Conta de luz mais cara? Aneel quer aumentar valor das bandeiras em até 57%

Após previsão do ONS de manutenção da bandeira verde até o fim deste ano, Aneel fala em revisar bandeiras tarifáveis

Lorena de Sousa

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai abrir uma consulta pública com o intuito de reajustar o valor das bandeiras tarifárias para 2022. O aumento proposto pode deixar a taxa na conta de luz até 57% mais cara para os brasileiros no próximo ano.

Os diretores do órgão afirmam que a mudança não terá reflexos agora, já que a bandeira verde deve continuar em vigor até o fim deste ano. O governo anunciou a substituição da bandeira de escassez hídrica pela verde a partir do dia 16 de abril.

Apesar do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) prever a manutenção da faixa sem cobrança extra até dezembro, especialistas temem que isso possa não ocorrer. Eles justificam que é impossível afirmar que não será necessário acionar as termelétricas mais caras, como as movidas a óleo diesel.

Aumento na conta de luz

A proposta fixa novos patamares para as bandeiras, que representam o valor da cobrança adicional na conta de luz por megawatt-hora (MWh) consumido. Veja como ficaria:

  • Bandeira amarela: de R$ 18,74 por MWh para R$ 29,27 por MWh;
  • Bandeira vermelha 1: de R$ 39,71 por MWh para R$62,37 por MWh;
  • Bandeira vermelha 2: de R$ 94,92 por MWh para R$ 93,3 por MWh.

A mudança na amarela implicaria em aumento de cerca de 5% na tarifa média cobrada dos consumidores. A vermelha 1 representaria impacto negativo de 10% na conta, enquanto a bandeira vermelha 2 geraria redução de 2% no custo extra.

A consulta pública ficará aberta para contribuições entre os dias 14 de abril e 4 de maio.

Fonte: https://editalconcursosbrasil.com.br/noticias/2022/04/conta-de-luz-mais-cara-aneel-quer-aumentar-valor-das-bandeiras-em-ate-57/