Confidencial
Xoxolo não é mais secretário

Xoxolo não é mais secretário

 Os fatos que dão início ao processo eleitoral de 2020 já vêm contaminados pela luxuria e pelo vocábulo chulo. Vazou um áudio do presidente do DEM, Valdeci de Souza, que acabou virando meme. O áudio é destinado ao prefeito Jorge Derbli que teria respondido em outro áudio “contrariando” Souza. Blá, blá daqui, tititi dali. Rodrigo Hilgemberg citado, se defendeu na internet criticando a fala de Valdecir. “Uma opinião própria. Desastrosa. Inverídica. Soberba.”, diz Rodrigo no post. Também, o secretário de cultura, Alfredo Van Der Neut, publicou nas redes socias o seu repúdio ao fato. “Como se tivesse poder para tanto” ressalta Alfredo falando de Valdecir. Mas ainda o deputado Evandro Roman nada falou ao que se espera.

Mas um fato acabou punindo o irmão de Valdeci, o secretário de Esporte, Antônio Celso de Souza, o Xoxolo. Filiado ao PSDB do prefeito Derbli, tem trabalho independente do irmão e com luz própria. Mas o irmão Valdeci agia de forma que parecesse que Xoxolo vivesse a sua sombra, fato que discordo. Mas faltou uma atitude mais explícita para mostrar que isso não era fato. E para culminar o atropelo, Xoxolo foi exonerado, na última quinta-feira (24), da Secretaria de Esportes de Irati. A de se tributar a exoneração, não ao próprio gestor da Secretaria, mas, sim, ao fato construído pelo áudio do irmão. No êxito de mostrar que “Valdecis” não mandam na prefeitura, o prefeito Jorge Derbli, exonerou Xoxolo da pasta. Não que tenham me dito isso, mas há de se presumir.

900

Até a primeira desistência, teremos um número expressivo de candidatos na região. Pena que muitos sem a mínima condição.

PV apoia Lula

O PV de Teixeira Soares decidiu, em convenção. Por 18 votos a 5, apoiar e coligar com o partido do prefeito Lula para o pleito deste ano. O presidente da legenda no município, vereador Fifo, disse que foi aberto espaço a ambos os candidatos antes da decisão que foi democrática. Este é um passo importante na disputa que pode ajudar Lula. Mesmo que em Teixeira tenham três candidatos, um deles, o do PSOL, não tem expressão. E comenta-se a bocas de “Valdecis” que a candidatura é apenas para viabilizar o fundo eleitoral para os vereadores da sigla.

Mais emprego 

O prefeito Lula assinou na tarde da quinta-feira (24), o convênio da instalação da empresa Kadesh, em Teixeira Soares. Produtora de calçados vai trazer uma linha de produção que vai gerar mais de 100 empregos no município. Além do terreno e barracão, a Prefeitura ainda vai fazer o transporte dos funcionários até a ciclovia ficar pronta. Lula disse que é mais uma etapa do plano de governo sendo cumprida, a geração de empregos.

Irajane tem contas desaprovadas pelo TRE

A candidata Irajane Maria Santini Cruz (PSL) teve suas contas desaprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral. Ela já teve suas contas referente a campanha de 2016 desaprovadas em primeira instancia e o TER manteve a decisão.

O que mais pesa na decisão dentro das cinco irregularidades apresentadas é que alguns doadores da campanha da então candidata recebiam doações de programas sociais do governo. Como pode uma pessoa que por exemplo é inscrita no “bolsa família” doar R$1.000,00 para uma campanha. A decisão diz que isso indica “ausência de capacidade econômica para fazer a doação”. Ainda 17 pessoas que trabalhavam na época em duas cerâmicas doaram cada uma R$1.000,00 em dinheiro, no mesmo banco, na mesma agencia em 9 minutos. Ainda a decisão diz que os mesmos não tinham “ capacidade econômica/financeira/salarial” compatível.

Esta desaprovação vai impedir segundo a lei eleitoral, que neste momento que ela receba recursos do Fundo Eleitoral, o que dificulta a estrutura da campanha. Como ela perdeu em duas instancias ela pode recorrer, mas com poucas chances.

Um desistiu

Em Fernandes, o quadro mudou novamente. O candidato Clevinho, do PSL, desistiu e optou por apoiar a candidatura de Rosene Pabis. O MDB sai com chapa pura tendo a vereadora Queila como vice. Eles vão enfrentar a fúria da prefeita Cleonice Schuck (PSD) que repete o vice, Fabio Jacomel. Agora, o cenário ficou assim. O voto que um perde, o outro leva.

É Josué

O candidato do MDB de Irati Josué Hilgember fará o lançamento de sua campanha no próximo domingo. Na rua 19, a partir das 15h, farão adesivasso de veículos, após uma carreata e na sequência uma concentração onde os candidatos a vereador terão a oportunidade de se manifestar, mas tudo dentro das normas de higiene e distanciamento social. O padrinho da candidatura, deputado, Sergio Souza, estará presente no evento. Nenhum dos outros candidatos se manifestou a respeito de fazer lançamento de campanha.

Em obras

O deputado, Hussein Bakri (PSD), estará em Irati nesta sexta-feira (25). Na manhã, ele vai vistoriar as obras de reforma do Colégio Duque de Caxias. Hussein é líder do governo e tem se preocupado em especial com as obras do governo Ratinho Junior na região. Ainda é presidente da comissão de educação na Assembleia Legislativa.

Mudou 

Jonas Bankersen é o novo chefe do escritório em Irati do IAT (Instituto de Águas e Terras), que incorporou o IAP. Ele assumiu no lugar de Matos na terça (14), que permanece na equipe, mas não na chefia. Esta semana, ele recebeu a visita do padrinho deputado Artagão Junior. O IAT tem papel importante, principalmente, no combate ao desmatamento da mata Atlântica que cresceu 27% entre 2017 e 2018 no Paraná.

 

Voto diluído

O fim das coligações vai trazer um novo cenário para as novas eleições. Em Irati, mais de 170 candidatos disputarão as 10 cadeiras na Câmara de Vereadores. O fim das coligações na proporcional forçou que os partidos lançassem mais candidaturas para buscar as legendas necessárias para eleger os vereadores. Por outro lado, haverá um rateio maior de votos e na minha percepção uma diminuição de votos no geral. Isso porque há muitos candidatos e, também, porque a pandemia deixará o eleitor mais prestimoso a justificar o voto.

Velha contra a nova política

Imbituva terá um embate polêmico. Dois personagens que não terão seus nomes nas chapas serão os principais personagens da eleição, em Imbituva. Bertoldo Rover, atual prefeito, que sanou as contas públicas do município tem a missão de transferir apoio e voto para o seu vice, Geraldo Rocha, candidato a prefeito. Do outro lado, Zezo Pontarolo que destroçou as contas da Prefeitura de Imbituva tem a missão de salvar o nome da família na esperança de eleger como prefeito Vinicius, o filho mais novo. Único na família com CPF para disputa. Ao final do dia 15 de novembro, veremos o que o povo escolheu se a política da integridade ou do assistencialismo que venceu as eleições.

Valdecir se afasta da presidência do DEM

A guerra será travada na web

Um áudio vazado do presidente do DEMOCRATAS de Irati, José Valdecir de Souza, no sábado (19), deu o tom do que pode ser a campanha eleitoral de 2020. No áudio que Valdeci manda ao prefeito Jorge Derbli antes da convenção, mostra, pejorativamente, como é a sua percepção sobre a condução política.

As redes sociais “bombaram”. O áudio que, segundo se interpreta, estava sendo mandado ao prefeito Jorge Derbli. Dentre outros fatos, Souza diz que quer duas Secretarias a de Esporte e Cultura. Um outro áudio que rodou na web no mesmo dia, Derbli argumenta o áudio recebido de Souza dizendo que não compartilhava do pensamento. Ele fala em ter cautela na escolha do vice e diz que a respeito de Secretaria se discute após a eleição. “Lá na frente a gente vai ver as pessoas mais qualificadas”, disse Derbli no áudio.

O ex-prefeito Rodrigo Hilgemberg publicou em sua rede social e argumenta que Valdecir estava “revelando sua opinião pessoal sobre o pleito, cargos, vitória consagrada e se arvorando como se fosse o mandante político de Irati. Isso sem o conhecimento e concordância dos membros do partido e até do Prefeito Municipal. Uma opinião própria. Desastrosa. Inverídica. Soberba. A gravação amplamente divulgada chocou a todos, e será usada contra a coligação da situação, em total aproveitamento político partidário da oposição. Isso é política. Da minha parte, por ter tido meu nome citado no início da gravação, só tenho a lamentar, pois já tinha comunicado ao DEM que abria mão da minha indicação nas convenções a qualquer cargo eletivo por motivos pessoais e empresariais. Portanto, não seria candidato a nada. Fica meu registro pessoal sobre o fato lamentável, pois não comungo da opinião do Presidente do DEM e não compactuo com acordos dessa natureza”.

