Cerca de 500 mil trabalhadores ainda não sacaram até R$ 1.212 do PIS/Pasep

Dados do Ministério do Trabalho e Previdência mostram que muita gente ainda tem grana extra para resgatar

Lorena de Sousa

O Ministério do Trabalho e Previdência divulgou dados que mostram que 478.724 trabalhadores ainda não sacaram o abono salarial PIS/Pasep com ano-base 2020, pago em fevereiro e março deste ano. Até o dia 29 de dezembro, cada um deles pode resgatar até R$ 1.212.

Do total de pessoas que “esqueceram” o abono, 125.624 são funcionários da iniciativa privada (PIS) e 353.100 são servidores públicos (Pasep).

O PIS/Pasep é pago a quem trabalha com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano-base, recebendo em média até dois salários mínimos por mês. Seu valor varia de R$ 101 a R$ 1.212, de acordo com o número meses trabalhados no período considerado.

Além dos requisitos citados, é preciso estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, bem como ter com os dados informados corretamente pelo empregados na RAIS/eSocial.

Como sacar o abono PIS/Pasep?

Quem se enquadra em todas as regras para receber o benefício deve fazer a retirada junto ao banco pagador. A Caixa Econômica Federal cuida do PIS, enquanto o Banco do Brasil é responsável pelo Pasep. Basta comparecer a uma agência ou acessar os canais digitais das instituições.

A consulta do benefício pode ser feita pela internet, no aplicativo Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital) ou portal Gov.br, ou ainda pelo telefone 158.

Até o dia 18 de abril, 23.859.895 benefícios do total de 24.338.619 abonos haviam sido pagos. O número representa 98% do montante previsto.

Fonte: https://editalconcursosbrasil.com.br/noticias/2022/04/cerca-de-500-mil-trabalhadores-ainda-nao-sacaram-ate-r-1-212-do-pis-pasep/