Operação Rondon atende 3.814 pessoas em Rio Azul

A Operação Rondon em Rio Azul contou com 21 acadêmicos e cinco coordenadores. Foto: Divulgação/Operação Rondon Ações comunitárias foram recebidas

A Operação Rondon em Rio Azul contou com 21 acadêmicos e cinco coordenadores. Foto: Divulgação/Operação Rondon

Ações comunitárias foram recebidas por moradores de Rio Azul através da Operação Rondon – um projeto de extensão coordenado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em parceria com o Centro Universitário de União da Vitória (UNIUV). No município, foram atendidas 3.814 pessoas, no período entre 23 de julho a 3 de agosto. A iniciativa recebeu apoio da Prefeitura.

Participaram da Operação Rondon 21 acadêmicos e cinco coordenadores.  Foram 136 oficinas realizadas, 39 instituições atendidas, em aproximadamente 400 horas de trabalho, sendo realizadas sete reuniões antes da Operação e 11 durante.

De acordo com um dos coordenadores da Operação em Rio Azul, Vinícius Sabino, foram ofertadas diversas oficinas sobre saúde, como de primeiros socorros e higiene bucal; de  direitos humanos, empoderamento feminino e recursos didáticos voltados à Pedagogia. São áreas que foram abrangidas em oficinas em diferentes pontos da cidade, além do trabalho braçal realizado, com a melhoria da praça e faixas de pedestre, explica.

A Operação Rondon 2018 aconteceu em 10 cidades que aceitaram participar. O público atingido foi de 35.670 pessoas e 250 rondonistas. Cada município contou com atividades escolhidas de acordo com a realidade da população. Segundo Sabino, primeiro conhecem a demanda da cidade e na sequência buscam aplicar ações que ajudem no desenvolvimento local. Sabemos que não conseguimos mudar uma realidade por completo, mas buscamos dar o primeiro passo, ressalta o coordenador.

As ações em Rio Azul aconteceram nas áreas urbana e rural. Atividades foram realizadas na semana pedagógica com professores e também com servidores das escolas municipais. Orientações sobre trânsito ocorreram nas principais ruas da cidade. Também foram feitas  oficinas de sabão ecológico e planejamento de renda familiar, além de dinâmicas com crianças na área rural.

EXPERIÊNCIA

A acadêmica de Odontologia da Uniuv, Karen Konkel, comenta que conseguiram aplicar na Operação aquilo que aprendem na graduação, mas que também receberam muito conhecimento junto com a comunidade. Eu indico. Quem puder participe dentro da sua universidade, porque vale muito a pena, destaca a estudante.