10 Milhões

Das mãos do Ratinho O prefeito Adelmo Klosowski (PSDB), de Prudentópolis, recebeu na quarta-feira (27), das mãos do governador Ratinho

Das mãos do Ratinho

O prefeito Adelmo Klosowski (PSDB), de Prudentópolis, recebeu na quarta-feira (27), das mãos do governador Ratinho Junior (PSD), o convênio para construção da sede do Conselho Tutelar no município. O governador disse que o governo está pautado em um tripé formado por gestão eficiente, planejamento de infraestrutura e promoção social. Para Adelmo, o convênio vai colaborar com a melhoria da qualidade de atendimento, pois os nossos profissionais estão em um ambiente mais estruturado.

Roman Alerta Bolsonaro

O deputado Evandro Roman subiu ao púlpito para chamar a atenção do governo Bolsonaro sobre a reforma da previdência. Roman disse que Bolsonaro precisa assumir o protagonismo da reforma da presidência. Roman afirma que trabalhou em prol do Bolsonaro, mas precisa comandar as ações para que a reforma passe no Congresso. O deputado ainda cita que Bolsonaro votou contra todas os projetos de reformas da previdência, sendo uma contradição ao que acontece.

Coadjuvante

Roman afirma que ao momento em que Bolsonaro não quer dialogar com o Congresso, ele está virando as costas para os representantes do povo, ainda mais que foi renovado em mais de 50% na última eleição. O presidente precisa assumir a articulação das reformas, não pode ser coadjuvante. Quem tem que defender a reforma e defende-la é o presidente. O empresariado quer que reforma passe, mas a classe trabalhadora não quer. Como vamos atuar aqui dentro se o presidente não assumir este avião que está sem comando.

Transforma a articulação política em corrupção é no mínimo desconhecer o parlamento. E ele passou 28 anos aqui dentro.

Evandro Roman

Pavimentações

O prefeito Jorge Derbli encaminhou para a Câmara de Vereadores um projeto solicitando autorização para contrair empréstimo de R$10 milhões. Antes do projeto ser votado o prefeito convocou uma reunião com os vereadores, onde fez um demonstrativo detalhado do empréstimo e as quais ruas serão abrangidas pelo projeto. Sete vereadores participaram da explicação, inclusive vereadores oposicionistas. Esta semana, o projeto foi aprovado em primeira votação por unanimidade, e pode ser emendado pelos vereadores.  

 

Discussão do tema

Vários vereadores defenderam o projeto. Rogério Kuhn explicou que o município tem uma capacidade de endividamento muito maior do que o valor do empréstimo pretendido. Ainda o prazo de carência será determinado pela Caixa Econômica Federal, que é o órgão que vai financiar a obra. Kuhn ainda comentou que quem vai pagar a obra não é essa ou aquela administração, mas o povo. Porque vai ser paga com o dinheiro do povo e é a nação que tem de ser beneficiada.

 

A clareza faz a diferença

Como já se esperava alguns edis relacionaram este empréstimo com aquele que o ex-prefeito tentou fazer, mas a Câmara reprovou. Enquanto alguns balbuciavam, Zeca Budnar mostrou uma diferença significativa. O ex-prefeito apenas enviou um pedido de empréstimo sem explicar o que queria claramente. Este projeto que tramita, tem explicado todos os pormenores, deixando claro todos os detalhes. Isso faz a diferença.

 

Número de vereadores

O vereador Marcelinho Rodrigues (PP) no uso da tribuna mexeu num assunto que vai dar o que falar. Rodrigues defendeu que a Câmara de Irati deve se posicionar sobre o número de vereadores na casa. Irati teve uma redução de 13 para 10 cadeiras e não retornou. Marcelinho disse que isso deve ser revisto este ano, uma vez que tem eleições ano que vem, mas que o subsidio dos vereadores não deve ser aumentado.

 

Aposentou

 O vereador Zequinha Budnar, que até então era funcionário concursado da prefeitura de Irati, encerrou suas funções enquanto funcionário público. Uma vez que se aposentou da função. Agora o seu tempo aumentou na prestação de serviço da vereança. 

 

Maria Fumaça 

No dia 19 de março, o secretário de Cultura de Irati, Alfredo Van der Neut, e este colunista, fizemos uma visita a histórica cidade da Lapa para reiniciar as tratativas da vinda passeio do Trem Maria Fumaça para Irati. A visita foi para buscar a expertise de Marcio Assad, um entusiasta e pioneiro do Turismo Férreo no Brasil além de coordenar o memorial ferroviário, defende o projeto junto a Rumo e a ABPF. A ideia tem vários apoios significativo da Sociedade Civil Organizada, como a ADECSUL e a AMCESPAR. Na visita fomos recebidos também pelo prefeito Paulo Furiati. Os passeios devem abranger Teixeira Soares e Inácio Martins.

 

             R$ 10 MI

Valor que o prefeito Jorge Derbli pretende financiar para aplicar em pavimentação em Irati