Dica da Arquiteta
Como as cores mudam a sensação de espaço nos ambientes

Como as cores mudam a sensação de espaço nos ambientes

A pintura pode trazer outra percepção em relação às medidas dos cômodos da sua casa.

___________________________________________________________

Uma maneira muito comum de mudar um ambiente sem gastar muito é pintar uma ou algumas paredes. A escolha das cores para o piso, as paredes e o teto de um ambiente, além de proporcionar diversas sensações, como excitação ou serenidade, pode criar efeitos óticos. Isso porque as cores têm o poder de criar profundidade, evidenciar volumes e se integrar ao meio externo, ampliando ou reduzindo as dimensões de um cômodo.

Por isso é tão importante decidir sobre a paleta, em que superfícies ela será aplicada e ainda levar em conta quem vai usar o espaço, os gostos dos moradores ou clientes e o que você deseja transmitir naquele local. Quanto ao clima, de modo geral, tons claros assentam em regiões quentes, pois não retêm calor. As mais escuras e saturadas, por trazer acolhimento, são ótimas para locais frios.

E para combinar as cores nas superfícies, móveis e adornos, harmonia e equilíbrio não podem ser esquecidos! Se pintar uma parede de vermelho, por exemplo, maneire nas demais. Fato é que na decoração há cada vez menos regras.

Reformar Com Sucesso

REFORMAR COM SUCESSO

Decidiu reformar a casa, mas não sabe por onde começar? Saiba quais são os passos para iniciar uma reforma e planeje-se

________________________________________

Decidir reformar requer programação e organização, quando mal planejada, pode trazer problemas inesperados e muita dor de cabeça. Se você está planejando transformar seu imóvel e não sabe por onde começar, você precisa de dicas simples, rápidas e eficientes para tomar decisões e seguir em frente.

Inspire-se em ambientes construídos

Ao optarmos por reformar nosso imóvel, devemos buscar idéias em ambientes construídos, fotos, acervos de imagens na internet e também nos portfolios de profissionais da área.

Planeje sua reforma

Contratar um profissional da área para executar o projeto pode salvar sua obra e seu bolso. No papel, deve-se especificar todos os itens necessários, bem como o modelo e quantidade. Com tudo definido no papel, você fará uma tomada de preços eficiente e econômica.

Fazer o orçamento prévio de tudo dá trabalho, mas traz muitas economias. É importante ter isso em mãos para se ter uma ordem de grandeza dos gastos e saber o que é possível fazer na hora de executar. Nos ajuda a filtrar alguns itens, substituir especificações e negociar valores, para atingir a meta de gastos.

Procure um profissional com antecedência

O planejamento e a concepção do projeto exigem um tempo de desenvolvimento e devem contar no prazo para a entrega da obra. Por exemplo, se você quer ter uma piscina linda no verão, comece a planejá-la em meados de junho, já, se pretende ter uma lareira na sala, pode iniciar o projeto em pleno verão.

Você deve ter muito cuidado e atenção na hora de contratar os prestadores de serviço. Procure sempre pessoas capacitadas e se possível, visite alguma obra já executada.

Monte um cronograma

O serviço de administrar uma obra vai muito além de comprar materiais. Antes do início, vale reunir todos os envolvidos e compatibilizar os serviços e prazos, que é essencial para a realização do cronograma.

Uma obra simples, por exemplo, tem sempre uma logística dos serviços a serem realizados: comece pela demolição, entre com as alterações elétricas, projeto de iluminação, forro de gesso, regularização ou assentamento do piso ou mármore, instalação das luminárias, massamento das paredes, pintura, marcenaria, finalização dos acabamentos e encerre pelo retoque de pintura e colocação de papel de parede.

Você deve, sempre que possível, evitar iniciar uma reforma no final do ano. Essa não é a melhor época, pois muitas lojas param de atender pedidos já em meados de dezembro. Já, se a obra é realizada na parte externa, deve-se obviamente, evitar os meses de chuva, como na primavera e no verão.

Transtornos fazem parte da reforma

Se você pretende reformar sem desocupar o imóvel é bom ter plena ciência de que morar numa obra tem muitos inconvenientes, como pessoas o tempo todo circulando pelo imóvel, poeira e o impedimento de circulação em alguns cômodos da casa.

Quando ouvimos a palavra reforma, a primeira coisa que vem em mente é dor de cabeça. Realmente, se você não tiver um planejamento bem elaborado, com certeza vai ter muita dor de cabeça. E não é só em relação ao estresse e os aborrecimentos, mas especialmente porque você pode se dar conta que estourou o orçamento.

Agora, se seguir as dicas acima, além de não estourar o seu orçamento, vai encarar os possíveis problemas com muito mais facilidade.

Até a próxima!

Luciana Heinen Gehelen

Luciana Heinen Gehelen

    

Fonte: Pinterest