Leucoplasia, lesão pré-maligna na laringe

Entenda o que pode ocasionar a Leucoplasia

Dr. Bruno L. Alencar
Otorrinolaringologista
CRM 18299 RQE 13511

Leucoplasia é uma mancha ou placa branca da mucosa da corda vocal, considerada uma lesão pré-maligna da laringe.
O principal fator de risco para o câncer da laringe é o tabagismo, o qual tem o risco potencializado pelo etilismo. A laringite por refluxo, o papiloma vírus humano (HPV), exposição ocupacional a certos produtos (níquel, inseticidas, minas de cobre, emissão de madeira de fornalha, etc.) também são implicados como fatores de risco.


O principal sintoma é a rouquidão, que tem caráter progressivo, podendo ocorrer ardor e sensação de corpo estranho na garganta, dor ao engolir e fadiga ao falar.
O diagnóstico é feito através da Laringoscopia por vídeo e a Vidoestroboscopia Laríngea.
O objetivo do tratamento das lesões pré-malignas é a prevenção da transformação maligna ou o diagnóstico precoce e o tratamento do câncer laríngeo subsequente. Logo, uma leucoplasia na prega vocal deve ser sempre investigada e descartada a possibilidade de câncer inicial.
O tratamento é eminentemente cirúrgico e pode ser indicado como tratamento primário. Em casos selecionados, a depender da característica da lesão, pode-se optar por tratamento clínico, porém indicando remoção cirúrgica de qualquer lesão residual. O seguimento destes pacientes é mantido durante toda a vida e de maneira sistemática.