Dia de campo da Moageira Irati reforça a união entre todos os elos do negócio do Trigo

Pesquisador da Embrapa discutiu aspectos a serem considerados na produção

Kauana Neitzel e Nilton Pabis

A Moageira Irati promoveu, nesta quarta-feira (29), um dia de campo para os produtores de trigo da região. O evento é realizado uma vez ao ano, próximo da colheita do grão, buscando aproximar todos os elos da cadeia do trigo, desde o pesquisador, produtor e moinho comprador.
O dia de campo tem o objetivo de abastecer os produtores, com conteúdos e informações no que se refere ao mercado do trigo. Desta vez, contou com a apresentaçãode 38 cultivares apresentadas pelas empresas Biotrigro, OR Sementes, Fundação Pró Sementes e Embrapa.
João Leonardo Pires, pesquisador da Embrapa, falou aos agricultores sobre as vantagens e desvantagens sobre a dessecação do trigo na pré colheita, processo que ainda é pouco utilizado na região, mas propícia uma secagem do grão mais uniforme.
O diretor presidente da Moageira Irati, Marcelo Vosnika, colaborou falando sobre o processo de comercialização do grão para a safra 2021 e as tendências do mercado. A alta dos preços está colocando o trigo como produto atrativo para o agricultor. Na propriedade de Ricardo Malinoski, localizada na Serra dos Nogueiras a empresa demonstrou toda a diferença entre as sementes e como elas se adaptam em várias situações.
A ideia, segundo Vosnika, é que os agricultores possam perceber no campo qual é a melhor semente para a sua plantação e com isso ter maior desempenho tanto em volume como em qualidade. Procuramos trazer a cada ano variedades de sementes que se adaptem da melhor forma possível na região através de melhorias genéticas, para que se tenha no final um trigo com maior desempenho no moinho e farinha cada vez melhores para o consumidor final.

“Os padeiros artesanais puderam ampliar o conhecimento sobre o projeto Trigo de Origem. E levarão para suas padarias toda a força da gente e dos produtores de trigo de Irati”, finaliza Mercelo.

Padeiros

A tendência do mercado de pães de fermentação natural tem se relevado além de um ótimo negócio para os empreendedores uma grande oportunidade de se reinventar profissionalmente. Exemplo é do ator Milhen Cortaz, que esteve presente no Dia de Campo da Moageira Irati. Ele está ampliando suas atividades com o pão artesanal. E a possibilidade de conhecer todas as etapas da farinha que ele consome amplia ainda mais a união do campo com artesãos da Panificacão resultando em produtos com melhor qualidade, transparência nas informações e muita história para contar. O campo nos une e nos faz avançar.