Segundo informações do DEM de Irati, o presidente José Valdecir de Souza pediu, através de uma carta enviada ao partido, afastamento da presidência por tempo indeterminado. Quem vai assumir é o vice, Edson Siman. Valdecir também se afasta da campanha do prefeito Jorge Derbli. Uma reunião da executiva do DEMOCRATA acatou a decisão de Souza. O afastamento foi em decorrer dos fatos acontecidos.

 

 

“A corrida se ganha no atar os cavalos”

Nunca esta frase tem tanto sentido quanto no período eleitoral. É na composição das duplas e partidos de apoios que se têm a perspectiva da vitória. Em Irati, com sete candidatos, traz uma máxima na política que quando o bolo é dividido demais quem tem o maior quinhão pode ter a vantagem. Os estudiosos dizem que quem tem a máquina, ou seja, a Prefeitura tem vantagem quando os candidatos são muitos. Diferente de quando é polarizado, apenas dois candidatos. O voto que um candidato perde vai diretamente para o outro. Outro cenário que marca as eleições este ano é que em Irati, alguns partidos não conseguiram coligar como é o caso de PSL que saiu de chapa pura e o PDT. Ambos apostaram na solução caseira.

Entendam Irati

A prefeitura, em Irati, são sete candidatos. Jorge (PSDB) faz uma aposta na advogada e Ieda (PV), escolha pessoal disse. Portanto, pretende dar mais espaço para Ieda na administração com foco à saúde, emprego e social. Ela já foi vereadora e candidata a prefeita. Tem trabalho relevante no setor social, mas não vem como figurante. Por ser prefeito, é uma tendência que a crítica de todos os candidatos seja ao prefeito. Isso não apenas em Irati, mas os prefeitos são alvos fáceis nas eleições. Em Irati, Derbli terá seis candidatos batendo diretamente ou não. Então, não se assustem com o clima.

Na oposição

Formando a chapa dos adversários temos seis candidatos. Na ponta Emiliano Gomes (PSD) e Felipe Lucas (Cidadania) reúnem o antigo com o novo e prometem soluções inovadoras. Pelo estilo da convenção, tem um perfil de campanha mais amena, sem entrar em divididas. Felipe é suplente de Deputado pelo seu partido um dos motivos que ocuparia a vice. Ele pode assumir a vaga de deputado se houver arranjo com o governo. Os dois dizem representar o Governo Ratinho.

Josué e o Leite

Pelo MDB vem Josué com Caetano do Leite (PTC). Aí pode vir a crítica. Advogado criminalista Josué é teatral e pode extrair o melhor e o pior das pessoas. Ainda como no Júri, sabe calibrar a batida. Este deve atuar como franco atirador, com discurso mais ácido e ter como alvos os três candidatos de direita e centro, mas sem deixar de apresentar propostas.

PSL vai de pura

Ico Ruva tem uma ala situada na direita. Também saiu de chapa pura. Tentou alguns acordos, mas infrutíferos, inclusive, com o próprio MDB e com Emiliano e Felipe. A decisão de sair sozinho seria, segundo falou em discurso, a posição de não perder o time e de apresentar uma proposta nova. Mas vamos ver como o pessoal vai de propostas. E puro o time é menor pra fazer campanha e levar o nome do candidato.

E vamos Avante...

Antes de entrar na esquerda temos o Avante que lança Marcos Antônio Gonçalves que fez apenas 111 votos na última eleição a prefeito que disputou. Marcos pode ter apenas o papel da crítica pela crítica, pois seus votos na última eleição mostram seu potencial.

PDT também não compôs

Pela esquerda temos o PDT que lança Rafaela Ferencz e Alceu Hreciuk. Rafaela é indicada por Odilon Burgath que declinou da candidatura. Buscou para vice Alceu Hreciuk, morador do Pirapó e fragiliza a chapa de vereadores, uma vez que, Alceu teria uma previsão de boa votação ajudando na legenda. O discurso do PDT deve vir na batida dos partidos que são apoiados, tanto por Bolsonaro, leia-se PSL, quanto Ratinho Junior e o PSDB.

37

Até a primeira desistência teremos um número expressivo de candidatos na região. Pena que muitos sem a mínima condição.

Esquerda sempre

Na mesma linha e na condição de manter viva a esquerda após uma guerra interna incansável, o PT conseguiu indicar a vice do PCdoB. O professor João Dreminski do IFPR terá como vice a secretária de Cultura do Odilon Burgath, Claudete Basen. João é letrado, mas com pouca estrutura e time diminuto devem se agarrar no discurso lulista. Lembrando que podem usar a mesma estratégia de Odilon.

Emblemática 

Em Inácio Martins, teremos uma das campanhas mais emblemáticas. O Padre contra o prefeito. Junior Benato (PSD) e Klevinho Perússulo (DEM) enfrentaram o Padre Marcos (PSB) que já tinha plateia toda semana nas homilias das missas que rezada, teve o reforço do simplicíssimo, Lauri Setrinski, que foi cassado por irregularidades na prestação de contas eleitorais. Lá, todo voto que um perde o outro ganha. Por isso, todos os detalhes são importantes e o peso do pessoal do Bakri pode ser definitivo na eleição. Segundo comentários, eles ajustaram o apoio a Benato mesmo sem estar coligados. Lançaram uma chapa de vereadores para se manter em campo.

Bertoldo terá peso 

Em Imbituva, o DEM lançou Geraldo Rocha, atual vice de Bertoldo, e como vice a vereadora Preta (PSD) que também ocupou a Secretaria de Educação. Lá, a decisão da vice foi no voto. O prefeito Bertoldo abriu para a democracia preponderasse e a vereadora Preta foi a escolhida, tendo Betinho em segundo. O prefeito Bertoldo fez silêncio durante todo o período pré-eleitoral e abriu apoio incondicional durante a convenção. De oposição a atual administração, vem Celso Kubaski (Cidadania) que teve como vice o vereador Zaqueu (PODEMOS). Eles têm apoio de dois antagônicos na política pontagrossense, Sandro Alex e Aliel Machado. E Vinicius Pontarolo (PSDB) será candidato tendo como vice o trovador e ex-vereador Beraldinho (PTB). Eles têm o apoio do ex-prefeito, Zezo Pontarolo, do qual dispensa comentários. Ainda completam o time: Moraes (PP) e Pedrinho Sloboda. O prefeito Bertoldo vem bem aprovado e sua participação na campanha será decisiva. Ainda mais que não querer deixar seu legado para os Pontarolos administrar.

Em Rio Azul, é no mano a mano 

Apenas dois candidatos disputarão o pleito em Rio Azul. Rodrigo Solda (PSL) é o candidato a reeleição que trará o mesmo vice Renato Hrinczuk. Do outro lado, ele enfrenta dois vereadores, Leandro Jazinski (PSD) e Jair Boni (PSB), fazem a dobrada. A saída dos dois vereadores do legislativo para disputar a Prefeitura abre espaço para novos nomes ocuparem o legislativo.

Primeiro Cadeirante 

Mesmo com três candidatos, em Rebouças, terá uma das eleições mais diferentes ou inclusas no “politicamente correto”. Zak, que já foi PT e atualmente esta conveniente no PSD, terá como adversário Fabio Seidel dos Santos (PSC). Fabio, que é tetraplégico, é psicólogo, especialista em neuropsicologia e mestre e doutor em Ciências Biológicas, que vem apoiado pelo deputado federal Paulo Martins. Mostra que suas limitações não limitaram sua intelectualidade. Ainda, um terceiro candidato pelo MDB Chico Buhrer está tentando deixar a candidatura mais barulhenta. Em Rebouças, é voto a voto sem grandes diferenças. Resta saber o que será dos votos da esquerda. Irão com o Zak agora que ele é centro-direita?

Em Guamiranga está travado

Até o fechamento desta nota, não há registro de outras candidaturas em Guamiranga. Ângelo Machado que está levando como vice o novato na política Vilmar Cirvinski, ambos do DEM. O PSL está indo de chapa pura lançando Marcos Chiaradia e Marcelo Leire. Estas duas chapas estavam registradas até o fechamento desta coluna. Mas sabemos que o PSDB está lançando o nome de Marcos Nass, e João Francisco Pontarolo (PSC) como vice, foi confirmado em convenção, mas aguarda-se o registro da ata e da candidatura o que soa estranho. Ainda se comenta da candidatura de Vital que também não está registrada no TRE. A novidade desta eleição é o fato que a família Fenquer, de tradição e respeito no quadro eleitoral ficou de fora do pleito. Um cenário totalmente novo para a cidade.

