Abertura de envelopes de licitação é suspenso

Na última sexta-feira (31), uma comitiva de Irati, Rebouças, e São Mateus do Sul, esteve em Curitiba para acompanhar o

Na última sexta-feira (31), uma comitiva de Irati, Rebouças, e São Mateus do Sul, esteve em Curitiba para acompanhar o processo de edital que conheceria a empresa responsável pela obra na PR-364, estrada que liga os dois municípios. No entanto, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu uma liminar suspendendo o ato. De acordo com o documento, uma empresa concorrente ao processo entrou com o pedido no órgão.

A obra de pavimentação está orçada em R$ 1,7 milhão, empréstimo feito através do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A licitação é internacional e regrada a vários termos e contratações burocráticas e o ocorre pela modalidade pregão, ou seja, a disputa pelo fornecimento é feita em sessão pública, por meio de propostas e lances, para classificação e habilitação do licitante com a proposta de menor preço.

Com o fato inesperado, o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Abelardo Lupion, se reuniu com as lideranças da região. Segundo ele, uma empresa concorrente se sentiu prejudicada por não se adequar as exigências de um Banco quanto a licitação internacional.

É um pedido de explicações do Tribunal de Contas, e nós vamos dar esse relatório. Estou enviado uma equipe de técnicos na segunda-feira a Brasília para pegar toda a documentação necessária no BID e apresentar ao Tribunal de Contas, porque afinal quem faz as regras é o banco, e nós nos sujeitamos a essa regra. Eu posso garantir a vocês que isso não vai afetar de forma nenhuma a licitação, disse. Ele ainda pontuou que isto atrasará em no máximo duas semanas o processo de abertura.

Secretário Abelardo Lupion recebeu a comitiva na última sexta-feira (31). Foto: Jaqueline Lopes

De acordo com o coordenador geral do programa BID na secretaria de Infraestrutura, Glauco Tavares, a equipe está empenhada na retomada do processo. A licitação estava praticamente na reta final, mas agora estamos com esse processo suspenso temporariamente. Já temos as 15 propostas entregues, são empresas de grande porte. Estamos trabalhando firmemente para que nos próximos dias essa situação seja esclarecida junto ao Tribunal de Contas, disse o coordenador.

Estavam presentes na reunião o prefeito de Irati, Jorge Derbli, e o de São Mateus do Sul, Luiz Adyr, além dos vereadores iratienses, Soldado Elias e Nei Cabral.  Reforçando o time também esteve o presidente da Aciai, Elias Mansur, e o vice, Oscar Muchau. De Rebouças, o ex-prefeito, Bepe Massoqueto, o vereador, Getúlio Gomes Filho.

Toda a população estava ansiosa para ver a abertura da licitação. Infelizmente tivemos esse ocorrido, mas o DER nos confirmou que estará resolvendo esse impasse nos próximos dias, disse o prefeito Jorge Derbli.

Não podemos perder a esperança, sabemos que é pelo processo e vamos fazer as coisas corretamente. Houve uma mesma situação em um edital de uma obra de Pitanga a Mato Rico, e o próprio Tribunal acabou concordando com o BID. Esperamos que isso sirva de jurisprudência para que o TC veja que não existe nada de errado, destacou Luiz Adyr.

É o nosso apoio tanto para Irati como a região de São Mateus. Infelizmente tivemos essa notícia do atraso do processo. Os meus associados que me cobram bastante sobre o assunto. Quando a gente abraça essa causa, abraça cerca de seis mil associados. Além do empresariado que está aguardando essa notícia, falou o presidente da Aciai, Elias Mansur.

OUTRAS DEMANDAS

Na oportunidade, o prefeito de Irati Jorge Derbli entregou um projeto pedindo para pavimentar o trecho do riozinho que inicia no trevo até encontrar com a rodovia. “Já que vai mudar o traçado por conta da obra, explicamos a necessidade dos moradores da região de de melhorar este trecho.os técnicos deram um sinal positivo pra gente e nós esperamos ser atendidos”, disse.