MP se posiciona sobre manifestação de servidores contra prefeitura de Teixeira Soares

A promotoria de Teixeira Soares se manifestou em relação ao caso ocorrido no último dia 22 de novembro.

A promotoria de Teixeira Soares se manifestou em relação ao caso ocorrido no último dia 22 de novembro, onde servidores do Pátio de Máquinas paralisaram as atividades e realizaram um manifesto contra a administração. A ação visava explicações da Prefeitura sobre corte nos salários dos funcionários.

Na matéria realizada pela Folha de Irati, na edição 2450, o secretário de Administração, Planejamento e Recursos Humanos, Levi Varella da Silva, afirma que O Ministério Público manifestou que estamos corretos em corrigir.

A promotora Ana Caroline Monteiro de Moraes, se manifestou através de nota. Segue na íntegra:
 
"A título de esclarecimento, o Ministério Público da Comarca de Teixeira Soares informa que, ao contrário do que foi mencionado em matéria publicada na edição 2450, não exarou qualquer parecer sobre as ações do Poder Executivo do Município de Teixeira Soares em relação ao mencionado "corte de salários" dos servidores municipais. Informa-se, ainda, que foi instaurada a Notícia de Fato nº MPPR – 0142.18.000604-1 para  acompanhar a revisão e implementação de subsídio de TODOS os servidores públicos do Município de Teixeira Soares, quanto à contagem de tempo de serviço, diferença de enquadramento em razão da Lei Municipal n° 1716/16, quanto à base de cálculo do adicional de tempo de serviço, quanto à base de cálculo do adicional de insalubridade do servidor efetivo e quanto ao regime jurídico e direito adquirido, tendo em vista a propositura de ação judicial pelo Sintex. "