Fernandes e Teixeira terão 3 candidatos

Repentinamente, os municípios de Fernandes Pinheiros e Teixeira Soares que teriam apenas dois candidatos cada, tiveram de última hora mais um candidato em cada cidade. Em Fernandes, quem resolveu de última hora foi o PSL que bateu o pé e não coligou com o MDB e lançou chapa pura com candidatos de pouca expressão. Vilson Pacheco e Clevinho serão a representatividade do PSL. Já o MDB lançou Rosene Pabis com a vereadora Queila Lovato de Vice, ambos vereadores do MDB que deixam a Câmara para assumir a disputa do executivo. O maior embate seria entre Cleonice e Rosene, até porque partiram de um mesmo grupo político. O lançamento do PSL faz a campanha mais fácil para Cleonice Chuck.

Em Teixeira Soares, após realizadas as convenções do prefeito Lula (PSD) e também do ex-prefeito Ivanor (PP), comentários dizem que outro candidato misterioso sairia. Seria fulano de tal pelo PSOL morador dos assentamentos. Mas esta candidatura ainda não consta no TRE

Prud Terá quatro

E divo Batista (PSOL) mais uma vez saiu candidato a prefeito de Prudentópolis. Mas para enfrentar o vice-prefeito Osnei Stadler que é candidato a prefeito, Irajane (PSL) está levando Osmar Pereira (PTB). Osnei aposta em Evaldo Hoffman Junior (PSDB), usando os mesmos critérios do prefeito Adelmo quando lhe escolheu de vice e o apoio de Adelmo. Ainda Rodrigo Kowalski (PRTB) e Lucimari Chomem de chapa pura fecham os inscritos em Prudentópolis.

E Mallet vai pegar fogo

Não tivesse muitos candidatos não seria Mallet. O cenário ficou favorável ao prefeito numa disputa com seis candidatos. Rogério Almeida terá que “acelerar o petiço” para vencer as eleições contra a máquina pública. Enquanto Rogério buscou união com um político contrário, Ari Miranda (Podemos) o prefeito Moacir trouxe o presidente da Câmara como vice. Fabio Noranha do MDB saiu de chapa pura trazendo Stembrino de vice. Também o vereador Orlando optou por não negociar e deixou o PV de pura também trazendo o vereador Ataíde de vice. Para não errar o PRTB lançou dois Claudios. Um a prefeito, o Kaminski e outro a vice, o Wisniewski. E pra finalizar, o Solidariedade lançou Dionimar como candidato a prefeito e Daniel Hoinacki, outro eterno candidato como vice. De Longe, Mallet foi a cidade da nossa região que teve o maior número de chapas puras. Cinco das seis que disputam o pleito. Apenas Rogério coligou. Mostra que os políticos de Mallet, ou são muito pretenciosos ou articulam muito mau.

Rodrigo Declina

Rodrigo Declina

O ex-prefeito Rodrigo Hilgemberg (DEM) anunciou na reunião do partido acontecida na última quinta (10), que não disputará mais a indicação de vice prefeito na chapa de Jorge Derbli. Rodrigo era a indicação do DEMOCRATAS na coligação a executiva. Ele alegou que por estar muito tempo afastado da política, acabou sobrendo uma grande pressão familiar para que não entrasse na disputa. Mas ainda na semana passada, ele teve uma conversa com Felipe Lucas, que deverá ser vice de Emiliano Gomes. Rodrigo e Felipe tiveram trajetória política junta. Mas ele deixa seu DNA na política. Seu filho, Leopoldo Hilgemberg (muito parecido com o pai), deverá ser candidato a vereador pelo DEM. E quem conhece o Rodrigo sabe que ele não colocaria o filho em mato que não conhece.

 

 

Mas ele não estava sozinho

O ex-prefeito disputava a indicação com o PV, partido que ao longo da gestão se aproximou do prefeito Jorge e foi construindo o cenário ideal para indicar o vice. Nomes fortes foram vindo para legenda como Carlos Rolim de Moura da ala evangílica, o médico Eugênio Mazepa que representa os médicos e a etnia ucraniana, Ticão Prado, empresário, Nei Cabral, vereador presidente da Câmara. Mas a busca por um perfil que completasse o prefeito fez com que o nome do vereador Helio de Mello crescesse nos últimos dias. Residente do interior e com boa entrada no setor educacional, ele soma o discurso do homem do campo a realidade do educador. Mas política é política, e isso não quer dizer que ele seja o vice. Mas tudo será esclarescido na segunda, data da convenção dos partidos aliados.

 

É Josué é o primeiro candidato

O MDB, o PTC e o Republicano aclamaram Josué Hilgemberg e Caetano do Leite como candidato a prefeito e vice em Irati. A rápida convenção aconteceu na Câmara Municipal de Irati, na noite da quinta (10).  Com proposta de geração de emprego e renda e valorização de Irati, Josué, que é advogado criminalista, colocou como meta de gerar nada mais, nada menos que 5000 empregos em Irati nos proximos quatro anos. O nome do vice é uma pessoa que conhece todas as demandas do interior.

No fechamento, é Josué, ainda conseguiu aglutinar o Republicano. Inicialmente, o Republicano indicaria o vice de Ico Ruva (PSL), mas como assim é na política, não sentiram o apoio da esfera estadual e decidiram “juntar” com a coligação do MDB que agora tem três partidos no núcleo: MDB, Republicanos e PTC. Segundo Josué, foram os mesmos ideais e as mesmas vontades que uniu os partidos. Josué acredita que outras legendas podem ser somadas a ele até o dia 15.

Oziel não vai

O ex-prefeito de Fernandes Pinheiro, Oziel Neiveth (PSL), anunciou que não será candidato a prefeito como se especulava.  A oposição terá o nome de Rosene Pabis (MDB) como candiato a prefeito e o nome do vice poderá vir de uma escolha de três vereadores: Juninho, Queila e Cícero. Por outro lado, a prefeita Cleonice Chuck, que vai disputar a reeleição pelo PSD, terá a reedição da chapa com Fabio Jacomel de vice.

Chegar a 100% 

O prefeito Jorge Derbli e o prefeito de Inácio Martins, Junior Benato, receberam em Irati o presidente da Sanepar Claudio Stabile. Derbli colocou ao presidente a meta de atingir 100% de rede de esgoto na cidade, sendo uma das poucas do Paraná a ter este índice, além da ampliação da rede de água no interior. Já Junior Benato, pediu a ampliação da rede de tratamento de esgoto na cidade que precisa de muito investimento. O presidente veio acompanhado do deputado Artagão Junior.

Ainda não anunciou

A convenção do PSL e outros nove partidos (PSDB,DEM,PROS,PP,PTB,PDT,SOLIDARIEDADE, PSC E PATRIOTAS) de Rio Azul será no domingo às 15h no Centro de Eventos Martins. O local escolhido foi para manter distanciamento e as exigências no combate à pandemia. Rodrigo Solda não antecipa o nome do vice e disse que as negociações prosseguem e apenas na convenção será anunciado. Contra ele deve ser oficializado Leandro (PSD) e Jair Boni (PSD).

Mais experiente 

Guamiranga pode ter um dos prefeitos mais vividos do estado. Angelo Machado (DEM), aos 81 anos, confirmou sua candidatura tendo como vice o empresário e novato na política, Vilmar Cirvinski, da mesma legenda. Machado mostrou que idade não é sinônimo de estar parado no tempo e inovou sendo a primeira convenção Drive-In na nossa região e buscando um nome novo na política.

Estranho

Por outro lado, percebemos o afastamento da Família Fenquer do jogo político. A poucos dias a ex-prefeita, Telma Fenquer, (PSDB), era cogitada como vice de Marcos Nass da mesma legenda. “Informações de Cocheira” contam que o vice de Nass deverá ser João Francisco Pontarolo, do PSC, se a documentação do partido assim o habilitar. Ainda, outros dois candidatos devem compor o jogo. Macros Chiaradia (PSL) e Vital.

Mudou os ares em Inácio

Com a liberação de Fichas Sujas para poder concorrer a esta eleição os ares mudaram em Inacio Martins, cidade serrana da região. Lembram do Lauri Setrinski. pois é, ele pode ser o vice do padre Marcos Melek (PSB) que já esta afastado e pronto para disputa. O ex prefeito Marino Kutianski provavelmente sai a vereador. De quebra o PSC pode lançar Douglas Pasqualin para prefeito mudando o perfil das proximas eleições. No sábado Junior Benato (PSD) e Klevinho (DEM), serão formalizados como candidato. No domingo, é a vez do padre ser oficializado como candidato.

PCdoB tem vice do PT?

A esquerda em Irati está buscando se aglutinar. O Partido Comunista do Brasil (PSdoB) que terá João Dreminski como candidato a prefeito, terá como vice uma mulher vinda do PT, Claudete Bassen. Nesta composição está unida a essência da esquerda que podem buscar a mesma estratégia que elegeu Odilon.

O PT Contesta

Mas a executiva do PT contesta a decisão da convenção que posicionou Claudete como candidata a vice. Segundo o presidente da legenda, professor Adevino Leite, por tumultuo, a conven'ção foi considerada inconclusiva. Uma outra esta sendo convocada para o sabado onde a execudtiva deve aclamar Osvaldo Zaboroski e Adevino como candidato a prefeito e vice consecutivamente. Informaçoes dão conta que os dois lados do PT que esta rachado defendem suas candiaturas agora na esfera estaual onde buscam a definição de quem deverá ser o candiado. Que lambança!

