Revitalizando

Confira mais um papo confidencial

Em um entrosamento entre a Prefeitura e a ACIAI, o prefeito Jorge Derbli e o diretor responsável pelo comércio da ACIAI (Associação Empresarial de Irati), Oscar Muchau, participaram de uma agenda com o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano (PSDB), que tem se mostrado com prestígio perante o governador, principalmente na liberação de recursos. Na pauta, assuntos ligados a revitalização de alguns pontos de Irati. Vamos dizer que a pauta caminhou bem. Ambos saíram animados. Vamos aguardar!!!

Visitinha pretenciosa

Vendo que a dobrada da coordenação da campanha do prefeito Jorge Derbli a reeleição, a deputada Leandre fez uma visita inusitada neste seu giro pela região. Ela esteve com Mauricio Panka que, junto de Dagoberto Waydzik, coordenaram a campanha de Derbli. Parece que algo ficou no ar e segundo uma “fonte”, pode acontecer uma reedição da coordenação da campanha de 2020.

Nova Plataforma

A Câmara de Vereadores de Irati está com uma nova estrutura no que tange a transmissão das sessões legislativas. O presidente Hélio de Mello abriu a mão e renovou todo o sistema de som e transmissão das sessões. Agora, o voto é por placar e aparece pra quem está assistindo. Além de maior qualidade, a presença também fica registrada para quem está assistindo de forma presencial e também de forma remota. Dois monitores foram instalados para que se possa acompanhar os eventos da Câmara.

18 ou mais

O município de Teixeira Soares foi o primeiro da região a vacinar as pessoas adultas com 18 anos ou mais com a primeira dose e dose única de vacina contra a Covid. Agora, o município está realizando a repescagem para ver se ficou alguém sem vacina. O prefeito Lula parabenizou a equipe de saúde liderada pelo secretário Amauri e também a população que acatou o pedido do setor de saúde pela vacinação, que cumpriu a meta antes do previsto. O secretario Amauri disse que estão prontos para vacinar os adolescentes com 12 anos ou mais e aguardam apenas a autorização do governo para isso.

“Não tem paletó que sirva” Prefeito Jorge Derbli se referindo ao fato de não agradar a todos

Subindo a patente

A troca de comando do 3º Sub Grupamento do Corpo de Bombeiro de Irati foi uma cerimônia inusitada. Além de ser uma transferência entre duas comandantes, possivelmente a primeira vez na história da corporação no Paraná, o assunto de bastidor foi a força política necessária para que seja dada a canetada final. Acredita-se que dependa apenas da chancela do governador. Esse tema foi defendido pelo prefeito Jorge Derbli durante seu discurso em que pediu o empenho da deputada Leandre para sensibilizar o governador. Também o presidente da AMCESPAR fala na mobilização de deputados com voto na região para destravar o processo.

Sensibilidade

Quem vê o bigode do prefeito Jorge Derbli não percebe a enorme sensibilidade que ele tem no que tange o combate da violência contra mulher. O bigode do prefeito Jorge Derbli esconde a sensibilidade que o mesmo tem no assunto. Nesta última quinta (19), ele autorizou a cessão da guarda municipal e assistente social,Patrícia Isaura Bonatto Pedroso dos Santos, que dará suporte ao atendimento especifico para as mulheres que sofrem violências. A Vice -Prefeita Ieda, a vereadora Vera Gabardo, o delegado Paulo e outras pessoas estiveram na solenidade, que foi de forma simples pela importância do ato.

Agenda furada

A deputada Leandre Dal Ponte estaria numa agenda na ACIAI que foi cancelada. A ACIAI disse em nota que a agenda caiu devido a conflito de diretores da Associação. O programa “Roda de Conversa” é uma proposta de entrevistar os deputados mais votados em Irati. Parece que tem algo que não foi contado neste cancelamento uma vez que Leandre seria a primeira a ser entrevistada. A deputada montou uma prestação de contas de suas obras em Irati e estava apta a responder as perguntas da região, mas isto deverá acontecer em outra oportunidade.

Retardando

Uma situação proporcionada pela falta de experiencia se apresentou na última sessão. Pelo menos é o que eu quero acreditar. A prefeitura de Irati reenviou o Projeto de Lei que autoriza a prefeitura de Irati a fazer um repasse de até R$ 600 mil para a Santa Casa de Irati. Este projeto já havia sido enviado e aprovado por unanimidade num momento anterior. Mas devido a um erro técnico, ele teve de passar pela Câmara novamente.

Extemporâneo

O que causou estranheza, foi a atitude do vereador Batatinha e também da vereadora Terê que fizeram pedido de vistas no projeto. Como era apenas uma correção, o vereador Nato Kffuri faz o pedido de quebra do interstício legal (votar em apenas uma sessão) como já havia sido discutido e aprovado na casa de Leis. Primeiro o vereador Batatinha pediu vistas num momento inapropriado. O pedido de “Vistas” (oportunidade para estudar mais o projeto) acontece durante a “discussão” do projeto. Batatinha pediu vistas durante o momento do voto, o que é errado. Tentou argumentar, mas não teve o que fazer. O presidente Hélio advertiu e seguiu a sessão. Mais estranheza ainda, foi quando a vereadora Terê tentou insistir no pedido. O vereador Hélio explicou de novo que os pedidos eram inoportunos e seguiu a sessão em que a transferência foi aprovada.

Resumo

Este fato nos traz uma reflexão. Os vereadores que mesmo estando utilizando um novo sistema não utilizaram do momento oportuno para discutir o processo. Como houve uma sequência de pedidos na intenção clara de barrar a tramitação do projeto, nos dá a imagem de que os vereadores procuravam retardar o repasse deste recurso para a Santa Casa de Irati, principalmente porque é destinado ao combate da Covid-19. Ou na “teoria da conspiração”, alguém teria colocado os vereadores no “mato”, passando uma orientação de questionamento não cabível, uma vez que ambos os vereadores votaram favoráveis ao repasse. Muito estranho.