O maior problema na pasta era a insubordinação que o prefeito aposta ter contornado com o novo nome. Derbli aposta num trabalho unificado entre os secretários, Buzina (Urbano) e Becão (Interior). Vamos conferir a aposta.

Na indústria e no Comércio

A secretaria de Industria e Comércio já tem novo titular, Marcel Diogo de Deus. Ele era executivo da Aciai e vem para administração Jorge Derbli com o apoio da entidade e a missão de dar vida a uma Secretaria extremamente importante no momento atual. Mas por outro lado, é a Secretaria que tem os menores recursos. Mas Marcel tem todo o apoio do prefeito e da Aciai, receita com as maiores possibilidades de acerto. Marcel é formado em Administração pela Unicentro, com especializações em Gestão Financeira e Desenvolvimento Comunitário. Ele é proprietária da Empresa Cartuchos.com. Quem tem uma folha de pagamento pra cuidar tem muito a contribuir.

PSB vai para Oposição em Inácio

O PSB está em negociação para ser reestruturado pelo time do ex-prefeito, Marino, em Inácio Martins. Com a derrota de Leopoldo Meier na última eleição, quem assumiu o mando do partido foi Aliel Machado. O PSB sai das mãos de Sid Lopes e vai para Marino e companhia. Marino já tem o apoio de Sandro Alex (PSD). Agora, resta saber como a turma vai trabalhar como dois tigres no mesmo capão, Aliel Machado (PSB) e Sandro Alex (PSD), uma vez que, são rivais no Estado.

De fato, mas não de direito

O ex-vereador Emiliano Gomes esteve esta semana com o vice-governador Darcy Piana. Junto com Amanda Grychinski, falaram sobre os investimentos do SESC em Irati. Piana falou que as obras da construção, no novo empreendimento, que será realizado na Avenida José Galiciolli deverá ter início no segundo semestre. Emiliano é de fato, mas não de direito o novo presidente do PSD de Irati e aproveita o momento para transitar nas bases do Palácio Araucária.

Eleitor importante

O governador Ratinho terá um papel importante nas próximas eleições. Aproveitando o bom momento de sua avaliação política todo mundo quer a transferência de voto ou da popularidade. Mas o problema é resolver os problemas dentro do próprio governo. Na maioria das cidades, mas de um candidato a prefeito é da base do governador, o que deve dificultar esta atuação do próprio governador ou colocá-lo na neutralidade.

Reestruturando

Emiliano, junto de outras lideranças, está reestruturando o partido. Da velha guarda apenas Sidnei Jorge, que pretendia ter a presidência do partido, acompanhou Emiliano. Gomes tem a missão de reestruturar a legenda em Irati que tem ícones como o vice, Amilton Komniski, e o vereador Wilson Karas. O contexto na investidura de Gomes faz crer que ele será o candidato a prefeito contra Derbli nas próximas eleições. Embora tenha sido recentemente secretário de Desenvolvimento Econômico do prefeito Jorge.

                                           60%

Número de assinaturas atingidas para criar o partido Aliança (38) do presidente Bolsonaro.

Aliança

Ainda tem muito serviço pela frente para tornar o partido Aliança valido para as eleições municipais de 2020. O prazo é curto e depois de habilitá-lo precisa criar nos municípios. Para quem quer ganhar voto inspirado no populismo de Bolsonaro é preciso empenho, uma vez que, o PSL já está contaminado. Se quiser voto do “Bolsonaro” tem que estar onde ele estiver. E o PSL não é este lugar.

 “No dia que se definir o preço de uma vida humana poderemos dizer se foi caro ou barato a implantação do SAMU. Até lá, eu defendo o investimento” - Jorge Derbli

A Pedido


O secretário de Viação e Serviços Rurais de Irati, Anselmo Stadikoski, pediu seu desligamento do posto que ocupava. A postagem no grupo dos secretários não aponta o motivo, mas coloca como irrevogável.

Stadykoski tem uma proximidade com o vereador Nivaldo Bartoski (Tucho), e sua saída pode estar atrelada a saída de Bartoski da base de Derbli. Nos bastidores comenta-se que Tucho deixará o PSDB para ingressar no PSD. Mas os motivos são apenas especulações. Via whatszapp ele disse ser por motivos particulares.  O que se pode afirmar é que Anselmo foi cabo eleitoral de Sandro Alex, que indicou Emiliano Gomes como presidente da provisória do PSD de Irati, e isto sim pode estar entrelaçado.
Por ser ano politico mudanças podem e devem acontecer no quadro administrativo. Mas o que deixou o prefeito indignado é a forma do anuncio da saída, que foi feito segundo informaçoes num grupo de whatszapp dos secretarios. "No momento da admissão a pessoa é bem assessorada e vem em comitiva para pedir o espaço. Mas o momento da saída é anunciado via postagem em grupo de whats".  “A ingratidão é um sentimento que o homem público deve estar acostumado”, disse Derbli nos bastidores.

Ésta é a segunda vez que Stadykoski ocupa a vaga de secretário na administração Jorge Derbli.

Derbli ainda não se pronuniou sobre quem ocupará a vaga, mas já existem nomes de confiança do prefeito que podem ocupar o cargo.