Ainda não

O PDT, que é considerado menos esquerda, não anunciou o candidato a vice. Eles teriam anunciado Rafaela como candidata a prefeita pela legenda. Segundo informações de “cocheira”, os candidatos a vereador desta sigla já estão buscando “asilo” em outras legendas com candidatos a prefeito com maior expressão.

PSL namora o Patriota

O PSL de Irati namora o Patriota. Ico Ruva, que deve ser o candidato a prefeito pela sigla, teria Tino Santini do Republicano como vice, mas o Republicano declinou. Ico foi procurado esta semana pelo secretário Sandro Alex, mas não houve conversa. Pelo menos até o fechamento da edição. Isso dá a entender, que o namoro não acabou. Ruva afirmou, na quinta-feira (10), que em última instância o PSL pode sim sair de chapa pura.

Muller será candidato 

O ex-prefeito de Teixeira Soares, Ivanor Muller (PP), realizou convenção na tarde da quinta-feira (10) e declarou sua candidatura. Houve muita indecisão na candidatura de Ivanor. Ainda na quarta-feira (09), uma caravana de correligionários foi até a casa de Ivanor no raiar das 6h30 com a missão de convencê-lo a entrar na disputa. Foi acordado como vide o empreasrio do ramo madeireiro e ex vereador  Admilson Pires (Pros).  Professor Fifo (PV) também disputava a vice. A coligação de Ivanor Muller será composta pelo PP, PT, SD, PSDB, PV e PROS. Podemos esperar uma grande disputa em Teixeira Soares onde os dois candidatos, Lula e Muller prometem vitória .

 

Mais um candidato

Depois da visita do deputado Felipe Francisquini e Emerson Bacil, ambos do PSL, fomentaram a candidatura de Joneval Camilo a prefeito de Imbituva pelo PSL. A candidatura pode se transformar numa vice por exemplo, mas foi posto um pouco mais de gasolina para acender o fogo da disputa eleitoral de Imbituva. No próximo sábado (12), o Cidadania de Celso Kubaski abre a convenção para decidir a chapa. Kubaski tem preferência pelo Pastor João do PSB, que já foi de vice. Mas está aberto a negociações com outras legendas como o Podemos do vereador Zaqueu. Por outro lado, o vice de Geraldo Rocha (DEM) ainda não foi anunciado, mas deve vir do PSD e representar o prefeito Bertoldo na coligação. Nos bastidores comenta-se que o vice de Geraldo é uma missão do prefeito.

 

Mais Asfalto 

O prefeito Adelmo não deu folga para o governador nem no feriado. Ele esteve em uma agenda na terça-feira (8), com o governador Ratinho Junior e com o presidente da ALEP, Ademar Traiano. Na pauta ele pediu o recape da pavimentação da estrada que liga Prudentópolis a linha esperança. Para surpresa do “pidão” o governador se sensibilizou e vai incluir nos recursos do estado.

Anuncia 

O pré-candidato a prefeito de Prudentópolis Osnei Stadler reúne o DEM em convenção na próxima terça-feira (16). Ele deve anunciar como vice Evaldo Hoffman Jr (PSDB). Osnei pretende dar sequência ao trabalho do prefeito Adelmo, do qual tem o apoio integral para a eleição e gestão. Evaldo vem do PSDB, partido que Adelmo pertence. Por outro lado, comenta-se nas candidaturas de Irajane, Divo e Machadinho, mas sem confirmação. Aguarda-se as convenções para maiores informações.

Mudou o cenário

O cenário político do município de Rebouças mudou. De uma possível candidatura única do Prefeito Zak, agora tem três postulantes a vaga de prefeito. Além de Luiz (PSD), que tem Fabio Chiqueto (PMB) como vice, terá apoio dos partidos PSB e PROS, com aproximadamente 25 candidatos a vereador. Ele enfrentará uma dobrada inédita tendo o primeiro tetraplégico do estado Fabio Seidel Santos (PSC) como candidato a prefeito que terá como vice o ex-prefeito, Bepe Massoqueto (DEM). Soma-se a eles o PDT e estreitam namoro com o PSL. E de quebra, segundo informações, Chico Bier (MDB) procura um vice para fechar a dobrada, fechando a última das três candidaturas.

Viver mais Paraná 

O presidente da Cohapar, Jorge Lange, confirmou à equipe da Folha de Irati que as obras do programa “Viver Mais Paraná” deverão ter início nos próximos dias. As 40 unidades que são destinadas à terceira idade serão construídas em poucas cidades do estado, dentre elas Irati e Prudentópolis, onde as obras recém começaram. Em Irati, elas serão construídas próximas ao parque São João, na Vila de mesmo nome.

96%

Irati tem índices de captação de esgoto de cidade europeia

Segue o Jogo

Até então segue o jogo de que o PSD de Emiliano Gomes deve ter o Cidadania de Felipe Lucas como vice. Ainda, se soma a eles o PSC que também orbita na família Lucas. Em Rebouças, na vinda do governador Ratinho Junior, eles assumiam posturas de candidatos. A convenção de ambos será dia 15 às 16h45 na Peixaria Camilo. Buchichos de “bocas de Matildes” contam que o vice ainda poderia ser o Ico, coisa que eu duvido. Felipe Lucas já está com ar e vontade de campanha.

Politica esquenta e Rodrigo pode ser vice de Derbli

Eleições 2020

Com o início do período das convenções, as tratativas e composição das dobradas se intensificam. Tudo o que vamos tratar na coluna desta edição pode alterar na sequência, sendo apenas um retrato do momento. Um dos fatos interessantes relatados na coluna de hoje é que, Felipe e Rodrigo, que foram prefeitos e eram da mesma base, poderão estar disputando candidaturas a vice em lados opostos. Assista a entrevista que Rodrigo concedeu a coluna Confidencial.

Incandescentes

Os bastidores estão incandescentes. Uma das maiores decisões é quem será o indicado a vice de Derbli para reeleição. Em alta, está o nome do ex-prefeito, Rodrigo Hilgemberg, atualmente, filiado ao DEM. O presidente do partido, Valdeci de Souza, anunciou o seu nome nas redes sociais junto do atual, Amilton Komntski, que segundo “informações de cocheira”, teria preferido disputar uma vaga na Câmara e liberar espaço para Rodrigo.

Legado 

O ex-prefeito, Rodrigo Hilgemberg (DEM), é um articulador por excelência e goza de tradição na política. Seu mandato ficou marcado pela vinda da maior empresa da cidade a Siemens, atualmente, YAZAKI. Empresário do ramo farmacêutico, e ex-presidente da ACIAI, pode agregar com experiência na atração de empresas. Expert no assunto, não tem pretensões, só entra na disputa se tiver espaço dentro da administração para trabalhar pelo município, fato este que coloca como condicionante para uma possível disputa a vice. Afirma que tem suas metas cumpridas e está descompromissado e “não precisa mais provar nada pra ninguém”. Isso se transforma em dedicação a administração. Mas sua candidatura acontece somente se for consenso do grupo de apoio ao prefeito. Até o momento, ele é apenas uma indicação do DEM e uma candidatura precisa ser tratada com caráter oficial, o que pode ocorrer em breve.

Por outro lado 

Por outro lado, o PV, partido da deputada Leandre, coordenado por Dagoberto Wadzyk, tem três nomes fortes na indicação para compor a dobrada. Um médico, e dois vereadores do interior. O médico Eugênio Mazepa, que é ex-prefeito de Inácio, mora em Irati e transita bem com a população dos bairros. Sua filha Larissa foi candidata a vice de Odilon e tributam a ela parte dos votos que a dobrada teve. Nei Cabral que é presidente da Câmara e mora no Guamirin traz a fórmula do candidato a prefeito da cidade e vice do interior. Hélio de Mello, além de ser vereador do interior é professor e tem boa oratória o que pode agregar ao candidato a prefeito. Decisão difícil.

Emiliano e Felipe

Defendendo as bases do governo o suplente de deputado e ex-prefeito de Irati e ex-deputado estadual Felipe Lucas (Cidadania), pode ser o candidato a vice de Emiliano Gomes (PSD). Isso acontece porque Felipe está na “boca” para assumir uma vaga de deputado. Atualmente, é o primeiro suplente de deputado pelo Cidadania. Caso fosse ele o candidato a prefeito e fosse vitorioso teria que renunciar ao cargo para assumir a vaga de deputado e jogando uma pá de cal em sua carreira política. O que se percebe é que Lucas está mais preocupado em assumir a vaga na Assembleia, fato pelo qual trabalhou muito na última eleição, mas não foge de uma boa campanha. Esta composição é a que deixa a eleição mais tensa em Irati, uma vez que Emiliano foi candidato contra Derbli na última eleição, virou secretário de Jorge e agora é candidato de oposição ao prefeito. Felipe e seu time apoiaram Derbli na eleição a prefeito, mas acabaram (para resumir) se distanciando durante o mandato.

