4ª Regional de Saúde nega caso de Coronavírus em Irati

A 4ª Regional de Saúde negou, na tarde desta sexta-feira (13), o caso de coronavírus em Irati que está circulando

A 4ª Regional de Saúde negou, na tarde desta sexta-feira (13), o caso de coronavírus em Irati que está circulando nas redes sociais. Segundo a equipe de vigilância epidemiológica, são apenas boatos, e todos os testes nos hospitais, tanto privados como públicos, devem ser enviados à 4ª Regional de Saúde para serem encaminhados a Curitiba.

A chefe da sessão de vigilância epidemiológica, Cleusimara Tumacz, comenta que “todos os casos suspeitos devem ser notificados, imediatamente, a Secretaria Estadual de Saúde, e nós não tivemos nenhuma notificação até o momento, de nenhum caso suspeito. Nenhum estabelecimento de saúde, dos nossos nove municípios”.

Ela explica que existe uma portaria que regulamenta a notificação, que é obrigatória de todos os serviços e profissionais de saúde que atendem independente de ser público ou privado. É o carro da 4ª Regional que leva os testes até ao Laboratório Central do Estado do Paraná (LAcen), por isso, qualquer informação oficial vem do órgão.

A chefe de divisão de vigilância em saúde, Andrea Costa Lima, fala que é o momento de prevenção. “Essa prevenção retarda a epidemia, tem um pico mais baixo, a partir do momento que você passa a evitar. É um momento preocupante, mas acredito que não é de alarme, de desespero e, sim, de conscientização de você realmente pensar que a melhor opção é a prevenção”.

NO PARANÁ

Em todo o estado do Paraná já são 54 casos suspeitos do coronavírus, que estão em investigação. Dos confirmados, as pessoas estão sendo tratadas em casa. “A transmissão é muito fácil, é respiratória, com gotícula de saliva”, destaca Cleusimara. Até o momento, todos os casos no Brasil foram importados, de pessoas que viajaram para fora do país, e não há transmissão local.

COMO SE PREVINIR DO CORONAVÍRUS

– Lavar bem as mãos com água e sabão, ou com álcool 70, antes de se alimentar, depois de voltar da rua, de tocar em objetos públicos, de ir ao banheiro, etc;

– Cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar;

– Evitar aglomeração de pessoas;

– Manter os ambientes ventilados;

– Não compartilhar objetos pessoais, como chimarrão, narguilé, cigarro, etc.