Agentes de Endemias retomam atividades de fiscalização no combate à dengue

Fiscais estão fazendo a aplicação de multas. Mesmo com o tempo seco, população precisa continuar com os cuidados

Secom Irati

Após quase um ano e meio prestando orientações aos iratienses nas residências, os agentes de Endemias da Secretaria de Saúde de Irati voltaram a todas as suas atividades neste mês de julho, promovendo a fiscalização em toda a cidade para verificar a existência de focos do mosquito Aedes Aegypti, vetor do vírus da dengue.
A preocupação dos agentes de Endemias está relacionada à prevenção, que precisa ser mantida por toda a população, mesmo com o tempo seco. “Neste mês de julho, retornamos às atividades rotineiras. Embora não tenhamos parado com elas totalmente, pois tínhamos o trabalho de visitas e orientações, mas não estava sendo feita a ação de entrar nas residências e fazer a fiscalização, como preconiza a atividade”, explicou o coordenador do setor, Élcio de Jesus Fernandes.

Controle da dengue
O setor realizará um trabalho de análise no início de agosto, que dará parâmetros concretos sobre a situação da dengue no município. Também estão sendo fiscalizados, a cada 15 dias, alguns pontos estratégicos, como ferros velhos, cemitérios e floriculturas, que têm mais condições de registrar acúmulo de água.
“Como estamos na pandemia, outras questões foram deixadas de lado. Como é um período de estiagem, com clima seco e frio, houve uma redução de focos e da quantidade de insetos no município. Porém, como o mosquito está resistindo e evoluindo, ele se adaptou a nossa região. Então, no inverno diminui, mas os ovos permanecem na superfície, estando à espera de uma chuva e que esquente para aumentar a população de mosquitos. E é isto que estamos tentando prevenir”, frisou o fiscal Giovani Alessi.
Conforme Alessi, o maior número de focos encontrados, todos os anos, está nas residências. “Vamos cuidar das nossas residências e pátios. Assim, já estaremos prestando um grande serviço para o município e à saúde”. Ele ressalta que a dificuldade enfrentada pelos agentes é a fiscalização dos terrenos baldios e a identificação dos proprietários. Para isto, o setor realiza um trabalho em conjunto com os setores de Tributação e de Mapeamento do município.

Multa por falta de cuidado
Em 2020, a Prefeitura de Irati estabeleceu uma multa no valor de 06 Unidades de Referência Municipais (URMs), o equivalente a R$487,68, para quem deixar de retirar o mato, lixo ou entulho de seus imóveis. Em caso de reincidência, o valor da multa dobra. A partir de agora, os fiscais estão fazendo a aplicação de multas e dando início aos processos administrativos.
“É importante a população não baixar a guarda para a dengue. O município, nos últimos anos, teve um índice grande de infestação do mosquito. Felizmente, não tivemos circulação significativa da dengue na cidade, mas se tivermos uma infestação alta e aparecerem mais pessoas com o vírus, poderemos viver uma nova epidemia”, finalizou Fernandes.