Ico e Tino Santini

O professor Ico Ruva confirmou que o PSL fará dobrada com o Republicano. Os partidos representam a direita e até o momento está definido que Tino Santini será o vice. Ruva ainda afirma que o partido está conversando com o MDB de Josué Hilgemberg e com o Patriota de Robson Krupezak. Mas a proposta é uma composição pensando num plano de governo voltado a renovação. Segundo Ico, o vice já está definido. A convenção será dia 14. Robson Krupezak é procurador da Prefeitura de Irati e beira a suspeição um partido que é ligado ao prefeito está tentando compor em outra base.

 

6

No cenário, atual Irati tem seis candidatos a prefeito, mas pode reduzir a cinco. 

Josué e Caetano do Leite

É, o Josué deverá confirmar sua candidatura na convenção do MDB no dia 10 próximo. Impulsionado pelo presidente estadual, João Arruda, que está colocando candidato em todos as cidades possíveis, para fortalecer o nome da legenda. O vice o MDB está indo buscar no partido que teria como candidato o Nelsinho Antunes que declinou. Existe uma possibilidade de ajuste com o PDT, mas pode ser apenas especulação. Uma das hipóteses é que o MDB indicaria o Toninho do Mercado Móveis para vice do MDB, fato negado por “É Josué”. Segundo o advogado e franco atirador, o MDB poderia aceitar uma vice do PDT, mas o “Caetano do Leite”, completa a dobrada devido à entrada no interior.

João Dremisnki e o PCdoB

O PCdoB, partido de esquerda negou a informação que vai apoiar o PDT e pretende lança o professor João Dremisnki do IFPR como candidato a prefeito. João afirma que o partido prefere a indicação de uma mulher como vice e um dos nomes da própria legenda seria Lucimara Ribas. O partido em Irati busca ocupar um espaço deixado vago pela esquerda, mas ainda aguarda definições de outros partidos com quem está conversando e não descarta possíveis alianças. Sua convenção será dia 15.

Rafaela e o PDT

O PDT está conversando com os partidos de esquerda para dar continuidade a candidatura de Rafaela Ferençz, Luciano Menon (X Salada) PSB, que poderia ser vice, vai concorrer a vereador. Com isso, o partido aguarda conversas com outras legendas para definição da dobrada. O PDT ainda está conversando com o PCdoB, mas nenhum acordo a vista.

Mais candidato que voto

Em Mallet, teremos mais candidatos que votos. Ironias a parte, o número de candidatos pode chegar a cinco. O prefeito Moacir (PSD) deve ter como vice o vereador Chico da Gráfica ou Pedro Pauluk. Já o ex-prefeito, Rogério Almeida (DEM), que conseguiu a aprovação das suas contas no TCE, foi buscar como vice Ary Miranda(Podemos). Com isso, perdeu o apoio do pretenso vice Orlando Schiliga (PV) que agora definiu que irá disputar a vaga a prefeito. Para vice busca articular com Clemente Banhuk ou Toninho (PP), e ainda a ex-presidente do Hospital Nogara. O MDB mais uma vez influenciado pelo presidente estadual da legenda, João Arruda, vai lançar Fabio Baler, que busca como vice Setembrino da mesma legenda ou Pedro Kovaltik (PSL). Claudio Kaminski também esboça a possibilidade de lançar-se a candidato e tendo outro Claudio como vice. Segundo informações, Kaminski é o único que pode recuar por trabalhar fora.

Sem Novidades

Em Teixeira Soares não há novidades até o momento. A base do prefeito Lula que vai à reeleição está composta por cinco partidos. O PSD da vice Juliana é o primeiro a realizar as convenções no dia 12. O Podemos realiza no domingo 13. O PSB do prefeito Lula faz o lançamento oficial da candidatura do prefeito a reeleição na segunda (14). Outros partidos como o PSL e PSC fazem suas convenções na terça (15). Lula vai manter Juliana Belinoski como vice e ampliando a chapa de vereadores. Por outro lado, o PP ainda tem definição se o ex prefeito Ivanor Muller vai ou não disputar o pleito. “Informações de Cocheira” dizem que motivos familiares estão influenciando na decisão de Muller em concorrer ao pleito.

Ratinho em  Rebouças 

O governador Ratinho Junior esteve na Vila Facão, em Rebouçass inaugurando 53 casas do programa Nossa Gente.  O governo tem em Rebouças conquistas importantes como a requalificação Urbana na mesma vila, a pavimentação asfáltica da PR-364, onde o maior trecho é no município de Rebouças e a estadualização do trecho que liga Rebouças ao Marmeleiro, fatos encontrados no discurso do governador.  Estavam com o  governador, o secretário da Sejuf Mauro Rockenbach, o presidente da COHAPAR Jorge Lange, o chefe da SEIL Sandro Alex, O Lider do Governo Hussein Bakri e outras lideranças. O evento foi realizado dentro de todo o protocolo referente a pandemia.

Poucos prefeitos

Apenas o prefeito Moacir de Mallet esteve na solenidade. Como são pré candidatos apenas o presidente da Amcespar Vanderlei Kawa representou os prefeitos no palanque. É de se estranhar que nem os prefeitos que não vão a reeleição estivessem por lá. Nem mesmo o anfitrião, prefeito Zak não apareceu no evento. O impedimento legal, devido ao período eleitoral, é para não participar da inauguração, mas estar ao meio do povo até poderia. Mas toda cautela é pouca nessa hora. Os chefes dos escritórios do governo também não foram vistos por lá. No mínimo é de se estranhar a falta de carinhas conhecidas por lá. Apenas Marisa Lucas, chefe do escritório da SEJUF marcou presença.

 

 

Na Yazaki

Na Yazaki

O prefeito Jorge Derbli fez uma visita importante a uma das empresas que mais gera empregos em Irati. A visita foi a convite da empresa para demostrar como a Yazaki está realizando o combate à Covid-19, dentro da sua estrutura organizacional. As ações que a Yazaki realizou na planta em Irati foi exemplo para suas outras unidades, no Brasil e no exterior. Ainda, o presidente da Yazaki para o Mercosul, Lázaro de Figueiredo Junior, confirmou ao prefeito que a empresa pretende retornar com as contratações já em setembro. Na visita, estava todo o estaf da Yazaki de Irati e pessoas como Mariano Lima, Karla Mirelli Pedroso e Jair Sebastião Pontes. Derbli esteve acompanhado pelas secretárias, Samanta e Jussara, além do enfermeiro Agostinho e do chefe de gabinete Ico Andreassa.

Herança maldita

O prefeito Jorge Derbli (PSD) está sofrendo as ações de ter assumido as contas da administração do ex-prefeito Odilon(PDT). Não tomou as devidas medidas de impor uma moratória no início da gestão, por exemplo, mas ao contrário usou dos recursos da sua administração para quitar contas da eram Burgath. Agora, está pagando os pecados. Suas contas estão à deriva no TCE.

Causa

Quando assumiu, algumas empresas que tinham grandes quantias para receber, demonstravam não ter intenção de prestar serviços para prefeitura. Este foi um dos motivos que pôs Derbli a pagar os fornecedores da era Odilon, sem decretar uma moratória, instrumento que lhe possibilitaria a analisar melhor as contas herdadas. Devido a isso e a outras situações, as contas de 2018 estão com parecer pela desaprovação por déficit e as de 2017 não foram julgadas.

25

Os municípios que compõe a Amcespar deverão ter um número significativos de candidatos a prefeito

Correção

Agora terá que gastar neurônios para se explicar contabilmente perante o Tribunal e recorrer da decisão. Mas nada que afete a sua participação nas eleições deste ano ou o deixe fora da disputa. Fez algumas escolhas desacertadas que vão lhe custar mais caro. Uma delas foi pagar contas que não haviam sido empenhadas no último ano de mandato de Burgath. Mas agora, já tem a experiência.

Lado contrário

Por outro lado, o secretário Juarez Miguel da Silva, trabalha firme para aprovar as contas do ano de 2019 e 2020. Inclusive, ele entrou no cargo com a responsabilidade de organizar as finanças do município e dá mostras que está conseguindo. Segundo ele uma das funções era acabar com a fila de cobradores na Secretaria e segundo ele, isso se extinguiu. Agora, a missão é fechar as contas e permitir os investimentos, e dar sono tranquilo ao prefeito neste ano pandêmico.

Lista tríplice

Das “bocas de matildes” veio a informação que já está na mão do secretário Marcio Nunes, a lista tríplice de nomes que podem assumir o escritório do IAP de Irati. O atual chefe Marcelo, não se sabe o desgaste, mas por vontade do secretário deverá deixar a chefia nos próximos dias. Dentre os nomes está um de Irati, um de Imbituva e um de Prudentópolis, “salvo melhor informação”. O Deputado Artagão já segurou o que pode, uma vez que a indicação do chefe é dele, mas agora a mudança está muito próxima de acontecer.

