Hoje (18) é Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A intenção é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta de prevenção e combate à violência sexual contra crianças e adolescentes

O dia 18 de maio foi constituído pela Lei Federal n° 9.970 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Essa data foi escolhida, em 2020, em razão do crime que comoveu toda a nação brasileira em 1973, o Caso Araceli, em que uma menina de 8 anos de idade foi, cruelmente, assassinada após ter sido violentada em Vitória, no Espírito Santo. A intenção é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta de prevenção e combate à violência sexual contra crianças e adolescentes, pois ninguém está livre de ser atingido por essa situação. É preciso formar uma sensibilização municipal para denunciar e romper com esse ciclo de violência e proteger as crianças e adolescentes do município de Irati.

Como denunciar

As denúncias de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes podem ser feitas no Conselho Tutelar do município ou para o Disque Denúncia Nacional – Disque 100, um serviço de utilidade pública, que recebe e encaminha denúncias de violências contra crianças e adolescentes para o município de Irati-PR. Podemos contar ainda com o disque 181 do governo do Estado do Paraná.
Além de violência sexual, o Disque 100 recebe denúncias de maus-tratos, negligência, pornografia, entre outros crimes. A ligação é gratuita e o usuário não precisa se identificar. Na mesma oportunidade, a comunidade de Irati pode procurar os CRAS do município na Vila São João, Canisianas, Lagoa e Rio Bonito, e o CREAS, para realizar uma denúncia de forma anônima. Para a secretária de Assistência Social, Sybil Dietrich, esse trabalho coletivo e do engajamento de todos nesta prática profissional vêm trazer significados, caracterizando um trabalho técnico e humanitário como eixo norteador dos princípios da defesa e garantia do direito à convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes.

 

Firmar esse compromisso do poder público e da sociedade civil organizada para criar uma estrutura interligada de políticas públicas direcionadas a efetivação dos direitos das crianças e dos adolescentes é necessário para atingir a plenitude da dignidade humana e da cidadania de todas as crianças e adolescentes”, declara o prefeito de Irati, Jorge Derbli.

Neste mês, diversas ações de prevenção serão vinculadas nos meios de comunicação e, na próxima quinta-feira (27), haverá uma live para dialogar com a comunidade sobre esse tema e ter o lançamento do serviço intersetorial de escuta especializada.

Ações da Assistência Social de Irati voltada à prevenção da violência de crianças e adolescentes
O município de Irati, por meio da Secretaria de Assistência Social, diante do contexto da pandemia do COVID-19, vem lançando no mês de maio, diversos vídeos e materiais orientativos de ações de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes de Irati. A campanha traz como referência a imagem do Super D (Super defensor dos direitos da Criança e do Adolescente) – referência da Rede de Proteção e Enfrentamento às Violências da cidade. A simbologia do Super D, um personagem lúdico e surreal, tem o objetivo de transmitir uma linguagem própria, específica à criança, comunicando o combate ao abuso sexual da criança e do adolescente. Para tal fim, é necessário que todos saibam da sua existência e seu significado, sendo necessária sua apresentação. 

Cuidar, amar, proteger e acolher, simples verbos que podem mudar a vida de uma criança, tanto na prevenção, como no combate da violência contra a criança e o adolescente. Imaginem poder viajar para um lugar onde tudo é possível! No mundo de uma criança é assim, um lugar onde a realidade se mistura com a fantasia e dentro do imaginário cada criança possui seu protetor, aquele super-herói ou super-heroína capaz de protegê-lo. E assim, no faz-de-conta surgiu um herói, que esconde por trás de sua viseira a sua identidade infantil, que ao invés de fragilidade   ele transmite sua força e no peito carrega uma flor amarela o símbolo de sua luta contra a violência.
Seu capacete elmo, símbolo dos grandes guerreiros romanos, propõe   como significado   a   proteção   e   demonstra   travar   esta   batalha, assim   como   a   sua armadura robusta, que representa o combate. A capa simboliza força e a presença de superpoderes, junto   com   os   braceletes   em   seus   punhos, demonstrando a fantasia, o super-herói.