Recuou do aumento da água

O governo do Estado anunciou, hoje, que vai pedir a suspensão do aumento de 9,62% da tarifa de água e esgoto pedido pela Sanepar e aprovado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Paraná (Agepar, na terça-feira (25). A decisão foi tomada após a repercussão negativa do reajuste entre os parlamentares da base do governo na Assembleia Legislativa. Na sessão de hoje, o líder do governo, Hussein Bakri (PSD), afirmou que os deputados da bancada governista são contra o aumento, pois consideram que, diante da pandemia da Covid-19, não é o momento para aumentar a tarifa.

Unindo forças

O pré-candidato a prefeito pelo MDB, em Fernandes Pinheiro, Rosene Pabis, se reuniu esta semana com o vereador Juninho e com o deputado Artagão Junior. Trataram de possíveis acordos para campanha. Juninho, que é do PSL, é sondado para ser vice de Rosene na dobrada. Mas uma informação pode mudar todo o destino das eleições. Uma reunião do PSL que teria ocorrido na quinta-feira (27), teria a presença do ex-prefeito, Oziel Neivert, que estava em momento sabático. Será que vai voltar à política?

Data definida 

A convenção dos partidos aliados ao prefeito Junior Benato, em Inácio Martins, já está marcada. Será no dia 12 na Câmara de Vereadores. Os partidos DEM, PT, PV e PSD se reúnem para homologar a candidatura de Junior Benato a prefeito e Klevinho Perússulo a vice. A convenção será presencial, respeitando os limites de distanciamento social e higiene como também o será nas eleições.

Banda Guarany

A banda Guarany, a mais antiga de Teixeira Soares, acabou de receber uniformes novos. O investimento feito pela prefeitura busca valorizar e reconhecer o esforço dos músicos e dos aprendizes que fortalecem o nome de Teixeira Soares em outros municípios da região. O Prefeito Lula enalteceu o trabalho dos integrantes da banda, em especial, do maestro que faz a regência dos trabalhos.

Prefeitos, os principais membros de sua equipe são um ótimo contador e um ótimo advogado. Os outros cargos são complementares

Rafael Iatauro – ex-conselheito do Tribunal de Contas do Paraná

Estressado

O pré-candidato Chico Bier, ficou estressado com uma nota falando sobre a atual situação política do município de Rebouças. Bier que não conseguiu se eleger a vereador, agora, pretende disputar pelo MDB a condição de ser prefeito de Rebouças. Lamentação a parte, este pode ser o declínio da oposição e o único candidato que a represente. Esta é uma das táticas do presidente do MDB, João Arruda, em deixar vivo o partido no estado. Veja povo, onde chegamos.

Jocelito está fora

Uma discussão entre a deputada Mabel Canto e o líder do governo Hussein Bakri, se transformou no pretexto necessário para que o ex-prefeito de Ponta Grossa e apresentador Jocelito Canto deixa-se a rede massa. Mabel embora eleita pelo PSC atuava como deputada independente e no início desta semana Hussein e Mabel acabaram trocando farpas. Após o desentendimento, Mabel anunciou que Jocelito agradecia ao proprietário e apresentador Ratinho pelo espaço dado a ele na emissora, mas estava deixando a TV. Jocelito está lançando a filha mais nova como candidata a prefeita de Ponta Grossa. Segundo comentários, umas das possibilidades é que ela seja vice de Marcio Paulik, dando mais robustez a chapa.

Cartão Comida Boa

Cartão Comida Boa

Os prefeitos da região estiveram na Amcespar durante a quinta-feira (20), prestando contas do Cartão Comida Boa, programa que o governo Ratinho Junior criou para auxiliar as famílias em dificuldade e vulnerabilidade social, neste momento de pandemia. Estiveram vários prefeitos ou seus representantes. Dentro da Equipe que esteve em Irati estava Lyana Bacil, que é diretora da Sejus. A equipe esteve representando o secretário Mauro Rockenbach no ato. Isto faz parte da interiorização da secretaria, pedido feito pelo governador ao novo secretário.

Convergência 

Nesta semana, os pré-candidatos, Felipe Lucas (Cidadania) e Emiliano Gomes (PSD) sentaram para aproximar as bases. Há uma convergência dos partidos mais ligados ao governo Ratinho Junior. Mas diferente do que está sendo espiculado, “informações de cocheira” dizem que há um estímulo para que os partidos do governo estejam juntos na campanha municipal, mas não houve pacto neste sentido, mas sim tratativas mais significativas. As conversas avançaram e poderá surgir várias combinações e não se descarta numa mesma chapa os dois maiores postulantes. Lembrando ainda, que na base do Lucas há o PSC que é partido irmão do PSD no Paraná.

Mexeu no vespeiro

O vereador Rogério Kuhn mexeu no vespeiro na última sessão da Câmara de Vereadores de Irati. Kuhn entrou em defesa de não ocorrer mais Lockdown em Irati. Este compromisso o prefeito Jorge Derbli já havia assumido em reunião na Amcespar junto de outros prefeitos, mas devido à algumas pessoas da equipe técnica da Santa Casa terem se contaminado com o vírus, segundo o vereador Rogério, o provedor Ladislao Obrzut Neto estava pedindo ao prefeito que novamente determinasse um decreto limitando a saída de casa das pessoas.
 

Vespeiro II

O prefeito Derbli junto do Comitê de Crise da Covid-19, do vereador e de membros da Santa Casa, decidiu por não mais endurecer as medidas. Segundo Derbli, embora a Santa Casa esteja lotada na área da Covid, no Paraná existem leitos suficientes para dar conta da situação. Em contrapartida, Irati irá ajudar a contratar médicos para dar suporte a Santa Casa, mantendo as regras como estão.

Reforma garantida

O vereador Hélio de Mello (PV) e o secretário de Esportes, Antônio Celso (Xoxolo), receberam a informação do chefe do Núcleo de Educação de Irati que a obra do Colégio Padre Pedro, no Itapará estará recebendo melhorias. O pregão eletrônico que contratar a empresa, será dia 25 de agosto, e o investimento está na casa de R$ 99 mil.

Primeira no Brasil 

A visita da delegação da Ucrânia na região está dando os primeiros frutos. A prefeitura de Irati assinou um convênio com a empresa Sk Telemed da Ucrânia para uso de um equipamento de exames clínicos a distância. A utilização do equipamento e do software permite que um exame que foi realizado numa comunidade distante com o devido acesso à internet, possa ser enviado para que o médico avalie os exames e já repasse as orientações necessárias. Sergio J. Maciura ressalta que Irati é a primeira cidade no Brasil utilizar este formato dentro desta parceria inédita no setor médico entre o Brasil e Ucrânia. Quem saiu de bem na “foto” foi o secretario Joãozinho Almeida que segundo a equipe ucraniana teve mérito por Irati ser a primeira cidade a firmar o convênio.

Declinou 

O ex-prefeito, Odilon Burgath, anunciou pelas redes sociais que não disputará mais o cargo de prefeito de Irati. Segundo a postagem, ele indica o nome da psicóloga Rafaela Maria Ferençz para representar o PDT na disputa. Uma reunião dos partidos, na tarde da quinta-feira (20), firmou o nome da Rafaela como pré-candidata. Outro nome que figura é de Luciano Menon, o X Salada. Segundo o momento a dobrada sairá dos partidos PDT, PCdoB, PSB e Republicanos. Não se descarta que uma sugestão seria Rafaela e Luciano Menon para formar a dobrada do executivo.

Convenções marcadas

Quatro partidos já marcaram a data das convenções que irá definir os candidatos em suas legendas nas próximas eleições. Ambos devem apoiar o pré-candidato a prefeito de Irati, Jorge Derbli. PSDB, do próprio prefeito Derbli, DEM, PDT e PV marcaram as convenções para o dia 14 de setembro, penúltimo dia para definir os candidatos a prefeito, vice e vereadores.

Por aclamação

Com a desistência da candidatura de Ildefonso Zanin, e a decisão de Fabio Santos não disputar a prefeitura, o prefeito Luiz Zak (PSD, possivelmente, será candidato único a prefeito de Rebouças na sua reeleição. Sua estratégia de negar em seu discurso de posse que nem ele e nem seu vice Fabio Chiqueto seria candidato a reeleição, e de migrar do PT – PROS e finalmente PSD até agora teve sucesso. Rebouças foi uma das cidades onde o clima político era mais aquecido e vemos uma oposição apática permitindo que Luiz Zak, que pulos seja reeleito.

No Pareô

O professor Ico Ruva (PSL) pré-candidato a prefeito de Irati confirmou seu afastamento das funções públicas para se dedicar à campanha. Questionado das possíveis combinações, Ico disse que esses fatores só serão confirmados nas convenções. Mas tem conversado com muitos partidos. Esta semana ainda recebeu Emiliano Gomes com o qual já deve ter conversado mais de oito vezes. Há muita conversa com todos os partidos, mais assiduamente com aqueles que compõe a base do governo. Ico disse que “ninguém coloca seu nome como irrevogável. Estamos conversando muito para o melhor entendimento e a melhor composição da chapa”.

50

Número de casas que o prefeito Rodrigo Solda tirou da cartola para Rio Azul

Beira Linha

O prefeito de Rio Azul, Rodrigo Solda, prometeu que depois da sua quarentena por Covid-19 traria novidades, cumpriu a palavra. Ele conquistou a construção de mais unidades habitacionais na comunidade da “Beira Linha”. As casas são financiadas pela Caixa Econômica Federal com recurso do FGTS. Quem vai executar a obra é a construtora Village.

Quem não quer ser aconselhado, não pode ser ajudado.

Benjamin Franklin

Com a benção 

Com a benção 

O prefeito Junior Benato (PSD) esteve esta semana com o vice-prefeito, Klevinho Perussulo (DEM), recebendo do governador Ratinho Junior as bênçãos para disputar a próxima eleição em Inácio Martins. Muito se falou na substituição do vice, mas Benato confirmou perante o governador que a dupla PSD – DEM será mantida na cidade serrana. E é preciso as bênçãos do governador, uma vez que, provavelmente, Benato disputará com o padre Marcos, que de benção entende bem.

Quem vai apoiar

Recentemente, o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, deputado Sandro Alex (PSD), esteve em Inácio Martins assinando a ordem de serviço de R$ 1 milhão em pavimentação. Mas depois do ato, ele fez um vídeo com os vereadores, Nelsinho e Valdecir, além do ex-prefeito, Marino, ambos do PSDB. Mesmo sendo ciceroneado pelo prefeito Junior Benato, mostra que Sandro deve apoiar o time do Marino na próxima eleição. Ou não???

Sputnik V

O Paraná e a Rússia assinaram na tarde de quarta (12) um protocolo de intenções para desenvolvimento de vacina contra a Covid-19. O protocolo abre a oportunidade do governo do Paraná, através do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), participar dos testes e da produção da vacina Sputnik V no Brasil. O acordo foi firmado durante reunião por videoconferência com o governador Ratinho Júnior (PSD), representantes do governo do Paraná, Tecpar, Ministério da Saúde, Anvisa e embaixada da Rússia. “Nesse momento a prioridade é a validação da vacina no País” afirmou Jorge Callado, diretor-presidente do Tecpar.

Última data

Quem vai disputar o executivo nas próximas eleições precisa se desligar de funções de chefias ou cargos públicos, tanto no estado, como nos municípios. A data limite é o dia 14 de agosto, nesta sexta-feira. Para saber se este ou aquele será candidato basta olhar os editais e saber se houve ou não pedidos de licença. Este será um passo interessante que mostrará a formação dos quadros de candidatos para o próximo pleito.

Quem precisa sair

Em Irati, Hélio de Mello (PV), que pretende ocupar o cargo de candidato a vice-prefeito na chapa de Jorge Derbli(PSDB), deve se desligar das funções de professor. Da mesma forma, o professor Ico Ruva (PSL), que promete disputar a vaga de prefeito, deve se afastar. Em Mallet, Rogério Almeida (DEM) precisa deixar a Emater, uma vez que é pré candidato a prefeito. Da mesma forma, professor Ildefonso, em Rebouças, precisa deixar as salas de aula.

Fato ou boato

E, ainda, é a última data para Odilon Burgath (PDT) deixar seu cargo na Justiça do Trabalho, embora boatos de vários ventos dizerem que Burgath teria declinado do cargo deixando a vaga para Luciano Menon (PSB), vulgo X-Salada, disputar contra Derbli. Lembrando que X também precisa se desligar. Vamos ver se os comentários se transformam em fatos ou não passam de boatos.

R$ 1.065.760,75

Valor do investimento na segunda etapa do Canal Hídrico em Irati

Calçando as Chuteiras

Velho de Guerra, o suplente de deputado estadual, Felipe Lucas (Cidadania), está calçando as chuteiras para entrar em campo em mais uma disputa eleitoral. Recebi a confirmação que ele pediu afastamento de suas funções como médico do estado, preventivamente, uma vez que sua aposentadoria ainda tramite no órgão competente. Isso é uma demonstração que Felipe está apto para entrar em campo. Basta apenas ser escalado. E o adversário pode ser Jorge Derbli.

Pavimentação

O prefeito Lula Thomaz de Teixeira Soares está investindo pesado em pavimentação. A última investida, que já está em execução, é a obra que vai levar o asfalto até a “Gruta”, local que está sendo preparado para se transformar em um novo ponto turístico em Teixeira. Mas a pavimentação pretende se estender até a BR-277, na localidade de Rio DAreia. A obra será dividida em três etapas. A primeira em execução, a segunda em aprovação, e a terceira em projeto.

Pensamento conjunto

Antes tarde do que nunca, mas os prefeitos dos municípios que compõem a Amcespar se reuniram para unificar as medidas no combate a Covid-19. Da reunião, onde nem todos participaram, decidiu-se que não deverá ter mais lockdown e as medidas devem fortalecer os comércios. Mas a preocupação é sempre com a queda de arrecadação.

Rodrigo está de volta 

O prefeito Rodrigo Solda, de Rio Azul, já passou pelo quarentena e não tem mais o vírus da covid-19. Ele manteve o isolamento com muita ação a aproveitando das ferramentas possíveis para administrar o município sem deixar o ritmo cair. Em conversa, ele relata das ansiedades que todos têm quando passam por esta experiência, o que nivela a todos. Pelo jeito voltou em ritmo acelerado.

Novo presidente 

Sabe quem é o presidente interino da Amcespar? Não? Prefeito de que cidade? Nada disso, o presidente interino da Amcespar é Vanderlei Kawa. Ele era diretor executivo e cumprindo as exigências legais, de que os prefeitos que vão disputar o executivo não podem estar no cargo, sobrou pra ele. Junior Benato se afastou e como de 10 prefeitos, oito vão disputar novamente os cargos, e, Adelmo de Prudentópolis, nem Bertoldo de Imbituva assumiram a bronca, sobrou para o Vandeko, que de diretor executivo virou presidente interino da AMCESPAR. Que tar, né?

Canal Hídrico

A prefeitura de Irati licitou mais um trecho do Canal Hídrico que prevê diminuir os impactos de inundações no centro de Irati. O investimento será de mais de R$ 1 milhão, recurso viabilizado pela deputada Leandre. A obra vai da Rua Conselheiro Zacarias até o rio das Antas. O prefeito Jorge Derbli comemora a ação de dois deputados expressivos para Irati. Roman viabilizou o recurso para o primeiro trecho e a deputada Leandre para o segundo. “E daqui a pouco as inundações no centro serão coisas do passado”, comentou Derbli.

Novo Líder é do Centrão

Ricardo Barros (Progressista-PR) é o novo líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara. Ex-ministro da Saúde, pertence ao centrão defenestrado por Bolsonaro na campanha, mas que teve que se socorrer para ter governabilidade. Astuto e ágil, Barros defende a distribuição de cargos no governo para fortalecer a articulação com o Congresso. A nomeação de Barros como líder consolida a aliança com o “centrão”.

Honestidade não é virtude. É obrigação.

Adelmo Klosowski

Uma nova batalha

Uma nova batalha

Uma comitiva organizada pelo prefeito de Irati, Jorge Derbli, esteve em Curitiba esta semana na Invest Paraná, para retomar a busca pelos investimentos da Nissin no estado. Há, aproximadamente, quatro anos a empresa estuda se instalar no Paraná. Sua planta que, inicialmente, era menor e necessitaria algo próximo a cinco alqueires, dobrou de tamanho. Isso fez com que as necessidades da empresa fossem maior. Agora, Irati tem de derrubar gigantes como a Fazenda Rio Grande para trazer a Japonesa NISSIN para o município.

Uma tarefa de todos

Os japoneses da Nissin já estiveram em Irati. E mais de uma vez. Estudaram várias hipóteses e informações, dizem que optaram pela região metropolitana de Curitiba. Mas nenhum esforço é em vão! Vai depender de muito detalhe técnico e muita força política. E não força isolada. Vamos precisar que todos os políticos que tenham interesse em Irati se unam numa força só. Todos puxando para o mesmo lado. Apenas assim nossas chances aumentam. Porque é melhor ter algo para dividir com muitos, do que nada para dividir com ninguém.

Sem falsas expectativas

O prefeito Jorge Derbli não levanta grandes expectativas. Uma porque a japonesada já esteve na cidade e avaliou o caso. Outra porque existem grandes concorrentes. E, ainda, para refrescar a memória, existem os traumas da Tirol e daquela de biodiesel que nem lembro o nome mais. Mais uma decepção, melhor, não! Então, o prefeito prefere estar na batalha, mas sem ilusões.

Ferro quente

O melhor jogo político para o governador seria sempre a instalação no interior. Em Curitiba e região metropolitana, em Ponta Grossa, uma a mais ou a menos não teria a mesma repercussão que em Irati, por exemplo. O interior está ansioso por emprego e prosperidade, coisa que o povo japonês sabe trazer como ninguém. E se isso vier, seu nome seria marcado como com “ferro quente”, não sai nem com plástica. Ainda para lembrar que o último que trouxe grandes empresas na região foi na época de Jaime Lerner, de lá para cá mais ninguém.

X-Salada

E chega de falar de empresa, agora vamos falar de política. Me assopraram que o ex-prefeito, Odilon Burgath,está declinando de disputar as próximas eleições em Irati. Será? Mas de contra peso me disseram que para ampliar a base do deputado federal Aliel Machado (PSB) seu assessor o X-Salada será candidato a prefeito. Será que quer imitar o Josué?

Pesquisa na praça

Das “bocas de Matildes”, como diria e ex-prefeito, Rodrigo Hilgemberg, veio a informação que houve pesquisa feita e bancada pela oposição a Cleonice, em Fernandes Pinheiro. Após ver o resultado,Rosene Pabis,está se confirmando como pré-candidato a prefeito pelo MDB. Quero ver na inauguração da Câmara a Prefeita Cleonice que foi gestora da obra e Rosene que é presidente da Câmara, de frente a frente no mesmo palanque.

Ripa e sarrafo

Em Mallet, a decisão do TCE, que foi contra o pré-candidato, Rogerio Almeida, trouxe alívio à situação. Mas nada de alegria porque cabe recurso. A decisão foi referente a diárias que Rogerio e o ex-secretário de Finanças do município realizaram. Almeida disse que a decisão é descabida e tendenciosa. Rogerio disse que vai mostrar que estava certo e a própria decisão afirma que não houve prejuízo ao erário.

Fim do mandato

O prefeito, Adelmo Klosowski, de Prudentópolis, comemorou esta semana a aprovação das contas de 2019 de seu mandato. Desde que assumiu a Prefeitura procurou quebrar a longa sequência de ter prefeito envolvido em escândalo ou cassado. Colou transparência e rigor na coisa pública o que levou a esta condição. Não é populista, mas colocou Prudentópolis em visibilidade no estado e no Brasil, pelo rigor das contas e mostrando que quando não desvia, sobra para fazer as coisas melhores.

10 alq

O projeto da empresa Nissin dobrou de tamanho. No início, cinco alqueires eram suficiente para sua instalação.

Todos contra Osnei

Por falar em Prudentópolis, a cidade pode ter um fato inédito. Todos sabem que o vice, Osnei Stadler, é o candidato do prefeito Adelmo para sucedê-lo. Parece que oposição está preocupada e, segundo “bocas de Matildes”, está se unindo para enfrentar Osnei. Parece que o pareô vai lembrar os grandes amistosos do Brasil contra o resto do mundo. Em Prud será Osnei contra toda oposição. Que os jogos comecem!

Voltou o “mano a mano”

Em Inácio Martins, o prefeito Junior parece que vai disputar com o Padre Marcos Milek mesmo. Informações de cocheira, confirmam a pré-candidatura do Padre Marcos (PSB) à prefeitura, tendo como vice a esposa do ex-prefeito, Marino Cida Kutianski (Podemos). Uma carta da CNBB colocava em dúvida a candidatura, mas segundo pessoas próximas ao padre, esta semana, ele teve buscando apoio de familiares para iniciar seu projeto político.

Troca de secretários

Troca de secretários

O secretário de Indústria e Comércio de Irati, Marcel de Deus, foi exonerado da Secretaria. O prefeito Jorge Derbli confirmou a informação na tarde de quinta-feira (30). Marcel que era membro da diretoria da ACIAI recebeu o convite de uma empresa para desenvolver um trabalho e aceitou a tarefa. Durante sua estada na Secretaria, ele foi elogiado pelo seu trabalho técnico, inclusive no plenário da Câmara pelo presidente Nei Cabral.

Quem assume

A pasta, que tem como meta desenvolver o setor empresarial da cidade e suas ramificações, será gerida por Samanta Regina dos Santos Ferreira. Samanta já trabalhou na Secretaria por, aproximadamente, 30 meses na gestão Jorge Derbli. Sua posse se dá a critérios técnicos, uma vez que, é turismóloga e tem o perfil de ser, como diz o prefeito, “pé de boi”. A secretária vê na sala do empreendedor, na parceria com o Sebrae e no micro credito da Fomento Paraná, importantes ferramentas para superar a crise que a Covid-19 trouxe a todos. Ainda, com isso, quem deve ganhar força também é o turismo.

De supetão 

Quem esteve na surdina visitando a pavimentação entre Irati e São Mateus do Sul foi o governador Ratinho Junior. Acompanhado do secretário da SEIL, Sandro Alex, visitaram a obra, conversaram com moradores ribeirinhos e com funcionários da empresa. O governador salientou que tiraram do papel a obra que segue mesmo com os percalços da pandemia. Na visita, estiveram apenas o governador e o secretário.

Com Covid-19

O prefeito de Rio Azul, Rodrigo Solda, terá agora um testemunho com propriedade. No último domingo, 26, ele informou que testou positivo para a Covid-19. Ele está de quarentena, mas passa bem. O seu vice, Renato Hrinczuk, por ter estado com o prefeito nos últimos dias, ficou de quarentena, portanto não assumiu prefeitura, mas o teste dele resultou negativo na quinta-feira (30). Como Rodrigo está bem, desenvolve suas atividades de casa e promete novidades no seu retorno.

Reformas

Os deputados, Hussein Bakri e Artagão Junior, articularam a liberação de recursos para reformas em escolas na região. Hussein articulou recurso junto a Secretaria Estadual de Educação para a escola Antônio Xavier da Silveira de Irati, e Afonso Alves de Camargo de Rio Azul. Já Artagão Junior, a pedido do vereador Hélio de Mello, pediu e foi atendido com recurso para a escola do Rio do Couro, que sofreu com vendaval.

Festa, Pinga e Foguete

O ex-prefeito de Imbituva, Rubinho Pontarolo, foi condenado a três anos e quatro meses de reclusão por ter usado dinheiro público em despesas incompatíveis. Rubinho foi prefeito na vacância do seu pai, Zezo Pontarolo, que teve o seu registro de candidatura cassado o que impediu que o vice assumisse. Como Rubinho era o presidente da Câmara, ele assumiu a prefeitura por quase dois anos, estando à frente da Prefeitura nos anos de 2009 e 2010.

7

Parece número de mentiroso, mas é a quantia de vezes que Rubinho Pontarolo cometeu o delito de se apropriar de dinheiro público

Com tornozeleira?

O Ministério Público apontou na acusação que Rubinho fazia festa com o dinheiro do cidadão de Imbituva. Segundo o MP, por no mínimo sete vezes, ele pagou casas noturnas como a Woods e motéis na região de Curitiba com o dinheiro da prefeitura, inclusive, tirando notas para cobrir as despesas da farra. Ainda cabe recurso, mas a vida política da família Pontarolo está cada vez mais enrolada. Mas Rubinho poderá cumprir o regime em casa com regras especiais. Será que é com tornozeleira?

Com Sandro Alex

O prefeito Jorge Derbli esteve com o secretário Sandro Alex, nesta semana. Ele entregou ofício solicitando a pavimentação com pedra irregular para a comunidade da Barra do Gavião. Segundo o secretário, sua família tem origem naquela localidade. Por várias vezes, contava em programas de rádio que fazia das férias que passava quando guri nas bandas da Barra do Gavião. O prefeito Derbli foi no ponto fraco do secretário.

Marasmo político

Embora estejamos em ano eleitoral, o clima não faz jus a época. Nesta semana, tudo quieto. Talvez o que esteja causando este fenômeno seja o misto da Covid-19, com falta de dinheiro e postergação das eleições. Como tudo se define nas previas das convenções, tudo ainda tem tempo para acontecer. Única novidade é que o PSD de Prudentópolis parece que não vai ter candidato. Diniz que se ensaiava para ser o candidato a prefeito declinou da candidatura segundo contam as “bocas de matildes”. No mais, tudo em silêncio.

Nei nas escolas

O presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral (PV), aproveitou o recesso da Câmara de Vereadores para fazer uma série de visitas a todas as escolas do município. Nei foi verificar a estruturas e, ao final, levará ao prefeito uma pauta de pedidos levantados pelo presidente.

Asfalto do Califórnia

O vereador Alberto Schereda teve papel preponderante na viabilização do recurso de R$1 milhão aplicado em pavimentação no bairro Jardim Califórnia em Irati. Schereda fez o pedido a SEIL e conseguiu do secretário a obra que recupera pavimentos já deteriorados do bairro.